domingo, 17 de junho de 2012

SENADO: COMISSÃO DEVE ELABORAR LEGISLAÇÃO PARA MELHORAR SALÁRIO DE PERITOS DO INSS

Da Agência Senado




"14/06/2012 - 13:17 - 01'44'' - MédicosLOC: A COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS PODE TRABALHAR NUMA LEGISLAÇÃO PARA MELHORAR O SALÁRIO DOS PERITOS MÉDICOS DO INSS.

LOC: AS CONDIÇÕES DE TRABALHO DESTES PROFISSIONAIS TAMBÉM FORAM DEBATIDAS NESTA QUINTA-FEIRA. CONFIRA NA REPORTAGEM DE SERGIO VIEIRA. 

(REPÓRTER) A Comissão de Direitos Humanos fez uma reunião para discutir as condições de trabalho e a defasagem salarial pela qual estariam passando os Peritos do INSS, no entender da própria categoria. Os representantes sindicais do segmento estiveram na Comissão e expuseram todos os seus problemas, e um exemplo claro partiu do Presidente da Sociedade Brasileira de Perícias, Jarbas Simas, que pediu para que o Senado atue na melhoria da lei que rege a carreira, com o objetivo de melhorar a segurança, o salário e as condições de trabalho.

(JARBAS SIMAS) A segurança do Perito clama por uma atitude do Senado Federal. Condições de trabalho ruins, a carga horária que se exige para o Perito Médico não é compatível com a remuneração. Hoje um Perito Médico fica 9 horas, ele não tem tempo de se dedicar a Consultório. Espero que desta Comissão nasça algo de concreto para a Perícia Médica. Porque de conversa eu já to com mais de 30 anos. Eu não agüento mais viu, falando sério (palmas). Eu não agüento mais conversa não.

(REPÓRTER) Este encontro foi presidido pelo senador Paulo Davim do PV do Rio Grande do Norte, que também é Médico e se comprometeu a trabalhar pela categoria.

(PAULO DAVIM) O senhor pode contar, na condição de Médico pode contar com todo o meu empenho no sentido de melhorar as condições de trabalho. Podem contar comigo como aliado desta causa. Eu tenho uma história de militância no Sindicato dos Médicos, no Conselho Federal de Medicina, na Associação Médica Brasileira, conheço de perto as condições de trabalho, a minha esposa também é Perita. Estamos em casa. 

(REPÓRTER) O objetivo de Paulo Davim é buscar um projeto de consenso com o Ministério da Previdência, cujo ministro é o senador licenciado Garibaldi Alves do PMDB do Rio Grande do Norte."

Nota do BLOG: Agora sim começa-se a discutir o que de fato irá resolver o problema do INSS, cuja 70% da demanda nacional e 99% dos problemas envolvem o auxílio-doença. A valorização profissional do médico é o único caminho para se solucionar esse caos e ela começa com uma carreira bem estruturada, livre de amarras administrativas, autônoma mas com responsabilidades e deveres bem definidos, que receba bem e por subsídio e que possa ser cobrada por isso. Não existe caminho para a solução do problema que não passe pela valorização do perito médico. Todos os outros paliativos tentados pelo INSS, como terceirização, relativização da importância do médico, atestado automático, perícia no SUS, dentre outros, já se mostraram inviáveis ou sucumbiram ao fracasso retumbante. 

Valorizando a categoria que faz 11 milhões de perícias por ano com menos de 1% de queixas registradas, que tem produtividade média 2.337% maior que outras carreiras na casa, que é a responsável por fazer funcionar o único setor de proteção ao trabalho realmente ativo neste país é que se conseguirá atingir patamares de resolutividade e eficácia ao agrado da sociedade. Os outros órgãos que deveriam atuar na prevenção e combate ao adoecimento do trabalhador, como Ministério do Trabalho, Ministério Público do Trabalho, FUNDACENTRO/CEREST e SUS fracassam miseravelmente em sua tarefa, não tem pernas nem estrutura para a dimensão de seu trabalho, restando ao trabalhador adoecido apenas o socorro ao INSS. E é por funcionar, mal mas funciona, que o INSS é tão criticado. Pois não se cobra de quem não se espera nada.

Parabéns Exmo. Senador Paulo Davim pela postura e parabéns ao Sindicato dos Médicos Peritos por estar nos levando a uma nova era onde o diálogo político substitui os ofícios, os advogados e o "trabalho de bastidor" da funesta associação.

2 comentários:

aldofranklin disse...

E nAo é ao isso: aquela desumana chamada Mirian Belchior, do planejamento, parece que esqueceu suas origens! Hoje em matéria publicada na folha de Sao Paulo ilustra bem isso. Aquela mulher que antes brigava por melhores condições de trabalho, hoje "lasca" o trabalhador! Pois veja o que fez com o professores universitários e essa greve de um mês e veja também a MP 568 que a mesma articulou, prejudicando de forma desumana os medicos públicos deste país no já tão destruído SUS! É muita ruindade num só coração...

aldofranklin disse...

A Dra Miriam Belchior recebe mais de R$ 40 mil por mês! Vejam a matéria publicada no Estado de Sao Paulo em 08/04/2012:

" o seu estando garantido, os outros que se lasquem"

No comando da área econômica do governo, os ministros da Fazenda, Guido Mantega, e do Planejamento, Miriam Belchior, estão empatados na segunda posição do ranking dos mais bem pagos da Esplanada, com renda mensal bruta de R$ 41,5 mil.
Ambos são conselheiros da Petrobrás e da BR Distribuidora, com jetons que alcançam quase R$ 15 mil mensais. Miriam Belchior poderia ganhar ainda mais: como titular da pasta do Planejamento, ela é obrigada a fazer parte do Conselho de Administração do BNDES mas, segundo sua assessoria, abriu mão de receber o pró-labore de R$ 6 mil por essa participação.