quinta-feira, 5 de março de 2015

ESTELIONATO ELEITORAL - A MENTIRA CONTADA EM VÍDEO (postado originalmente em 30/07/2014)

Vídeo fartamente utilizado pela campanha de Jarbas Simas apoiada pela ex-diretoria de Geílson Gomes para "provar" a união deles com Gabas que abriria as portas da alegria dos peritos.

Festa dos 10 anos da ANMP, Gabas é chamado ao palco para discursar. Por favor, separem uns minutos e aumentem o som. Cuidado para não se indignarem demais e quebrarem a tela do monitor. Vejam vocês como nada do que Gabas prometeu e disse aconteceu, muito pelo contrário...

Vemos claramente os diretores da ANMP usando a imagem de Gabas numa farsa que enganou 5000 peritos.

Abaixo do vídeo, o email de propaganda que se seguia ao discurso e o mesmo transcrito:



Como os textos são longos, eu reduzi a fonte mas destaquei partes importantes.

Primeiro o email de Emanuel de Menezes, atual candidato a Conselho Fiscal da Chapa da Situação e quem em 2013 era "apoiador",  depois a transcrição do vídeo:

"Prezados Colegas da Gex Centro,

É fundamental que todos VEJAM o que Gabas diz acerca da reestruturação da carreira, das 4 horas e das outras chapas que concorrem à eleição na ANMP.
Como a eleição da ANMP inicia-se na sexta feira, dia 15, vou pela última vez tecer 10 comentários e tentar levar alguma informação.
1. Não tenho a MENOR DÚVIDA de que a CHAPA 1 é a melhor para a ANMP, com colegas decentes, com renovação e dignidade, sem baixarias, rompantes, autoritarismo ou desejo de tomar a ANMP para si.
2. Esta eleição é ainda mais do que isso. É mais do que amizade, afinidade ou vertente política. Ela vai definir se vamos ter reestruturação da carreira logo ou não.
3. A colega ***********, minha amiga da Gex Rio- Norte, outro dia mandou um email dizendo que não sabe quem é Gabas e qual sua importância. Fiquei surpreso por ela não saber isso, mas vi que talvez, assim como ela, muitos não saibam também... vou tentar explicar rápido.
4. Gabas foi Ministro da Previdência e antes disso, assim como agora, é o Secretário Executivo do Ministério. É ultra respeitado no governo PT e os jornais sempre noticiam que quando a Presidenta Dilma quer falar com o ministério é ele quem ela chama. Ele está na Previdência há muitos anos e é, por assim dizer, o grande manda chuva da pasta.
5.NADA é decidido, garantido ou suspenso sem passar pela figura do Gabas. Sem ele e seu apoio, qualquer proposta de reestruturação, de redefinição, de qualquer coisa em relação às carreiras da Previdência, não vai para a frente, de jeito nenhum... Ele pode não fazer nada, mas sem ele, nada anda, isso é fato.
6. Durante a gestão do Argolo na ANMP Gabas praticamente “fechou” as portas do ministério da previdência para a perícia médica, pois publicamente tanto ele como Argolo se anunciavam “inimigos”. Eu estive na vice presidência da ANMP quando Argolo foi Presidente e posso AFIRMAR que não tínhamos entrada no MPS (Ministério da Previdência Social) e fomos recebidos POUQUÍSSIMAS vezes.
7. Várias vezes, publicamente, Gabas disse da dificuldade de receber uma entidade (a ANMP) dirigida por uma pessoa como o Argolo... ele disse isso publicamente, mais de uma vez, direta e indiretamente...para quem quisesse ouvir.
8. Por outro lado, no vídeo vocês podem ver, ele parece ter tomado horror dos componentes da chapa 2, os colegas do dito “sindicato”, é claro... para eles não tem vez, de jeito nenhum.
9. Por outro lado, a Diretoria atual conseguiu pelo menos quebrar esta cortina de aço que havia com a perícia médica e negociou com o Gabas a reestruturação da carreira. Esta aproximação foi inte rmediada pelo JARBAS SIMAS, que naturalmente se tornou candidato da ANMP, para que a negociação fosse prosseguida.
10. SEMANA PASSADA HOUVE REUNIÃO NO MIN. DO PLANEJAMENTO COM O MIN. DA PREVIDENCIA SOBRE A REESTRUTURAÇÃO. A ANMP FOI CHAMADA E TAMBÉM FOI CONVIDADO O COLEGA JARBAS, PELO MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA, PARA TOMAR PARTE DA NEGOCIAÇÃO.


