sábado, 15 de junho de 2013

SOBRE O MOVIMENTO PASSE LIVRE E O GOVERNO FEDERAL

Chequei o registro IP (Whois) do site desse Movimento Passe Livre (www.mpl.org.br) e descobri que pertence a uma Associação Cultural Alquimídia, que até hoje de manhã constava como sendo patrocinada pelo Governo Federal.

 Copyright (c) Nic.br
%  A utilização dos dados abaixo é permitida somente conforme
%  descrito no Termo de Uso (http://registro.br/termo), sendo
%  proibida a sua distribuição, comercialização ou reprodução,
%  em particular para fins publicitários ou propósitos
%  similares.
%  2013-06-14 15:37:55 (BRT -03:00)

domínio:       mpl.org.br
entidade:      Associação Cultural Alquimídia
documento:     005.206.060/0001-89
responsável:   Thiago Skárnio
endereço:      Edison Areas. Bairro: Trindade., 50, fundos
endereço:      88036-070 - Florianópolis - SC
país:          BR
telefone:      (48) 32071213 []
ID entidade:   TGL52
ID admin:      TGL52
ID técnico:    PIF23
ID cobrança:   TGL52
servidor DNS:  a.sec.dns.br  
status DNS:    12/06/2013 AA
último AA:     12/06/2013
servidor DNS:  b.sec.dns.br  
status DNS:    12/06/2013 AA
último AA:     12/06/2013
record DS:     59693 RSA/SHA-1 518D1924D23323C080527A2FCF1F83EC0E4EEA93
status DS:     12/06/2013 DSOK
último OK:     12/06/2013
criado:        05/09/2005 #2320031
expiração:     05/09/2014
alterado:      24/09/2012
status:        publicado

ID:            PIF23
nome:          Pietro Ferrari
e-mail:        pietro@riseup.net
criado:        26/10/2005
alterado:      26/04/2013

ID:            TGL52
nome:          Thiago Gonzaga Lopes
e-mail:        adm@alquimidia.org
criado:        18/04/2005
alterado:      25/03/2013

% Problemas de segurança e spam também devem ser reportados ao
% cert.br, http://cert.br/, respectivamente para cert@cert.br
% e mail-abuse@cert.br
%
% whois.registro.br aceita somente consultas diretas. Tipos de
% consultas são: dominio (.br), ticket, provedor, ID, bloco
% CIDR, IP e ASN.

Ai fui atrás dos outros registros do dono do IP e achei esses:

% Copyright (c) Nic.br
%  A utilização dos dados abaixo é permitida somente conforme
%  descrito no Termo de Uso (http://registro.br/termo), sendo
%  proibida a sua distribuição, comercialização ou reprodução,
%  em particular para fins publicitários ou propósitos
%  similares.
%  2013-06-14 15:38:25 (BRT -03:00)

entidade:      Associação Cultural Alquimídia
documento:     005.206.060/0001-89
responsável:   Thiago Skárnio
endereço:      Edison Areas. Bairro: Trindade., 50, fundos
endereço:      88036-070 - Florianópolis - SC
país:          BR
telefone:      (48) 32071213 []
ID entidade:   TGL52
criado:        05/09/2005
alterado:      13/07/2012

ID:            TGL52
nome:          Thiago Gonzaga Lopes
e-mail:        adm@alquimidia.org
criado:        18/04/2005
alterado:      25/03/2013

domínio:       4elementos.org.br
domínio:       alquimidia.org.br
domínio:       cardapiocultural.org.br
domínio:       floripateatro.com.br
domínio:       ganesha.org.br
domínio:       masc.org.br
domínio:       mpl.org.br
domínio:       projetocaeira21.org.br
domínio:       projetoganesha.org.br
domínio:       sarcastico.com.br
domínio:       soportais.com.br

% Problemas de segurança e spam também devem ser reportados ao
% cert.br, http://cert.br/, respectivamente para cert@cert.br
% e mail-abuse@cert.br
%
% whois.registro.br aceita somente consultas diretas. Tipos de
% consultas são: dominio (.br), ticket, provedor, ID, bloco
% CIDR, IP e ASN.


Vários desses sites são de movimentos culturais, inclusive de um Museu de Artes Catarinense, todos sediados em Florianópolis-SC, muitos com patrocínios do Governo Federal, inclusive o Alquimidia, que apagou esses registros hoje do site.

