domingo, 29 de agosto de 2010

ALGUÉM ESTÁ DE OLHO NO CARGO DO GABAS

Comenta-se nos bastidores do INSS em SC que Eliane Schmitd está com as malas prontas para assumir o lugar do Gabas, espera apenas o sinal do "cumpadre" Lula.

No momento ela está no andar de baixo envolvida numa briga, picuinhas, para a não recondução ao cargo de Gerente Regional em Blumenau do recém destituído Alvaro Anderson.

Do outro lado da contenda estão a Ideli, candidata do PT ao governo de SC e o Décio Lima, ex-prefeito de Blumenau e candidato do PT a Dep Federal com chances de reeleição.

Dizem ainda, os linguarudos plantonistas, que tem rolado altos "bate bicos", porém as malas ela insite em manter arrumadas.

5 comentários:

Cleberson disse...

No dia em que uma Assistente Social assumir a Previdência, vai ser o fim de qualquer espécie de responsabilidade que ainda possa ter restado para com o erário.

médico disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
médico disse...

Já estava imaginando que o companheiro-mor fosse resolver a situação desta maneira. Agora é ver pra crer. Como que, em meio a mais um rombo bilionário, o contador mais ilustre da histótia de Araçatuba decide pagar peritos terceirizados???

EU POR MIM MESMO disse...

30.08.10 às 01h01

Rss Imprimir Enviar por e-mail Compartilhar



Vote nessa notícia
Greve na perícia pode terminar
Representantes de médicos do INSS e do Ministério da Previdência vão se reunir hoje em busca de acordo. Decisão judicial que exige contratação de terceirizados e nova contraproposta dos médicos podem levar a entendimento
POR LUCIENE BRAGA

Rio - A greve na perícia médica do INSS pode chegar ao fim hoje. Tudo vai depender do resultado de reunião hoje entre o ministro da Previdência, Carlos Gabas, o presidente do instituto, Valdir Simão, e a Federação Nacional dos Médicos (Fenam). Na pauta, a paralisação dos médicos, iniciada em 22 de junho, e a possível contratação de peritos terceirizados ainda nesta semana.

Outras saídas, como perícias noturnas e nos fins de semana, serão discutidas. O difícil entendimento entre peritos e a Previdência, que travam batalha sem fim nos tribunais desde junho, esbarrou na decisão judicial da 19ª Vara Federal de São Paulo, que emitiu sentença para contratação de médicos, para que segurados não esperem mais de 15 dias entre agendamento e perícia.

A greve, organizada pela Associação Nacional dos Médicos Peritos (ANMP), será agora negociada pela Fenam. A tensão criada por esses dois aspectos pode levar ao entendimento a partir de hoje.

TERCEIRIZAÇÃO

A volta da terceirização na perícia, mesmo temporária, é determinação da Justiça Federal de São Paulo, que acatou pedido do Ministério Público Federal do estado, anterior à greve. Conforme O DIA publicou com exclusividade, a decisão, embora protocolada em São Paulo, vale para todo o País. Os procuradores moveram ação civil pública contra os peritos, desde que iniciaram o movimento por excelência na perícia, no ano passado. O movimento defendia o fim do limite de tempo para a avaliação médica — o INSS estabeleceu que, em seis horas, os peritos deveriam fazer 18 perícias. A ação civil pública ganhou apelo após a greve. Hoje, há mais de 400 mil perícias em atraso — aproximadamente 12 mil delas no Rio de Janeiro.

O MPF pedia que a Previdência suspendesse férias, folgas e até licenças-prêmio dos peritos, enquanto a situação não fosse normalizada. A sugestão também englobava a contratação peritos aposentados, ex-terceirizados do INSS e até de clínicas particulares. A sentença, anunciada na terça-feira, não especificou o método para as admissões, mas exigiu que o Ministério da Previdência tomasse providências legais para a contratação emergencial, a fim de resolver o problema dos segurados.

EU POR MIM MESMO disse...

A ANMP ESTÁ MORTA:
"A greve, organizada pela Associação Nacional dos Médicos Peritos (ANMP), será agora negociada pela Fenam. A tensão criada por esses dois aspectos pode levar ao entendimento a partir de hoje"...