quinta-feira, 28 de junho de 2012

Quem fala o que não deve, ouve o que não quer.

28.06.2012
Fonte: http://www.simers.org.br/medicos-peritos-noticias-3491.html

Médicos Peritos do INSS estão reunidos com o presidente do Instituto

Médicos peritos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) estão reunidos desde o começo da tarde desta quinta (28) na agência do órgão na avenida Bento Gonçalves, em Porto Alegre. Representantes do SIMERS acompanham a reunião, a portas fechadas, com o presidente do INSS, Mauro Hauschild. Jornalistas que fazem a cobertura não têm acesso à reunião, na qual a categoria cobra esclarecimentos sobre declarações noticiadas e atribuída a Hauschild a respeito do quadro de médicos em atuação.

Os médicos exigem retratação do presidente, que teria declarado ao jornal Zero Hora que número muito pequeno de peritos estaria atendendo o público na gerência de Porto Alegre, que compreende agências da Capital, Viamão e Alvorada. SIMERS e Associação Gaúcha dos Médicos Peritos publicaram nota oficial que contrapõe os dados, denuncia a grave falta de profissionais e aponta a crônica falta de condições de trabalho. Este cenário explica que hoje a Região Metropolitana - com três gerências (Capital, Novo Hamburgo e Canoas) ostente uma das maiores taxas de demora nos atendimentos, alcançando quatro meses de espera. Em 48 meses, o INSS perdeu no País um quarto do número de peritos.

"A recomposição do trabalho, agilização das marcações e das perícias só ocorrerão com mais contratações e valorização dos médicos, que enfrentam violência, interferência administrativa recorrente sobre o ato médico pericial, além de trabalhar em ambientes com condições precárias (sistema informatizado irregular e pouco atualizado, levando a processo demorados de atendimento), salários defasados e gratificação congelada desde 2008. Isto faz com que a categoria de médicos peritos seja a que mais exoneração entre as carreiras federais.", destaca a diretora do SIMERS e vice-presidente do SIMERS, Clarissa Bassin.

O QUADRO DO SETOR DE PERÍCIAS NO RS:

Fonte: Associação Gaúcha dos Médicos Peritos
- São 313 peritos no RS. Para dar conta da demanda, o número deveria ser de 600 médicos.
- Em 48 meses, 41% dos médicos da Região Sul se exoneraram ou se aposentaram. São 352 a menos, sendo 120 deles do RS.
- Em 2007: havia 80 peritos na gerência de Porto Alegre, hoje são 51; em Canoas, são 37, e em Novo Hamburgo, 38. As três respondem por 75% da demanda de perícias e outros atendimento no Estado. Essa média de exoneração e aposentadoria é acima da média nacional.
- 75 mil perícias estão represadas no RS, sendo 40 mil somente em Porto Alegre. Das 40 mil, dez são iniciais.
    1. Médicos peritos do INSS reunidos na tarde desta quinta-feira
    1. Reunião a portas fechadas
    1. Médicos exigem retratação do presidente

Um comentário:

aldofranklin disse...

Parabéns SIMERS que tem um posicionamento mais consistente com as demandas da categoria e se expressa de forma extraordinária na busca doa pleitos da Categoria dos Peritos medicos previdenciários!!!