segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

APÓS DORMIR EM BERÇO ESPLÊNDIDO, MPT ACORDA PRA VIDA E RECONHECE QUE LEIS TRABALHISTAS ESTÃO SENDO VIOLADAS COM O MAIS MÉDICOS


Em depoimento hoje ao MPT em Brasília, a cubana alforriada Ramona Matos confirmou tudo o que já foi dito sobre o programa escravocrata mercador de cubanos chamado de Mais Médicos: Ela vivia com salário insuficiente, dependendo de ajuda de terceiros, era vigiada 24h por dia, dependia de "autorização" de supervisores "cubanos" para sair de casa ou passear pela cidade e/ou redondezas, não podia emitir opinião, falar ou fazer nada que não fosse atender pacientes e que a tal tutoria dos "intercambistas" era uma fraude, só tinha aulas em internet.

http://oglobo.globo.com/pais/depoimento-de-cubana-reforca-entendimento-do-mpt-de-que-mais-medicos-fere-legislacao-trabalhista-11561692


Após ouvir chocante depoimento, o procurador do trabalho Sebastião Caixeta concluiu que não existe intercâmbio e sim uma clara relação de trabalho e que o Mais Médicos viola as leis.

E então, nobre procurador, o que fará a respeito?

Se fosse a Vale do Rio Doce contratando cubanos sem assinar carteira, expropriando 90% do salário combinado, deixando-os passando fome, vigiando-os 24h, impedindo-os de sair de casa ou viajar ou até mesmo namorar (!!!) e colocando-os em condições insalubres de trabalho, será que o MPT seria tão lento e permissivo como foi com o Governo até agora?

Qual a mensagem que o MPT quer passar à população? Então chega de pensar e vamos agir. Já fizemos a nossa parte, agora é com o ilustríssimo.

O futuro desses escravos cubanos está nas mãos do senhor e na do ministro do STF Marco Aurélio de Mello, que aliás fez carreira na justiça do Trabalho. Será que Sua Excelência concorda com a forma como os cubanos estão postos no Brasil?

2 comentários:

aldofranklin disse...

Quem é? É o David Coperfild?
Pois ate agora sono passinho da tartaruga isso quando não dá uma de bicho Preguiça...
Que País é esse?!

Hugo disse...

Limitado pelas competências (atribuições) de seu cargo, o Dr. Sebastião Caixeta provavelmente se restringirá a exigir o pagamento dos salário integral aos cubanos. Quanto a isso a solução é "simplérrima" para o PT: basta pagar a diferença aos médicos cubanos E CONTINUAR DESTINANDO CERCA DE r$ 8.000,00 AOS IRMÃOS CASTRO. Ou seja, não se surpreendam se, de uma hora para outra, um médico cubano passar a custar R$ 18.000,00 ao pagador de impostos.
Além disso, o Procurador do Trabalho também deverá exigir o pagamento de outros direitos trabalhistas, como férias e 13o.
O resto (desvio de finalidade, ausência de concurso público etc.) deveria ter sido questionado pelo Ministério Público Federal. Mas desde outubro de 2013 existe uma Ação Popular questionando essas irregularidades.



e demais direitos trabalhistas (como férias e 13o) a eles e aos demais. Quanto a isso á solução é simplérrima para o PT, bastará