quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

EDITORIAL: CASO CUBA NÍVEA REPERCURTE NO SUL E DEIXA PELEGOS NERVOSOS. PREFEITURA NEGA, MAS CONTRA FATOS NÃO HÁ ARGUMENTOS.

O caso do "Cuba Nívea" repercutiu intensamente no Sul do país, onde foi detectado uma cubanada legítima com profissional do Mais Médicos prescrevendo Creme Nívea® para tratar úlcera crônica em membros inferiores.


O único reparo a fazer é que a real nacionalidade do "intercambista" é salvadorenha e não cubana, mas ao contrário do que blogs progressistas tentam dizer, as "cubanadas" não se referem exclusivamente a cubanos, e sim a todos os "mais médicos" pois o explorador de escravos Alexandre Padilha e a rainha de escravos Dilma Rousseff cansaram de dizer que o "programa" tinha inspiração na "excelência e humanismo da medicina cubana". Este blog já registrou cubanada de argentino, venezuelano, colombiano, agora salvadorenha e, claro, cubanos, já que estes são 85% do total de profissionais importados e escravizados.

Recebemos relatos de colegas que a SMS local negou veementemente os fatos, mas as testemunhas nos relataram e ratificaram o ocorrido e esclareceram uma dúvida usada por pelegos para nos atacar: As receitas tinham cor diferente de caneta e data pois não foram feitas em um único dia, e sim em atendimentos diversos.

A descoberta ocorreu pois o cidadão, cansado de ser feito de palhaço, procurou um médico de verdade e entregou o que "já havia sido feito".

Recebemos por semana vários documentos contendo erros por parte de intercambistas. Todos os documentos são rastreados em relação à veracidade do escrito, do formulário, da letra, checamos se o profissional apontado existe e se bate o RMS, portaria, data de publicação e localidade, checamos sempre que possível com o próprio paciente. Muitos "atestados" são rejeitados por falta de comprovação, alguns por não serem erros crassos ou repetidos, como encaminhar gestante com Rubéola IgG reagente para parto de alto risco. 

Tomamos todo o cuidado de esconder/omitir a identidade do paciente. Já são mais de 150 cubanadas, incontestáveis, até o presente momento.


Quanto à ridícula alegação de "xenofobia", partida de pessoas que nem pensaram duas vezes antes de chamar os médicos brasileiros de "coxinhas e preconceituosos", apenas reflete a ignorância do pelego que acusa, pois desconhece o significado do termo e, mais ainda, desconhece que a crítica dos médicos brasileiros não é contra estrangeiros, e sim contra colocar profissionais SEM REVALIDAÇÃO DE DIPLOMA, para atender a humilde e pobre população brasileira, que é desassistida de médicos JUSTAMENTE PELA INCOMPETENCIA E DESUMANIDADE de um governo que está há 11 anos posto e foi incapaz de fazer um milímetro pelo SUS, deslanchando o Maus Médicos apenas por oportunismo eleitoral. 

A "cubanada" não ataca os cubanos, e sim a farsa da "excelência da medicina cubana" e seus defensores, muitos inclusive brasileiros que, incompetentes em fazer medicina aqui, usaram contatos políticos para ir fazer lá alguma coisa que é chamada de medicina por lá mas não por aqui.


Este blog desmascarou a farsa do Mais Médicos, a farsa do intercâmbio, a escravidão cubana e a farsa da excelência da "medicina cubana" e, por fim, com os graves erros publicados, provamos que nem médicos de verdade são, pelo menos a maioria, por isso a luta do governo em não submetê-los à revalidação.

Enquanto essa farsa perdurar, HAJA CREME NÌVEA® na perna da população.

Um comentário:

Heltron Xavier disse...

Esta Cubanada foi enviada diretamente para o Perito Mail por um Médico colega conhecido de Uruguaiana juntamente com sua foto, nome, sobrenome, telefone...todos os dados identificados. Obviamente protegido pelo sigilo jornalístico.