segunda-feira, 2 de setembro de 2013

PROMESSAS LENTAS

01/09/2013 00:15:45
Sistema reduzirá em até 30% espera para agendar perícia
Modelo será implementado em agências do INSS de Ramos e da Ilha a partir de outubro
Fonte: O DIA

Rio - A implantação do Sistema Integrado de Benefícios (Sibe) em agências do INSS vai permitir a redução do tempo de espera para agendar perícias médicas na concessão de aposentadoria por invalidez, auxílio-doença, auxílio-acidente — os chamados benefícios por incapacidade. A nova tecnologia também garantirá maior consistência na elaboração de laudos médicos por parte dos peritos.

No Rio, duas agências da Gerência-Executiva Norte serão as primeiras a adotar o Sibe (Ramos e Ilha do Governador) a partir de outubro. A estimativa é de que com o novo modelo, segundo o gerente-executivo, Alexandre Maia, o tempo de espera para agendar caia até 30%. De acordo o INSS do Rio, segurados levam, em média, 18 dias para marcar consultas na agência da Ilha e 15 dias, em Ramos.
Com o Sibe, as vagas para perícias serão atreladas às agências e não mais às agendas dos médicos peritosFoto: Agência Brasil

“O novo sistema vai gerenciar todas as espécies de benefícios previdenciários. Vamos começar o programa piloto pelos benefícios de incapacidade. Ramos e Ilha vão dar a partida em outubro e, até o fim do ano, teremos resultados”, explica Maia, ressaltando que no começo de 2014, Padre Miguel e Realengo, na Zona Oeste, também receberão o Sibe.

FIM DE DIVERGÊNCIA

Alexandre Maia informou à coluna que o sistema novo tentará acabar com uma das grandes reclamações dos segurados do INSS que buscam benefícios por incapacidade: divergência em relação aos resultados dos laudos médicos.

“O Sibe vai exigir que o perito forneça mais dados sobre o segurado para a formulação dos diagnósticos. A decisão final continua técnica do perito, mas não vai poder divergir de parâmetros, baseados em critérios da Organização Mundial de Saúde, que o sistema considera para conceder os benefícios”, esclarece.

Informações vão ser analisadas

Ao receber informações do segurado, o sistema fará "crítica", comparando o que foi passado pelo perito com o que consta no banco de dados do INSS. “O perito informa que o segurado tem determinada incapacidade e necessita de dois meses de afastamento, por exemplo. O sistema baterá os dados para ver se o problema é compatível com os parâmetros do banco de dados. Pode acontecer que o segurado precise de mais tempo de afastamento. Ou vice-versa”, resumiu Alexandre Maia, destacando que se houver disparidade, o perito terá que justificar.

Sem precisar remarcar

O Sibe ajudará em casos de pedidos de prorrogação de licença pelo fato de o segurado não precisar mais agendar nova perícia. “Você ocupa a agenda com pedido de prorrogação. A tendência é aumentar o tempo de afastamento sem a necessidade de o segura ter que fazer reagendamento”, acredita o gerente.

Alexandre Maia explica que as vagas agora não serão mais vinculadas às agendas dos peritos, mas sim às agências. “Evitará de perder a a vaga se o perito faltar”, diz.

11 comentários:

E.G. disse...

Tenho uma duvida. Se o perito faltar entrará no modo de concessão automático ou assumirá o tecnico do seguro social ?

Marcelo Rasche disse...

Só li atrocidades nas explicações.

Jose Luiz Pinheiro Lima disse...

Me lembra propaganda das facas Ginsu. O SIBE vai diminuir a fila em 30%, vai fazer todos os peritos darem laudos idênticos, se o perito faltar faz pericia sem ajuda do perito. Porque o INSS não criou esse programa há 20 anos atrás em vez de criar a carreira de médico perito ?

Francisco Cardoso disse...

O gerente só disse bobagem.

Eduardo Henrique Almeida disse...

Facas Guinsu X meia Vivarina. Quem vence?

Francisco Cardoso disse...

Se tentar cortar uma meia vivarina com uma faca ginsu corre o risco de provocar um cataclisma no universo com a criação de um buraco negro devido o atrito entre os dois

Fernando Antônio disse...

O Sibe é muito lento e fatalmente o ytempo de cada perícia será igual ao ytempo dá avaliação social, isto é, 60 minutos por cada perícia médica do Sibe.

Eduardo Henrique Almeida disse...

Eu trabalho com o SIBE. Se alguém topar, aposto um Cohiba que o TMAPM no Rio-Norte vai aumentar.

E.G. disse...

A tradicional sopa de letrinhas do INSS vai ficar pra sempre......

Fernando Antônio disse...

Podem cortar o salário,,,

só consigo no máximo 2 perícias por hora,,,

se 4hs serão 8 perícias,,,
se 6hs turno extendido serão 12 perícias,,,
se 8hs são 6hs de atendimento e consequentemente 12 perícias por dia

Jose Luiz Pinheiro Lima disse...

Como ninguém escuta quem faz para saber como resolver os problemas só resta esperar a implantação e ver a merda que vai dar.
Pena que o segurado quer a cabeça de quem está na APS e não dos imbecis que gerenciam essa INSSanidade.
Estão querendo rodar o Windows 7 em um 486, o sistema é tão pesado que se passa mais tempo entre telas do que digitando.