terça-feira, 26 de junho de 2012

ENTREVISTA COM HAUSCHILD -JORNAL ZERO HORA

“Talvez não cumpram as jornadas”
26 de junho de 2012

Entrevista: Mauro Hauschild - presidente do INSS
Por Carolina Bahia

O presidente do INSS, Mauro Hauschild, promete solucionar a crise em 90 dias. Gaúcho de Bom Retiro do Sul, ele admite a escassez de pessoal, mas reclama da baixa produtividade dos peritos:

Zero Hora – Falta pessoal ou produtividade na perícia médica no Estado?
Mauro Hauschild – As duas coisas. Temos de ampliar o número de peritos. Acabamos de nomear 250, vamos nomear mais 125 até outubro. Precisamos realizar mais perícias com a força de trabalho disponível. Que pelo menos 70% dos peritos façam entre 15 e 20 perícias todos os dias. Isso significa uma perícia a cada 20 minutos.

ZH – Qual é a média hoje?
Hauschild – Em números nacionais, temos uma média de 11, 12 perícias por perito, contando os que não estão em atividade. Mas podemos chegar a 15 e até a 18.

ZH – A média do Rio Grande do Sul é mais baixa?
Hauschild – Há peritos que entregam sete, oito perícias por dia em Porto Alegre. Se fizermos um comparativo com consultório, nos parece desproporcional um médico não fazer 15 perícias em seis horas – ou 18 em oito horas.

ZH – Onde estão os médicos que não fazem perícia?
Hauschild – Em Porto Alegre, temos 10 peritos no Sistema Integrado de Assistência à Saúde do Servidor. Podemos ter dois ou três nessa área para atender. Os outros sete vamos devolver à perícia inicial.

ZH – Tem gente ociosa?
Hauschild – Eles não têm o volume de trabalho que outros médicos da perícia do INSS.

ZH – Tem gente que não aparece para trabalhar?
Hauschild – Talvez não cumpram a jornada ou, se cumprem, não realizam a atividade que a gente gostaria.

ZH – Quando o sistema estará operando dentro do razoável?
Hauschild – Em 90 dias.

Postado por Fábio Schaffner, às 13:50

9 comentários:

Francisco Cardoso disse...

Se o presidente do inss levou 2 anos pra suspeitar de nao cumprimento de jornada ele deve ser demitido no ato, pois ou foi conivente ou foi incompetente ao nao saber que isso poderia acontecer. Como o ponto do perito é eletronico e homologado pelo presidente e seus gerentes, é impossivel um perito falsear sem o conhecimento do gerente e do presidente. Ou seja. Até mesmo nisso a gestao é incompetente.

Cavalcante disse...

O Exmo. Presidente do INSS mostrou total desconhecimento da atividade da qual chefia (Perícia Média).
Comparar a perícia médica, com o atendimento médico assistencial em consultório, para se justificar a marcação de uma perícia a cada 20 minutos, é um absurdo tamanho que não merece sequer maiores comentários!!!
Já que desconhece detalhes da atividade pericial, o Dr. Hauschild deveria pelo menos ter uma assessoria técnica entendedora do tema para não lhe deixar falar besteiras!
O que salva no seu discurso é a idéia de que o trablho médico pericial precisa ser melhor distribuído entre os colegas do INSS, com o maior número possivel de servidores na linha de frente do atendimento pericial aos segurados.

aldofranklin disse...

Cabra bão: em 90 dias tá tudo ok!
Aperta, aperta, aperta, perai, ta espanando e agora?! Não ta pegando pressão...

aldofranklin disse...

A ideia é retirar a Maca do Consultório e instalar Beliche! Com isso dobraremos a capacidade de atendimento!
Puro Fordismo!
A ministra da Casa Civil é "nervosa" tchê?! Ouvi dizer q toda semana vais lá tomar benção!!

aldofranklin disse...

Mauro Luciano meu filho, vai com Deus que tua hora ta chegando...a batata já ta dourada...Não fizesse nada? Nada de concreto..o Gabas te levou no bico doce...teu esquema de atestado eletrônico é uma piada...bravatas no twitter...vai com Deus filho...
 

Histórico da Previdência
Cronologia dos Presidentes do Instituto Nacional do Seguro Social

Nome Período de Gestão
Mauro Luciano Hauschild a partir de 19/01/2011
Valdir Moysés Simão 10/12/2008 a 19/01/2011
Marco Antônio de Oliveira  03/05/2007 a 10/12/2008
Valdir Moysés Simão  de 02/08/2005 a 02/05/2007
Samir de Castro Hatem de 15/04/2005 a 01/08/2005
Samir de Castro Hatem de 23/03/2005 a 15/04/2005
Carlos Gomes Bezerra de 29/04/2004 a 23/03/2005
Taiti Inenami de 26/02/2003 a 29/04/2004
Judith Izabel Izé Vaz de 15/03/2002 a 25/02/2003
Francisco Fernando Fontana de 22/03/2001 a 14/03/2002
Valdir Moysés Simão de 16/03/2001 a 21/03/2001 - Interino
Crésio de Matos Rolim de 30/03/1995 a 15/03/2001
Mônica Messenberg Guimarães de 25/01/1995 a 29/03/1995 - Interino
Luis Carlos de Almeida Capella de 10/01/1994 a 24/01/1995
César Eugênio Gasparin  de 04/02/1992 a 09/01/1994
José Arnaldo Rossi de 21/03/1990 a 03/02/1992

E.G. disse...

Parem de gozar do coitado. Não se chuta cachorro morto !

MAURICIO disse...

"Se fizermos um comparativo com consultório, nos parece desproporcional" Tsc, tsc,,,,
Comparação burra como esta só ouvi de uma gerente que tinha apenas segundo grau. Esperava mais de um advogado do INSS. Comparar perícia com consultinha de convênio em consultório ??!! A comparação é com a perícia judicial que tem prazo de 30 dias prorrogáveis doutor.

Heltron Israel disse...

Será que ele falou que o Concurso de 2012 para Porto Alegre previa 02 (Duas) sendo uma delas para Deficiente.... Este matemático tem deixado muito a desejar... POA em 2 anos perdeu uns 20 a 30 peritos e tem 2 vagas para repor... piada

MAURICIO disse...

"Se fizermos um comparativo com consultório, nos parece desproporcional" Tsc..Tsc ... Observação burra não tinha ouvido ainda de um procurador do INSS. Comparar perícia com consultinha de convênio para receitar remedinho e pedir RX? A comparação é com perícia judicial que tem prazo de 30 dias doutor.... Vai estudar mais.