sábado, 7 de dezembro de 2013

MÉDICO PERITO X VEREADORES

Clima acirrado entre vereadores e perito do INSS

Dr. João Maria , superintendente do INSS Nordeste , Bibi Apolônio e Vereador Cabo Bonfim.

Na manhã do dia 06, na Câmara Municipal de Crateús, vereadores estiveram em plena atividade, mesmo a casa estando em recesso, os vereadores, Dr. José Humberto, Toré , Bibi Apolônio, Cabo Bonfim, Arnaldo Minelvino,Eva e Alesson Coelho, debateram sobre os maus tratos e mal atendimento , que vinham ocorrendo no INSS de Crateús.

O alvo das denuncias seria o Dr. Ronaldo , foram inúmeras denuncias de maus tratos e mal atendimento pelo medico perito, todas as denuncias foi acompanhado pelo Dr. João Maria, Superintendente do INSS Nordeste, que estava na a convite dos vereadores e esteve acompanhando de perto os trabalhos na agencia de Crateús.

Na comitiva do INSS também estiveram Dr. Cândido e Dr. Mauricio , que fazem parte da sessão de chefia dos peritos, o tema era delicado, pois as dificuldades que passa o serviço publico , também é um fator que contribui para os péssimos atendimentos, na parte física da estrutura da agencia.

Ao longo dos debate nas melhorias que podem ser adotadas na agencia de Crateús, aja vista, que o foco maior do debate era o atendimento realizado pelo Dr. Ronaldo , o citado não se encontrava na reunião, até que por volta das 10:50, Dr. Ronaldo , compareceu para falar sobre as denuncias postadas contra ele.

Dr. Ronaldo medico perito do INSS, acusado de maus tratos e mal atendimento. Foto: Alex Melo

Na chegada, o medico estava com uma régua na mão, onde entregou ao Superintendente , Dr. João Maria, como forma de está faltando matéria simples para os trabalhos na agencia de Crateús, tido pelos vereadores , como um desrespeito por parte do medico perito.

Dr. Ronaldo , se defendeu em cima das falhas que existe , pela deficiência de materiais simples para o trabalho, como luvas e melhores equipamentos, e negou, que tenha mau tratado pacientes, mesmo com denuncias contrarias, a maneira de se pronunciar na reunião chamou atenção do superintendentes , principalmente pela forma agitada do medico.

Com o debate crescendo acirradamente, Bibi Apolônio tentava acalmar os ânimos, principalmente dos vereadores, que pediam que o medico adentrasse no assunto principal, sobre as denuncias de maus tratos e mal atendimentos , para Arnaldo Minelvino , o medico parecia estar em um show de humor .

“ Eu queria que ele se atentasse pelos fatos de denuncias , como maus tratos e mal atendimentos , para nós , não importa como ira ser feito a pericia, porque nossa meta era pedir para este cidadão, atender melhor a população, mais o que vimos , foi um achincalhamento por parte do profissional, diante do Superintendente do INSS Nordeste, se ele não tem respeito com o cidadão como Dr. João Maria, ele terá com pessoas mais pobres?, foi a questão ” disse o Arnaldo Minelvino.

Dr. João Maria, não negou que poderá haver mudanças, com relação ao medico, foi bem enfático “ A maneira como ele se pronuncia para as pessoas , foi demonstrado aqui , ele mostrou como ele age, será em cima desta questão que iremos buscar uma solução para melhor atender os usuários do INSS de Crateús “ Disse.

Na Íntegra com a Entrevistas do Médico (aqui)

5 comentários:

Francisco Cardoso disse...

Crateús de novo...

http://www.perito.med.br/2012/11/urgente-urgente-peritomed-edicao-extra.html

http://www.perito.med.br/2012/12/ao-inves-de-se-preocupar-com-o-sucesso.html

http://www.perito.med.br/2012/11/esquema-caracu-em-acao-na-gex-sobral.html

http://www.perito.med.br/2012/10/falta-de-peritos-faz-populacao-cearense.html

http://www.perito.med.br/2012/11/caso-crateus-gex-sobral-sequestro-teria.html

http://www.perito.med.br/2012/11/rotina-do-absurdo-extra-invasao-aps.html

Fernando Antônio disse...

O mais correto é o INSS ser obrigado à gravar e filmar todas as perícias do INSS e anexá-las ao PAP (processo administrativo previdenciário). Para cada perícia médica do INSS seriam em torno de 20/30 minutos para o atendimento médico-pericial presencial e mais 20/30 minutos para finalização técnica/digitação e conclusão técnica médico-pericial previdenciária pelo Perito do INSS.


No laudo pericial computacional do Sabi ou do Sibe deveria haver uma área/espaço de preenchimento específico do segurado para que nesta área o segurado possa livremente explicitar o que está sentindo e quais os tratamentos e doença está no momento tratando.

MAURICIO disse...

Em que lingua foi alfabetizado o jornalista que escreveu a materia?

Heltron Xavier disse...

Lulês

Heltron Xavier disse...

Parece que tiraram a Página da fonte do ar... o Bicho pegou