quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

MONSTRUOSIDADES CUBANAS - A RECEITA ASSASSINA DE INSULINA - EPISÓDIO 2

Olhem esta prescrição de Insulina feita por uma intercambista do programa mais médicos. 


Percebam que ela prescreve a Insulina mas não diz quantas unidades a paciente vai usar, Como pode um absurdo deste ?

Claro,a paciente nos procurou (ambulatório de endocrinologia de Hospital Universitário Onofre Lopes) para saber quanto iria usar de insulina.

Cadê a formação técnica básica deste profissionais ?

14 comentários:

Augusto Leite disse...

Pelo menos ela colocou "uso conforme orientação médica", demonstrando que tem ciência que não é médica...

Augusto Leite disse...

'Uso conforme orientação médica' Pelo menos ela sabe que não é médica.

Aldo Mello disse...

Insulina Regular DOIS FRASCOS!!! Quanto foi orientada para a paciente tomar de insulina regular??? 100 UI/ml, onde em geral o frasco vem com 10 ml (1.000 UI)no mínimo a paciente vai tomar 15 ui/2X ao dia só de regular, fora a NPH. Será que está sobrando insulina regular no serviço público para dar com o rodo???

José Márcio disse...

Ao menos eu consegui ler ... esses médicos brasileiros precisam de caderno de caligrafia ...

Francisco Cardoso disse...

E você precisa de um cérebro. Ou melhor, continue descerebrado que ai você vai continuar lendo essas receitas assassinas e achar que está tudo bem.

eu disse...

HAHAHA curti mil vezes Francisco Cardoso!!! Assim que tem que ser mesmo

Fernando Antônio disse...

A falta da dosagem correta da insulina na receita é um crime,,, pois se o paciente usar a insulina em excesso pode até matar e se usar uma quantidade menor e insuficiente a diabetes pode permanecer descompensada com a glicemia muito alterada e causar inúmeras doenças graves como nefropatia diabética, neuropatia, retinopatia, feridas, lesões nos pequenos vasos e artérias, coronariopatias, doença vascular cerebral, alterações na coagulação sanguínea e na imunidade etc.

Ismael Psiquiatra disse...

Primeiro: a medicina cubana é um mito. Para quem quer saber mais vale a leitura: http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=350

Acho que o Heltron deveria postar este texto do mises, é muito bom.
No mais, isso é a ponta do iceberg. Mas, se o governo quer fazer populismo com a saúde das pessoas e eles aceitam numa boa o povo realmente merece.

Heltron Xavier disse...

Excelente Sugestão Regis.

tumpopolis disse...

Colegas; sou absolutamente enraivecido com o Mais (menos) médicos e tudo mais que emana deste desgoverno nacional. Mas acho que não podemos usar argumentos que possam ser rebatidos ou desmontados pelos simPeTizantes dessa naba geral. Ultimamente é uma avalanche de pacientes pedindo receitas para farmácia popular ou para retirar remédios que já usam a tempo e sabem de cor a posologia. Para ganhar tempo, muitas vezes eu mesmo prescrevo da forma que a intercambista ali escreveu, porque o paciente já sabe, e é uma forma ética de manter a última orientação médica. Acho que neste caso não houve erro.

Heltron Xavier disse...

De fato, houve "apenas" um atestado de incompetência e fuga de responsabilidade. O erro está em não orientar a dosagem de uma medicação potencialmente fatal. Vamos supor que o paciente pegue a última receita dele de uns 4 meses atrás...sem controle nenhum.

tumpopolis disse...

É. Eu não li o resto do post (que o paciente procurou orientação); realmente é mais do mesmo...

Flavia Cristelli disse...

ABSURDO É CRITICAR O QUE NÃO CONHECEM... Esta receita é para RETIRADA DE MEDICAÇÃO... A formação médica em Cuba orienta fornecer DOIS TIPOS DE RECEITAS (Uma para retirada de medicação na farmácia e outra para o paciente) O paciente recebe SEGUNDA VIA COMPLETA COM ORIENTAÇÕES EM RELAÇÃO A DOSAGENS DE USO, E MAIS, ORIENTAÇÕES EM RELAÇÃO A DIETAS E EXERCÍCIOS FÍSICOS... orientação muito melhor do que as que aprendemos nas escolas brasileiras de medicina por sinal.

Rosilda Regert disse...

Enquanto a Caravana passa os caes ladram...