Pessoal, o momento agora não é de escolha por “a” ou “b”, mas sim por quem pode CONCRETAMENTE agora nos ajudar nesta reestruturação e na conquista das 4 horas.

E só Jarbas e a CHAPA 1 podem isso agora. Isto está claro.

Alguém acha que Gabas vai chamar Argolo ou a “turma do sindicato” para negociar, para dar andamento a este projeto? Não vai... a jornada de 4 horas vai parar na gaveta, vai para o fim da fila de prioridades... podem ter certeza.

Sem apoio de Gabas, nada vai andar, podem apostar. E agora, o apoio flagrante de Gabas é para Jarbas e a CHAPA 1.
Colegas, pensem nisso. Não vamos nos entregar a embate, embate, briga e greve de novo... isso não funcionou. Vamos apostar na aliança, da negociação. Eu gostaria de correr o risco de estar sendo enganado pelo Gabas, pois o contrário é escolher a certeza de não termos nada além de briga, afastamento, isolamento político e ... 9 horas da APS.

Vamos tentar. Chapa 1, se vc quer as 4 horas.
Desta vez está fácil.

A partir de dia 15, vote chapa 1, pelas 4 horas!!!
Um abraço,
Emanuel de Menezes."

Perceberam a manipulação do escrito no email? Um texto desses de fato derruba qualquer chapa rival, pena que era tudo mentira.... Viram o "apoio" que tivemos??

