segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

PERÍCIA TERÁ O "ABRIL VERMELHO" - PROMESSAS DO GOVERNO REDUZIRÃO HORA TRABALHADA DO PERITO EM 1/3 DO VALOR.

Perícia Médica terá seu abril "vermelho". Vermelho do sangue derramado, do ódio estampado, vermelho de luta e também vermelho nas nossas contas bancárias pelo "default" planejado pelo INSS. Peritos pediram aumento de salário e redução de jornada mas governo "confundiu" e vai dar o contrário, impondo redução de 1/3 do valor-hora trabalhado pelos peritos.
 
Vamos ao resumo do plano maligno do governo para nós:
 
1) Retirada da insalubridade para todos os peritos, independente do trabalho, através de interpretação xiita de ON do MPOG. Prejuízo médio de 500 reais por perito.

2) Notas negativas na parcela individual da GDAPMP por parte de chefias inssanas e perseguidoras. (Na avaliação individual a nota mínima é 8 e máxima 20). Valor da GDAPMP 40h - R$ 58,41. Estimativa de perda média de acordo com média histórica GDAMP - 4 pontos por perito - +- 240 reais de prejuízo por perito.
 
3) Notas baixas na parcela institucional da GDAPMP por não atingimento da meta estabelecida. Pelo menos 10 gerências, a maioria do nordeste e norte, não fecham 80 pontos atualmente. Tendência de se espalhar para todas as gerências. Pela média histórica da GDAMP antiga, perda média de 5 pontos por perito - +- 300 reais de prejuízo por perito.
 
4) Fim progressivo do REAT - Turno estendido, a começar em abril de 2014 em pelo menos 25 gerências (não em todas as APS de início, mas algumas) que estão com IMA GDASS próximos do limite e com TMEA-PM alto. A lista das gerências com a cabeça no pescoço (essa malignidade também será extensiva aos administrativos):

 IMAGDASS DEZ 2013 (cód.GEx:Nome GEx IMA Pos.Ranking)

19021:Canoas 48 104

21025:Guarulhos 46 103

21001:SP – Centro 45 102

04001:Salvador 43 101

11001:Belo Horizonte 42 100

19001:Porto Alegre 42 99

19027:Santa Maria 42 98

17022:Duque de Caxias 41 97

20024:Joinville 41 96

08001:Goiânia 40 95

12001:Belém 39 94

20023:Criciúma 39 93

11025:Juiz de Fora 38 92

15001:Recife 38 91

20021:Blumenau 38 90

20001:Florianópolis 37 89

21028:Osasco 37 88

21032:Santo André 37 87

17021:Campos 36 86

19026:Pelotas 36 85

21004:SP – Sul 36 84

11022:Contagem 35 83

11026:Montes Claros 35 82

17001:RJ - Centro 35 81

17023:Niterói 35 80

17024:Petrópolis 35 79

21024:Campinas 35 78

21026:Jundiaí 35 77

21033:Santos 35 76
 
Enquanto os peritos sonhavam em ter redução da jornada e aumento de vencimentos, vão ter o contrário: AUMENTO da jornada com REDUÇÃO de vencimentos.
 
Por mês, numa média de mil reais tungados por cabeça, em um universo de 4.500 peritos, o governo irá roubar de nós R$ 4,5 milhões de reais mensais em honorários não pagos graças às políticas redutoras salariais implantadas.
 
Se formos calcular pelo valor de hora trabalhada, o trabalho/hora do perito que poderia ser calculado pela média salarial do perfil predominante (salário BIII 40h com turno estendido +- 72 reais/hora) com os redutores - perda de vantagens e gratificações + aumento da jornada - vai cair para 48 reais/hora, uma redução de 33,3%, ou 1/3 do valor numa tacada só. Será literalmente trabalhar mais para ganhar menos.

Ah, esqueci, nós éramos os radicais e inteligente era bancar o pelego do governo, "manter o diálogo", ser amável, afável, ter "postura" e que a "amizade" dos atuais representantes associativos seria "o suficiente" etc etc etc...
 
É ou não é uma "vitória da categoria"? E voltando à pergunta que fiz ano passado:
 
 
ESTÃO RINDO DO QUE???

12 comentários:

Guilherme Linzmeyer disse...

O salário não pode ser reduzido, isto é inconstitucional. Aonde estão as fontes desta notícia ? Notícia sem fontes são especulações ou jornalismo irresponsável.

