segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

SCHUMACHER SOFRE TRAUMA GRAVE E ENCONTRA-SE ENTRE A VIDA E A MORTE EM UMA UTI FRANCESA. SE DEPENDESSE DO SUS E DOS CUBANOS, JÁ ESTARIA NO IML.

O ex-piloto de F1 Michael Schumacher sofreu ontem de manhã um grave traumatismo craniano durante um passeio de esqui em uma famosa estação francesa. Em SETE MINUTOS após o acidente já era resgatado por equipes preparadas, que de helicóptero o levaram ao hospital de referência, onde foi tomografado e diagnosticado em menos de UMA HORA e de lá foi encaminhado ao centro de referência em neurocirurgia da região, de helicóptero também, onde foi operado e agora encontra-se em recuperação cirúrgica, em estado grave, com 50% de chances de morte segundo estatísticas médicas para o caso. O campeão das pistas só tem agora alguma chance de vida graças ao correto e tempestivo atendimento médico.


Se fosse no SUS da Dilma e do Padilha, após o acidente ele iria esperar, na melhor das hipóteses, 15 minutos para uma ambulância aparecer. Helicóptero nem pensar pois deve estar em uso pela Ideli Salvatti ou qualquer outro ministro do governo (clique aqui).


Após chegar a ambulância, que graças à esperteza do prefeito local ia aparecer sem médico, seriam feitos uma série de impropriedades no manejo do traumatizado (clique aqui) pois os médicos de verdade foram demitidos; Após conseguir colocar o paciente dentro do carro, ia levar pelo menos 30 minutos até o hospital mais próximo, onde um médico cubano do Mais Médicos ilegalmente colocado em sala de emergência iria ter muita dificuldade em fazer o diagnóstico e ia se desesperar diante do "caso grave" e pedir remoção a um hospital com "médicos" (clique aqui).

Após 12h esperando uma vaga do "plantão-controlador", ele iria ser removido para um hospital com neurocirurgião, único no plantão, que ia primeiro terminar a cirurgia em andamento para depois olhar o caso. Após 3h esperando a ambulância de remoção e mais 4h na maca do PS, ele ia ser avaliado pelo neurocirurgião, que ia pedir a TC e mais 2h até a mesma ser feita. Até lá, quase 24h do acidente, já sem nada a fazer, o neuro ia devolver o caso pro PS de origem alegando estar o paciente com critérios clínicos de morte cerebral.

Essa é a diferença entre um sistema de saúde de verdade e o de mentira. O de verdade, na França, o paciente terá 50% de chances de sobreviver. No de mentira, o SUS da Dilma e do Padilha, ele teria 100% de chances de morrer.

Na França, a manchete foi: Schumacher se acidenta e está em estado grave.
No Brasil da Dilma e do Padilha, a manchete seria: Morre Schumacher após grave acidente.

11 comentários:

tumpopolis disse...

Mesmo o assunto sendo tão sério, e o Schumacher digno de todo o respeito e torcida positiva, não pude deixar de rir, como se ri de uma piada inteligente! Genial Francisco!!

Rubens rotondo jr disse...

Sinceramente eu achei a "piada" de mau gosto e inadequada!

Ighenry disse...

Essa descrição tão fidedigna é da "medicina dos pobres", oficializada recentemente por programinha demagogo um quarto de boca (vejam que nem meia boca é!), o "Mais Médicos". Apenas o SUSto de uma suposta padilhada/cubanada no Schumacher já seria suficientemente fatal!

Cão Doido disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anderson Lourenço disse...

Senhores, sinto muito pela falta de conhecimento do tema pelo senhores, devem ter esquecido das aulas de saúde pública que certamente tiveram. O problema de saúde do Schumacher passa bem longe da questão do 'Mais Médicos', ele teve uma emergência em que certamente poucos médicos e poucos postos de saúdes estão aptos a atender (aqueles no postinho), o caso dele enquadra-se na ATENÇÃO SECUNDÁRIA que envolve ATENÇÃO TERCIÁRIA. A questão do 'Mais Médicos', que vocês só deve saber qual é pelo jornal nacional, é uma questão de ATENÇÃO PRIMÁRIA. Para o leitor mais leigo no assunto, o Schumacher, assim como o operário do Itaquerão, no Brasil não são enviados ao postinho de saúde, mas sim a um hospital com estrutura maior, portanto não vão ser atendidos nunca pelo 'Mais Médicos'. Independente da sermos contra ou a favor o programa, vamos ao menos nos atentar às informações básicas acerca do tema.

Francisco Cardoso disse...

Só permiti a postagem do "Cão Doido" para mostrar a vocês como funciona um petista coxinha: Diz que trabalha no HC da FMUSP mas que 99% dos médicos brasileiros não prestam. Isso inclui o atual Ministro, que diz que fez residência no mesmo hospital? Bom, obviamente é mentira, quem trabalha (e petista não trabalha) de verdade no HC FMUSP jamais falaria isso.

Por fim, tem a cara de pau de nos chamar de covardes, dizendo que "não teríamos a coragem de publicar" mas ao mesmo tempo se esconde sob um pseudônimo. Obviamente fez isso achando que ia "provocar".

Eis ai a definição de um petista coxinha: vagabundo e ignorante.

Francisco Cardoso disse...

Caro Anderson Lourenço, lamento que você apenas reproduza o discurso oficial do Min. Saúde sobre o "Maus Médicos".

A verdade é que os cubanos estão sendo colocados pra trabalhar nas emergências e pronto-atendimento de UBS/UPA e inclusive com demissão de nacionais destes postos.

Por isso que a matéria foi feita. Não é uma crítica apenas ao Mais Médicos. É ao SUS como um todo.

Usando seu exemplo, Schumacher seria levado a um hospital de maior estrutura onde ficaria horas aguardando a TC e/ou o neuro, somando-se o tempo que demorou a chegar no referido hospital...

Francisco Cardoso disse...

Caro Rubensm, não fiz piada não. Um abraço.

Cão Doido disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Francisco Cardoso disse...

Desculpa clássica do petista covarde coxinha pelego. Obrigado por visitar e reler todo o dia o "lixo" do meu site.

Cão Doido disse...
Este comentário foi removido pelo autor.