Eu errei, é partidário sim e aparentemente tem ligações com o Governo Federal. Uma série de ONGs com IP centrado na mesma pessoa, muitas com patrocíniuos federais, isso não é acaso, nem coincidência, e cheira a esquema de captação de recursos públicos, que deveria ser investigada mais a fundo.

Se for isso, está explicado os vândalos provocando a polícia em São Paulo, querem fritar o Alckmin e o "Maldad" fazendo discursinho de violência policial.

8 comentários:

Herbert disse...

Basta ver que foi muito bem planejado. E há muito tempo. O tempo recorde onde os manifestantes se dissolveram em pequenos grupos, com trajeto e atitudes muito bem organizados, não é coisa de improviso. Um tanto de pessoas boas, com intenção do direito de protesto pacífico, infiltradas por verdadeiros bandidos guerrilheiros, com plano e rota de terrorismo. É o que deu a entender ao se ver pela TV e ouvir pelo rádio.

aldofranklin disse...

Pega o CNPJ, faz o download das empresas que receberam repasses no Portal da Transparencia e busca lá o CNPJ...

tchágo disse...

"É o que deu a entender ao se ver pela TV e ouvir pelo rádio."

Aí você mesmo já diz tudo... Talvez nas ruas seja esse o Brasil com a corrupção e a palhaçada terrorista sócio cultural entalada na garganta.

"se ver pela TV". puxa vida, acreditar em tudo o que se ve na televisão é anti-ético!

Na noite que o Jornal da Globo noticiou os protestos, o Jabor, com um prato cheio pra falar sobre o brasileiro indo às ruas, no primeiro ensaio de uma manifestação com ares de caras pintadas, a "grande mídia" só possibilitou que ele divagasse até o preço social do vândalo.

ORA! POR FAVOR!

O clichê deixou de ser. E hoje a revolução é transmitida via internet, no auge sócio político da web 2.0, onde o usuário cria o conteúdo que o outro busca. O resultado dessa equação é a organização de qualquer massa, para qualquer fim, com argumentos que podem ser desbancados na própria web2.0 -basta ver o outro lado da coisa- instantaneamente.

Essa revolução já começou; que siga impetuosa, mas com muito suor e fortes gritos de protesto.

tchágo disse...

"É o que deu a entender ao se ver pela TV e ouvir pelo rádio."

Aí você mesmo já diz tudo... Talvez nas ruas seja esse o Brasil com a corrupção e a palhaçada terrorista sócio cultural entalada na garganta.

"se ver pela TV". puxa vida, acreditar em tudo o que se ve na televisão é anti-ético!

Na noite que o Jornal da Globo noticiou os protestos, o Jabor, com um prato cheio pra falar sobre o brasileiro indo às ruas, no primeiro ensaio de uma manifestação com ares de caras pintadas, a "grande mídia" só possibilitou que ele divagasse até o preço social do vândalo.

ORA! POR FAVOR!

O clichê deixou de ser. E hoje a revolução é transmitida via internet, no auge sócio político da web 2.0, onde o usuário cria o conteúdo que o outro busca. O resultado dessa equação é a organização de qualquer massa, para qualquer fim, com argumentos que podem ser desbancados na própria web2.0 -basta ver o outro lado da coisa- instantaneamente.

Essa revolução já começou; que siga impetuosa, mas com muito suor e fortes gritos de protesto.

JOSÉ ALBERTO ARMÊNIO disse...

Reinaldo Azevedo

Análises políticas em um dos blogs mais acessados do Brasil

14/06/2013 às 20:12
ATENÇÃO! PT VAI ENTRAR DE CABEÇA NA PANTOMIMA! APARELHOS DO PARTIDO DOS TRABALHADORES E ESTUDANTES ESTÃO LIBERADOS PARA IR ÀS RUAS NA SEGUNDA: A ORDEM É NÃO TOCAR NO VALOR DA TARIFA E SE MANIFESTAR CONTRA A PM E CONTRA ALCKMIN. MILHÕES DE PESSOAS SÃO VÍTIMAS DE UMA TRAMOIA ELEITORAL

Isto é uma informação, não uma interpretação. O PT liberou a tigrada para ir às ruas na segunda-feira. Os sindicatos de trabalhadores e estudantes dominados pelo partido estão sendo convocados a participar do que pretendem que seja uma megamanifestação, aí não mais contra a tarifa de ônibus, mas contra a Polícia Militar e contra o governo de São Paulo. A ordem, aliás, é focar o menos possível no valor da passagem de ônibus. Por óbvio, a questão pode arranhar a imagem de Fernando Haddad. Os petistas estão vendo na questão uma chance de ouro de realizar uma dupla operação:
a: diluir o mal-estar com a elevação da tarifa;
b: mudar definitivamente o sentido dos protestos.

