quinta-feira, 5 de março de 2015

O MITO DA "PORTA FECHADA" - UMA MENTIRA A SER ESCLARECIDA.

Nos últimos anos o grupo dominante na ANMP vem repetindo sucessivamente aos peritos da ponta um discurso de pânico e medo, que consiste em dizer que a dita oposição a eles teria "portas fechadas" com o governo e que "ruim com nós, pior com eles", pois ao menos teriam "portas abertas com o governo". Nada mais mentiroso. Lideranças de caminhoneiros, policiais, agrários, bancários, dentre outros. fazem discursos muito agressivos contra o governo e são recebidos (bem) e tem suas demandas atendidas, pois o governo não fecha portas; Governo negocia com quem é forte, e deixa ao relento quem está fraco, sem representatividade.

Primeiro vejamos esse gráfico:


Na época que o atual grupo no poder alega ter sido um período "difícil", de "portas fechadas", de "prejuízos" para a categoria, foi o período em que tivemos o maior poder de compra salarial, tanto medido pelo SM como pela Dieese. Já o período em que eles estão no poder, com discurso da "porta aberta" e do peleguismo, a depreciação salarial é significativa, em especial pela Dieese, que reflete a inflação real. Portas abertas para o abismo, deve ser....

Agora vejamos o que esse grupo, que alega ter "portas abertas" com o governo, conseguiu de fato nos últimos 4 anos:

a) Fim da exclusividade da carreira médica pericial (MP 664) - Agora o INSS pode contratar médicos à vontade pra substituir nosso salário - fim da carreira.

b) Sucessivos vetos às propostas de 20h e 30h - As portas abertas não foram suficientes para fazer o governo vetar por várias vezes propostas de redução de carga horária. A atual chapa foi eleita com discurso de que as 20h viriam "já".

c) Desvalorização salarial da ordem de 50% - O salário praticamente congelado nos últimos 4 anos com reposição abaixo da inflação real e oficial (vale-coxinha) fizeram nosso poder de compra despencar.

d) Terceirização da carreira via Resolução do INSS e Perícias Automáticas no Balcão em teste em algumas gerências - Multiprofissionalização a caminho.

e) Peritos vivendo sob a chantagem do turno estendido em todo o país

f) Retorno da agenda de 18 perícias (mais extras) em diversas gerências que haviam conseguido a redução desse número.

Além disso, temos esse pequeno pout pourri das derrotas acumuladas pelo grupo que tem "´portas abertas" com o governo:
- Novo modelo pericial (2011)- Tentativas de implementar modelo biopsicosocial não previsto em lei (2011)- Desqualificação do ato médico com projetos de "perícia sem perito" (2011)- Projetos de Perícia multiprofissional "em saúde" (2011)- Congelamento salarial (2011)- Inação mediante o exonerômetro (2011)- Difamação pública em jornais por parte de dirigentes (2012)- Vale-Coxinha (2012)- Intensificação da pressão junto com MPF (2012)- Promessa vazia das 20h (2012/13)- Terceirização de novo (2013)- Desmonte e fim das APS BI (2013)- Fim das negociações das 20h (2013)- Emenda de 30h sem redução vetada pelo Congresso (2013)- Emenda de 30h sem redução vetada pela Presidente (2014)- Aumento a funcionários federais na época da Copa, perícia de fora (2014)- GDAPMP atrelada à fila de perícia (2014)- Congelamento da aposentadoria especial para peritos (2014)- Retirada de insalubridade a centenas de peritos (2014)- Retomada do Sicamp (2014)- MP 664 retira exclusividade da carreira pericial e oficializa terceirização (2015)- Posse de gestora inimiga de peritos na Presidência do INSS (2015)

Afinal de contas, que diabos de "portas abertas" são essas que só nos trazem derrotas?

A resposta é muito simples: A "porta aberta" que esse grupo tem com o governo é a porta dos fundos. Esse papo de "porta aberta" é um factóide, feito pelo governo para induzir os peritos a votarem na chapa de predilição do governo, aquela que não irá trazer problemas, jamais irá mobilizar um movimento de classe, ou uma greve e de preferência vai transformar a ANMP numa entidade cartorial. 

E é exatamente isso o que está acontecendo com a ANMP nos últimos anos: Fraca, dividida entre seus próprios líderes, dependendo do esforço hercúleo de um ou outro pra seguir adiante, longe dos peritos e curvando a espinha aos amigos do governo, perdeu sua representatividade, sua força, e apesar de ter uma porta aberta, ela é sempre para os fundos do MPS.

Um exemplo claro dessa "porta aberta pros fundos" está aqui: Em 2013 o então candidato a presidente (atual presidente) protagonizou uma das mais vexatórias páginas da história da ANMP ao prometer em público que havia visto a "minuta" das 20h, que as 20h viriam já, não haveria terceirização da carreira e era tudo mentira:

RECORDAR É VIVER - JARBAS SIMAS GARANTINDO QUE NÃO HAVERIA TERCEIRIZAÇÃO NA ÚLTIMA CAMPANHA ELEITORAL DA ANMP


"Eu tive acesso á minuta das 20h"; "Não existe terceirização", "Não existe multiprofissionalização".
"O meu nome está em jogo" "Eu não sou menino".

Entidade forte abre qualquer porta. Entidade representativa de fato é recebida pela porta da frente, respeitada e tem seus pleitos atendidos.

De 2003 a 2010, a ANMP garantiu o melhor salário a médicos da esfera federal e uma certa paridade com auditores. De lá para cá, o discurso pelego da "amizade" nos afundou, desuniu e ajudou a destruir a carreira,

Sim, o governo tem a maior parte de culpa nisso. É óbvio. Mas pior que a ação do governo é a INAÇÃO da ANMP diante desses sucessivos ataques, mantendo a postura de tirar fotos abraçados com autoridades, não procurar articulação com entes políticos e jurídicos, curvar a espinha aos desejos do governo. 

É isso que tem que mudar, é por isso que aqui estamos, unidos, por uma oposição responsável a esse projeto pelego, que irá colocar a ANMP de volta aos eixos da vitória, da representatividade e da força. Nós vamos entrar pela porta da frente do governo, não pela dos fundos.

3 comentários:

Snowden disse...

Cabra mentiroso! ludibriou os peritos, que teve acesso à minuta nada rapaz, vc é menino! Menino de recado do Gabas! Vamos ver se nessa eleição ainda vai ter perito trouxa pra vc nesse menino ou em quem esse menino indicar pra ANMP!

Essa patota não fez nada pelos peritos, o salário tá de fome, daqui a pouco tá igual o de técnico, só que com a diferença de atendendo e sendo responsável por 70% da demanda da Autarquia!

Gustavo M Mendes de Tarso disse...

ABAIXO JARBAS SMAS E SUA CHAPA RIVOTRIL

Gustavo M Mendes de Tarso disse...

ABAIXO JARBAS SMAS E SUA CHAPA RIVOTRIL