domingo, 30 de março de 2014

NA VÍDEO DE EMERGÊNCIA PARA EXPLICAR POSTAGEM DE PERITO.MED, SUPERINTENDENTES E DIRETORES CHORAM AO OUVIR DE BRUNCA QUE ELE SÓ FOI AVISADO "COM UMA HORA DE ANTECEDÊNCIA".

Era para ter sido divulgado apenas em abril e para ser feita de forma lenta e gradual, mas a postagem do perito.med quarta-feira passada indicando que Brunca seria exonerado e que Cinara estava escolhida para o seu lugar causou impacto tectônico na área-meio do INSS, em especial no edifício-sede. 

Diante da notícia, uma chuva de telefonemas e de conversas confirmavam o anunciado no "blog dos peritos". O medo se espalhou, pois além de ter centenas e centenas de "afilhados" em cargos comissionados em Brasília e outras cidades, fora os eternos convocados vivendo há anos na capital com salário dobrado por diárias, Brunca era visto como "inabalável" e a queda dele significava que todos estavam em risco, inclusive Gabas, que nada fez ou pode fazer para evitar a queda do "capitão".

Na quinta-feira de manhã, quando muitos ainda achavam a notícia deste blog como um blefe, uma vídeo de emergência foi convocada às pressas às 08h (hora atípica para diretores estarem no trabalho) com a Direção Central e Superintendentes e executivos de altos cargos para confirmar as notícias da substituição. Chocados, alguns viram que de fato não era brincadeira "daquele perito" e ficaram perplexos quando o próprio Brunca pegou o microfone e teria dito que "ele só havia sabido de sua saída uma hora antes de ser chamado pelo Presidente". Nesse momento alguns choraram e Cinara, a eleita, pediu calma a pelo menos uma superintendente que se descontrolou em lágrimas.

Em sua fala, Cinara teria dito que "não sairá do atendimento" e deu a entender que na prática comandará as duas diretorias, oficialmente a DIRBEN e oficiosamente a DIRAT, onde um membro de sua equipe assumiu como diretor.

Após postagem de que Brunca resistiria, o mesmo teria sido chamado pela direção para abortar qualquer plano e nova video teria sido feita, dessa vez com mais pessoas, para deixar bem claro que não haveria transtornos. 

À noite, o Presidente Lindolfo soltou a carta dos ventos que enfureceu a equipe de Brunca e seus aliados, chamados de "brunquetes".

Muitos dizem que Brunca estaria completamente abatido e não é certeza que assuma o cargo prometido na SPPS/MPS. O que seria um alívio para o atual titular, Leonardo Rolim, que segundo fontes ficou paralisado e pálido quando descobriu, pelo blog, que seria substituido por Brunca.

Gabas sai enfraquecido

Muitos viram na queda de Brunca um enfraquecimento de Gabas dentro do INSS. Apesar de não serem os melhores amigos, havia uma confiança de trabalho mútua e é notório que Brunca abastecia a subcomissária, Elisete Berchiol, de toda a movimentação que ocorria dentro do bloco "O".

A entrada de Cinara, que muitos viam em posição de rivalidade com Elisete, favorece claramente o Presidente Lindolfo e pode pode dar a ele, e por obviedade ao Ministro Garibaldi, mais liberdade para agir dentro do INSS escapando um pouco do radar do comissário. O fato da Casa Civil de Mercadante ter aceito a queda de Brunca indica que o economista não esqueceu a tentativa do comissário em ocupar seu cargo atual junto à Presidente Dilma.

Golpe de Estado

O termo "golpe de estado" para explicar a queda de Brunca não está de todo errado. Sua saída foi tramada com razoável antecedência, a portas fechadas. Informantes dizem que nenhum diretor saiu incólume do ardil. Todos culpavam a DIRBEN pelo atraso de seus processos e fluxogramas, muitos falavam pelas costas que o oitavo andar era o cemitério de processos, até levantamento de processos parados no oitavo andar teria sido feito pela PFE. O que nem os participantes do "putsch" sabiam era que a escolhida seria Cinara. Até que o blog revelou.

Vingança "será maligna"

Se de fato assumir a SPPS, Brunca será o chefe do Grupo Interministerial que desde 2012 discute o "futuro" da perícia médica e em tese será o avalizador do novo modelo de perícia, ou modelo patronal de carneiro-maeno. Ou seja, na próxima reunião, ele comandará nada menos que Sérgio Carneiro, um dos que supostamente deram um "empurrãozinho" para sua queda.

Um comentário:

Heltron Xavier disse...

Chico será que o Ex- Presidente do INSS Mauro Hauschild não tem um dedinho nisso aí não? A suspeita é que Jornais diziam em que em Janeiro de 2014 ele e seus "companheiros" partidários estavam empenhados em vingar a sua queda atribuída à "República de Araçatuba" especialmente Gabas.