segunda-feira, 9 de setembro de 2013

INIMIGOS MÉDICOS

http://wp.clicrbs.com.br/opiniaozh/2013/09/08/artigo-inimigos-medicos/
INIMIGOS MÉDICOS
PERCIVAL PUGGINA* Escritor

Dilma e os seus gostariam de dispor dos brasileiros como coisas suas, assim como os Castro dispõem dos cubanos.
Quando viu o povo na rua, cobrando atenção à Saúde Pública, Dilma adotou prática tão antiga quanto namorar no portão. Escolheu um inimigo e o apontou à sociedade: os médicos brasileiros. A partir daí, jogou contra eles os raios e trovões que conseguiu recolher em seu repertório.

A saúde pública tem problemas. Falta atendimento, dinheiro, leitos. São longas as filas. Espera-se meses por um exame e anos por uma cirurgia. De quem é a culpa? Segundo a presidente, a culpa é dos médicos. Sua Excelência cuidou de passar à sociedade a impressão de que eles preferem viver nos grandes centros não porque ali estejam os melhores hospitais, laboratórios e equipamentos, mas porque ali estão os melhores restaurantes, clubes e cinemas. Foi para a tevê tecer ironias com o fato de que os primeiros a fazerem opções no “Programa Mais Médicos” preferiram localidades litorâneas. A compreensão dessa mensagem pelos sem discernimento (estamos falando de dezenas de milhões) fica assim: os doutores gostam, mesmo, é de praia.

Através dessas paquidérmicas sutilezas, o governo tenta convencer a sociedade de que os médicos não vão para as pequenas comunidades porque se lixam para as carências com que ele, governo, se preocupa. Opa! Preocupa-se agora, preocupa-se depois das vaias, preocupa-se depois das passeatas. E esquece que, pelos mesmos motivos, milhões de outros profissionais também preferem trabalhar em centros urbanos mais dinâmicos.

Identificado o inimigo, a presidente partiu para o ataque. Criou um 2º ciclo de formação médica, obrigatório, a serviço do SUS, com duração de dois anos, a ser prestado onde houver necessidade. Fez com que os médicos perdessem a exclusividade de diversas atribuições relativas a diagnósticos e prescrição de tratamentos. Jogou na lixeira a insistente e lúcida recomendação no sentido de que seja criada na área médica uma carreira de Estado, semelhante à que existe para as carreiras jurídicas. Explico isso melhor: espontaneamente, nenhum juiz ou promotor vai solicitar lotação em Paranguatiba do Morro Alto. No entanto, como etapa de uma carreira atraente e segundo regras bem definidas, sim. É desse modo que se resolvem as coisas numa sociedade de homens livres.

Nada revela melhor a vocação totalitária do partido que nos governa do que este episódio. É uma vocação que dispensa palavras, que atropela leis e se expressa nas grandes afeições. Cubanas, por exemplo. A vinda dos médicos arrematados em Castro & Castro Cia. Ltda. permite compor um catálogo de transgressões aos princípios da liberdade individual, da dignidade da pessoa humana, da justiça, da equidade, da proporcionalidade, do valor do trabalho. Repugna toda consciência bem formada a ideia de que um país possa alugar seus cidadãos a outro, enviá-los aos magotes como cachos de banana, beneficiar-se financeiramente dessa operação em proporções escandalosas e ainda fazer reféns as respectivas famílias por garantia da plena execução do mandado. 

E há quem afirme que toda oposição a uma monstruosidade dessas é “preconceito ideológico”! Pois eu digo diferente: acolher como louvável semelhante anomalia política é coisa que só se explica por desvio do juízo moral.

Dilma e os seus gostariam de dispor dos brasileiros como coisas suas, assim como os Castro dispõem dos cubanos. Sendo impossível, buscam-nos lá, do mesmo modo como, antigamente, eram trazidos escravos das feitorias portuguesas no litoral africano.

3 comentários:

Heltron Xavier disse...

As pessoas não devem temer rever suas idéias e se assumirem Ex-petistas.

Controlando a informação e a propaganda , o nazismo prosperou na Alemanha de um modo incompreensível para eles mesmos.

Num país de analfabetos e muita informação, ele cria seus próprios factóides, espalha e sustenta. Alguns são até bem feitos e requerem profundo conhecimento de causa para não se cair.

Atacar a imprensa livre é típico da ditadura de esquerda, esta que infiltra-se nos poderes para serví-lo.

Esse Fidel é um terrorista profissional sempre foi. Assassinou com suas próprias mãos varias pessoas. Ele mesmo amarrou e atirou.

Revolução quero sim.
Oferecer asilo a todos os cubanos.
Salário na conta deles.

Francisco na minha Bandeira não existe a cor Vermelha!

INSSano disse...

Adorei o "paquidérmicas sutilezas"....huauhuhuauau

O texto está digno de Veja, talvez até mais contundente. Deve ter muita gente se coçando de vontade de tirar esse blog do ar. Ainda bem que Tio Sam tem cópia de tudo......

ED TOR disse...

Este video é uma amostra historica de Che Guevara - homem , não do mito a qual foi transformado. Eu mesmo usei camiseta com a face de Che, idealizava este mito , até aprender sobre minha ignorância , me curar da soberba de tudo saber...
https://www.youtube.com/watch?v=oUJKNBH0RhI