domingo, 9 de março de 2014

FUGA DE CUBANOS AUMENTA E ASSUSTA GOVERNO BRASILEIRO. MEDO DO BRASIL FAZ HAVER PROCURA EM MASSA DE VISTO AMERICANO. PADILHA E CHIORO, POR QUE ELES FOGEM?

Já são pelo menos mais 20 cubanos "desaparecidos" do Programa Mais Médicos desde o último levantamento do mês passado. Pelo menos em 03 casos existe o reconhecimento oficial das "faltas" e os outros 17 ainda não são classificados como tal.

O governo brasileiro não faz a menor idéia de onde esses cubanos andam e, para a sorte deles, o governo de Cuba também não.

Com medo de ficarem no Brasil e serem sequestrados e deportados, como fizeram com os boxeadores cubanos do Pan Rio 2007, os cubanos estão procurando intensivamente ajuda de ONGs para visto e transporte aos Estados Unidos.

O trabalho análogo à escravidão ao qual são submetidos, o roubo de seu salário pelos governos brasileiro e cubano e o medo da violência são as causas apontadas como determinantes na decisão da fuga.

Só não há uma fuga maciça pelo medo de represálias a parentes mantidos presos em Cuba, sem poderem viajar ao Brasil. Os que podem ou superam esse medo, já estão arrumando as malas.

Sem nenhum impacto positivo na saúde pública, pois sem remédios e sem estrutura, só lhes restam prescrever sintomáticos (como os brasileiros), o governo já enterrou um bilhão de dólares nessa brincadeira de mau gosto.

E é com esse lixo de política baseada em programa escravagista que Padilha e Dilma querem se eleger... Este blog prevê um descolamento gradual e progressivo da imagem deles em relação a esse programa para muito breve.

http://www.diariodopoder.com.br/noticias/medicos-cubanos-continuam-fugindo-para-os-eua-2/

3 comentários:

Eraldo Simões disse...

Este programa vai morrer de inanição.

Gostaria muito de poder assistir o guia eleitoral de São Paulo com Padilha candidato a Governador!?!?!?!

Vai ser uma ode!

sergioperito disse...

Se acham que a coisa tá ruim,preparem agora para o pior: estão querendo fazer a mesma coisa com os Haitianos: Dito por um assessor ligado ao PT onde ele informou que a classe D merece tambem ter empregados domésticos mas que diante da lei recentemente instalada fica difícil.Então estão propondo ao governo daquela nação remunerar com valores menores estes indivíduos oriundos daquela nação para aqui prestarem serviços a preço inferiores.....

sergioperito disse...

A campanha da CNBB dá o tom e ao mesmo tempo enquadra a "Tchiurma" de Brasilia nesta picaretagem do + médicos.