Agora a transcrição da fala do vídeo, vergonha alheia para os dois momentos de aplausos...
“Muito boa noite a todos, eu não queria aborrecê-los interrompendo o jantar, mas atendendo ao apelo do Jarbas e do Geilson, que me convidaram para que estivesse aqui com vocês, é o primeiro evento comemorativo que eu participo e pela relação pessoal que eu tenho com o Jarbas e com o Geilson, que é de pouco tempo, mas é de muito respeito, eu topei vir aqui e topei dialogar com vocês. Um diálogo franco, eu vou tentar ser muito objetivo, mas há uma preocupação bastante grande com o futuro da categoria dos servidores médicos peritos do INSS e é claro que eu tenho acompanhado isto porque estive dirigente sindical durante 20 anos e faz 10 anos que estou no governo, na direção, ajudando na direção desta Casa.
A história para os mais novos... a história da perícia médica, claro ela coincide com a história da Previd ência Social. Nós sempre tivemos que fazer a avaliação de incapacidade. Num período não muito distante, até 2003, como todos os servidores da Previdência, o salário era uma coisa aviltante. Vocês se lembram que médico ganhava cerca de R$ 2.000,00. Em 2004 nós começamos a discussão de carreira, a direção era outra, e tivemos bons momentos, bons debates, mas, depois tivemos um descolamento, eu não vou entrar em detalhes, mas em uma linha muito desrespeitosa inclusive.
E eu como sindicalista, 20 anos como sindicalista, eu sempre disse que na hora de endurecer nós temos que endurecer, nós temos que reivindicar e se houver necessidade nós temos que ir à greve, agora nada como um bom diálogo, nada como uma boa negociação. Com respeito, cada um defendendo seu papel, cada um compreendendo o contexto onde esta negociação se dá. Isto é avanço. E nós em um determinado momento perdemos essa referência e a Associação começou a se isolar, do parlamento, do ministério, dizendo que todo mundo era pelego, que todo mundo era bandido, e caiu num isolamento muito grande até aquela greve enquanto eu estava ministro e nós tivemos um embate muito duro. Claro que todo mundo perdeu. Fundamentalmente a sociedade perdeu. Não se pode admitir uma greve de 90 dias, uma negociação a todo o momento aberta, mas, enfim, foi o caminho... depois nós tivemos o resgate do diálogo, já na gestão do Geilson e é este ponto que eu quero ressaltar. 
Uma entidade sindical, uma entidade representativa, primeiro ela vai sempre reivindicar. Ela nunca vai estar satisfeita. E é natural, porque se ela estiver satisfeita ela para de reivindicar, ela para de ser entidade representativa, por que senão ela vai ficar fazendo o que? Fazendo comemorações, fazendo homenagens? Não... ela precisa cada vez mais buscar o crescimento e a melhoria para a categoria. É da natureza da entidade representativa. Nós como governo e aqui eu falo com muita tranquilidade, eu nunca tive crise de consciência, porque quando eu estava dirigente sindical eu representava uma categoria. Quando eu tenho a responsabilidade da gestão, eu preciso cuidar de toda a sociedade, da categoria do lado de cá do balcão e do lado de lá do balcão. Então eu tenho que ter uma visão muito mais ampla do que é o problema, do que são os problemas da Previdência Social. Eu sempre estive muito tranquilo nisso. Agora esta relação necessariamente precisa estar fundamentada no diálogo, no respeito e na compreensão das situações que a gente atravessa. 
E nos últimos tempos, eu quero aqui de público Geilson, agradecer a compreensão e a parceria que você e a diretoria da ANMP teve com o ministério e nós queremos coroar este trabalho de vocês, esta compreensão de vocês... e eu não posso prometer dia, mas nós estamos finalizando um trabalho de remodelação, de reestruturação da carreira porque nós compreendemos que não existe, não existe Previdência Social boa, atendendo a sociedade se não houver servidores que tenham suas necessidades satisfeitas, claro que não na sua totalidade, porque senão vamos colocar o governo a serviço de uma categoria ou de uma organização, mas minimamente precisa ter um processo de negociação permanente, e de crescimento permanente.
Eu quero deixar aqui para vocês muito claro de que o que estão falando por ai, de que nós vamos voltar com a terceirização e acabar com a perícia é uma tremenda bobagem. Neste governo (vocês podem gravar escrever, brigar...) não há hipótese de nós termos retrocesso. Acabar com o servidor público perito médico e voltar o credenciamento puro e simples é um retrocesso para a sociedade, é um retrocesso para o INSS e é um retrocesso para a categoria. Nós não faremos isto em hipótese alguma. A única medida em que isto foi levantado, e eu tenho muita tranquilidade de colocar para vocês, porque já apresentei para a Associação e a Associação quando nós falamos da primeira vez, arrepiou, mas depois eu entendo que compreendeu, vamos ver se vai sair do outro lado da maneira que nós estamos tratando, mas é a seguinte, eu vou dizer a hipótese: nós vamos em algum lugar do país fazemos o concurso público e não conseguimos nenhum colocado, nenhum aprovado, os médicos não querem ficar. Eu vou citar até a região do país onde isto acontece muito, nós temos muita dificuldade, de locomoção inclusive, porque se nós estamos falando do interior de São Paulo, tem muitas cidades que não tem perito médico. Não tem problema. Ele sai de uma cidade, anda 20 quilômetros, faz a perícia, marca a perícia para um dia da semana e ele cobre, isto é natural. Quando você está falando da Amazônia, onde o cara perde um dia para ir para o lugar, e um dia para voltar, ninguém quer ir, nem pagando. Não quer. Você não consegue fixar. E não é perito não viu gente. É pediatra, ginecologista, clinico geral, cirurgião. Os médicos não querem ficar em um lugar tot almente inóspito. As pessoas
não querem ficar é natural. Nem servidores administrativos querem ficar. A gente fez concurso agora e não consegue fixar as pessoas. 
Então, a idéia que nos ocorreu é a seguinte: nós vamos abrir, nós vamos colocar travas... concurso público, tenta nomear... todas as hipóteses, com gratificação específica além do salário... que é uma gratificação para esta zona... bom... não deu... nós vamos tentar alguma parceira... não deu.. . ai gente, em última análise, para estes lo cais, negociar com a entidade... então a gente vai poder cred enciar algum médico de lá porque senão o povo vai ficar sem perícia. Agora única e exclusivamente nestas hipóteses. Se a hipótese não acontecer não vai ter esta situação. Nós estamos entendendo isto como natural, não tem outra maneira de fazer. Agora, fora isto gente , tudo o que estão falando é bobagem. Isto não vai acontecer. O que tão falando também é que o Jarbas é amigo antigo do Gabas e que eles vão enrolar a categoria. Olha, eu não vou... nunca fiz isto na vida, não vou assinar nenhum documento, de que eu não vou enrolar vocês, ah registra em cartório. A minha vida inteira sou o que sou, fiz o que fiz, sempre não precisei registrar em cartório o que eu vou fazer. O que eu penso eu falo, eu declaro, eu assino em baixo. O Jarbas é a mesma coisa. É um cidadão respeitado, honesto, de bem, sempre trabalhou para a categoria.
Para que a gente vai sair fazendo declaração em cartório? Bobagem. O que nós estamos discutindo é transparente, é público e nós assumimos. Então o que quiserem falar gente... falam um monte de bobagens, escrevem em blogs um monte de bobagem, pra mim é coisa de quem não tem o que fazer. Como eu tenho muito o que fazer o dia todo, eu não paro nem para ler. As coisas que eu fico sabendo é porque a lguém me fala. Mas tá bom. Deus ajude, lá pra frente, long e de mim. Eu não quero entrar em atrito com ninguém. Eu costumo dizer que eu não vim para cá, pra cá que eu digo... não é pra Brasília não... é pra Terra... eu não vim pra cá para fazer inimigos. Eu vim para tentar melhorar, para tentar equilibrar os meus erros, os meus desacertos, as minhas mazelas. Fora isto é bobagem. Agora tem gente que adora fazer inimigo né? Então tá bom. Uma hora isto acaba. 
De fato o que nós precisamos fazer é concretizar, é consolidar a carreira de médico perito como uma carreira forte, como uma carreira necessária para a Previdência Social, necessária aos nossos trabalhos e valoriza da. Se a gente tiver isto nós ao precisamos de mais nada. Não precisamos de mais nada. Nós estamos ai... fruto disto, fruto da situação da categoria é o concurso que a gente tenta chamar médicos e as pessoas não querem assumir o cargo, dada a situação de dificuldade que a categoria enfrenta. Isto pra nós é muito claro. “É? Então por que você não arrumou ainda?” Gente... tem trocentas categorias no governo federal, e é uma guerra no Ministério do Planejamento para ver quem é que consegue melhorar a sua categoria. Não é isto Sérgio? Sérgio Carneiro do Ministério do Planejamento está aqui... aliás, nosso perito, nosso médico, infiltrado no Ministério do Planejamento, lá no RH e que nos ajuda demais a fazer andar os nossos projetos.
Então, só para não ser muito mais chato, não atrapalhar mais vocês... é o Sérgio merece mesmo uma salva de palmas, ele é o nosso cara no Planejamento. Só para a gente não se estender mais eu quero reafirmar aqui o compromisso do ministro Garibaldi Alves que por duas vezes nós tivemos reuniões duras na Casa Civil e Ministério do Planejamento e o Garibaldi tem defendido que a gente. .. defendido como ponto crucial, como f ator crítico de sucesso da Previdência Social reestrutura a carreira de médico. Por isto eu tenho muita convicção de que nós faremos isto no menor espaço de tempo possível. Nós seremos vitoriosos fazendo com que a carreira de perito médico da Previdência Social seja fundamentalmente atendida, mas valorizada no contexto de um serviço que é essencial para a sociedade. Então gente eu quero que vocês tenham uma boa noite, comemorem estes 10 anos e que nós estejamos juntos comemorando 20, 30,40... mas cada vez mais uma categoria contente, atendida e suprida de suas necessidades para cumprir com suas obrigações para com a sociedade. Uma boa noite para vocês."