O movimento é organizado, veio de cima. O próprio Haddad saiu na frente. Foi a primeira autoridade petista, já na noite de ontem, a criticar “a violência” da polícia. Ele o fez depois de conversar com a cúpula partidária. Gilberto Carvalho — que comanda a pasta que, na prática, “organiza” os índios — está sabendo de tudo. É ele quem faz a interlocução com os movimentos sociais.

Os petistas tentam “assumir a liderança” do movimento em São Paulo, que consideram perigosamente fora do controle. Ao assumi-la, por intermédio dos movimentos sociais e lhe dar uma direção, pretendem mudar o eixo dos protestos. Observem que José Eduardo Cardozo também atacou a polícia. Ideli Salvatti, ministra das Relações Institucionais, defendeu “o direito à manifestação”, como se alguém estivesse a contestá-lo.

PCdoB
O PCdoB também está chamando a sua turma. Membros da Juventude Socialista já andaram aparecendo nos protestos. Na segunda, haverá uma espécie de adesão formal. Não se esqueçam de que o partido tem a vice-prefeita de São Paulo, Nádia Campeão.

Pusilanimidade
Haddad, diga-se, convidou o Movimento Passe Livre para um papinho. Quer ouvir as suas propostas. A menos que o grupo tenha mudado a agenda, sei qual é: transporte gratuito para todos. A turma tem uma máxima bucéfala: se é público, por que é pago? Entenderam? Eles fingem não entender que tudo, rigorosamente tudo, o que é é público é… pago! Alguém sempre arca com os custos.

É um caso evidente de pusilanimidade política. Ao receber pessoalmente os representantes do Passe Livre, o prefeito estará endossando seus métodos: depredação, quebra-quebra, coquetel molotov, porrada.

É preciso deixar claro: ao aderir aos protestos e tentar mudar a sua natureza, evidencia-se o caráter político-eleitoral dos protestos. O PT e o PCdoB enxergaram no episódio uma janela de oportunidades e decidiram tomar a rédea dos protestos, tirando-o da condução da turma do Passe Livre, PSOL e PCO. Ainda que, num dado momento, todos se entendam, têm lá suas diferenças de estratégia.

Violência
Os petistas graúdos passaram a considerar também que é fundamental que não haja violência na segunda-feira. Na fórmula de um deles, a manifestação só será bem-sucedida se for grande e pacífica e se concentrar suas palavras de ordem em favor da liberdade de expressão (como se ela estivesse sob ameaça), contra a violência policial e contra o governo Alckmin.

É assim que o PT faz política. É assim que sempre fez. E assim fará enquanto existir. Não é uma questão de escolha, mas de natureza. Podem contar: na segunda, os petistas param São Paulo. E tentarão provar que é para o bem dos paulistanos.

Para encerrar
Ao saber que jornalistas haviam sido feridos nos confrontos dessa quinta, um petista de alto coturno quase soltou rojão. Anteviu uma reação corporativista, como de fato aconteceu, e comemorou: “Agora eles [os jornalistas] vêm pro nosso lado!”. Como se a maioria já não tivesse ido…

Por Reinaldo Azevedo

Herbert disse...

Ao Dr. web 2.0

Serviço secreto da PM diz que PSOL 'recruta' punks para protestos

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2013/06/1295714-servico-secreto-da-pm-diz-que-psol-recruta-punks-para-protestos.shtml

Sou contra qualquer baderna. De esqeurda e de direita. A vida é preciosa. Quer protestar? Tem muito modo sem ser violento. Só os idioatas são violentos, dr.

Francisco Cardoso disse...

A cada dia que passa tenho mais certeza que isso é orquestrado pelo PT.

aldofranklin disse...

Se é ja ta saindo do Controle!
O Povo nao aquenta mais!
Pegue um ônibus e metro em SP no horário de pico pra vc ver que lixo que é! É lata de sardinha!