Heltron Xavier disse...

Mas ninguém é obrigado a acreditar.

Meu caro, 50% do salario do Perito é de gratificações. E essas podem ser modificadas sim. Elas estão regulamentadas e prestes a serem sentidas no contra-cheque.

Não precisa ter nenhuma informação privilegiada para esta conclusão.

Eu li o Post do Francisco e achei muito cristalino.

Sabe-se qual o parâmetro que será usado e quais os critérios. É uma ciência exata.

Ou você duvida da "maldade" do INSS? Espere....

Francisco Cardoso disse...

Caro Guilherme, por acaso acha que faço graça aqui? Que estou de brincadeira? Por favor colega, antes de falar bobagem, releia o que você escreveu.

Salário é sim irredutível. Quem disse que estamos falando de salário? Estamos falando de gratificações e adicionais, que podem ser retirados a qualquer momento.

E a redução fica mais importante com a perda do turno, pois o salário menor ficará diluído em uma carga horária maior.

Fonte? Isso é público. Leia as leis que regem a carreira, a ON 06/2013 do MPOG e fique mais atento no que circula na sua APS ou onde for que trabalhe.

Toda notícia aqui tem fonte. Nem sempre podemos divulgar. Nossa credibilidade é calcada no impressionante índice de quase 100% de acerto sobre tudo o que aqui postado, vencemos mais de nove ações judiciais movidas contra nós..

Eu sei que a notícia dá raiva, mas não mate o mensageiro.

Francisco Cardoso disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Guilherme Linzmeyer disse...

Não foi intencional a ofensa senhores. Não, eu não estou em APS. Eu estou AFASTADO. Em detrimento do mobiliário ANTI-ERGONÔMICO do INSS adquiri uma síndrome do desfiladeiro Torácico, não caracterizado pelo instituto como B91 até o momento. E não me falem sobre insalubridade sem inspecionar essas agências uma a uma.

Heltron Xavier disse...

Curiosidade. Há quanto tempo o colega Guilherme trabalha no INSS?

Guilherme Linzmeyer disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
H disse...

E assim sendo, se a peritada não parar (pois não vai ter mais nada a perder) pode e merece ser arrebentada mesmo. Redução de salário em um dia, greve no outro. Mesmo com a pelegagem tal associação virtual lavadora de cérebros.

Guilherme Linzmeyer disse...

Perdão, foram 3 anos e alguns meses...dois BOS, um afastamento por agressão e ameaça( periculosidade ) e uma doença relacionada ao trabalho ( SDT ) ( insalubridade ). E os nobres acham que haverá uma conformidade com os desmandos praticados contra nossa carreira em caso de acerto destas previsões ?

Regi disse...

Interessante mesmo foi o que um Chefe de APS (sim, não os chamo de Gerentes pois nada gerenciam), não sou amigo nem inimigo dele porém me disse que Peritos são bobos e burros..., após os primeiros segundos de raiva, o nobre administrativo foi logo explicando: "vocês são tolos, acreditam em tudo que dizem, seus chefes de SST são os primeiros a lutar contra sua classe pois se assim não fosse não seriam chefes de SST; o INSS não está interessado no trabalho de vocês nem em suas necessidades pois com a gana que vocês tem de negar benefícios só faz aumentar as filas de falsos AX1 e PRs, o que faz vocês perderem nos índices e portanto o turno de 6 hs.; sua classe é desunida e não faz barulho,suas greves são patéticas".

Não briguei....pensei e dei razão a muitas coisas que falou, não me esforço para negar, apenas uso meu mister adquirido para avaliar as possíveis incapacidades laborais e meu índice e de aproximadamente 75% de indeferimentos. Mas, digerindo as palavras do nobre Chefe administrativo, tenho que concordar que o pulha tem razão em dizer que quanto mais indeferimos mais nos fu...

O Governo só vai valorizar a classe quando doer no bolso ou seja explodir em concessões.

Almir Nobrega disse...

Meu amigo. 75% de indeferimento? Isso não existe. Vamos fazer um trabalho sério. Infelizmente vou ter que concordar com seu chefe.

ED TOR disse...

ESTÃO RINDO DE QUÊ ?

DE MIM , PARA MIM OU DA PRÓPRIA IGNORÂNCIA?