São essas as portas abertas que queremos?

5 comentários:

Paulo Taveira disse...

Vergonhoso para os capachos todos. Mas será que teem vergonha?

Ighenry disse...

Se tudo que esses caras discursam, como os autoelogios de como são pessoas exemplares, as trocas "amorosas" de elogios e as esplendorosas promessas fossem verdadeiros, a Terra seria o paraíso. Mas o tempo provou que não passam de canalhas, demagogos e oportunistas. Dá nojo de ouvir tanta mentira. Um baita karma que esses caras assumiram ao enganar centenas de servidores e suas famílias. Interessante essa frase: "Deus ajude, lá pra frente, longe de mim". Mas só que Deus não tem nada haver com isso.

Gustavo M. Mendes de Tarso disse...

Não tenho dúvidas de que fomos usados para o governo. Somente uma observação: porta dos desesperados ao invés de porta das alegrias. Fica a dica do blog fazer uma paródia do antigo quadro do Sérgio Mallandro com os personagens dessa imensa imoralidade.

Snowden disse...

Gabas espertamente fez toda a articulação com Jarbas Simas, ambos raposas velhas, pra ludibriar os peritos que caíram que nem trouxas e elegeram esse Menino pra presidência da ANMP! Resultado foi o salário congelado e defasado 50% em relação a 2010! Onde vão chegar?

Ps: o Jarbas Simas é menino pois durante a campanha de 2013 ele disse que viu a minuta das 20 horas e que ela iria sair, que ele não era "menino" pra ficar mentindo pros trouxas votarem nele. Se não saiu, mentiu, então é menino, tô errado?

Gustavo M Mendes de Tarso disse...

Snowden, sua dedução lógica está correta.