domingo, 1 de dezembro de 2013

ATROCIDADES DO MAIS MÉDICOS: TRAUMATIZADOS COM CASO DA DIPIRONA, CUBANOS AGORA MUDAM MODO DE PRESCRIÇÃO. PASSARIA A SER 1 GOTA POR IDADE?

Pelo visto o Ministério da Saúde anda traumatizado com o caso da dose letal de dipirona na Bahia. Houve um esforço hercúleo em reverter o estrago. Pela prescrição abaixo, capturada na cidade de Natal-RN, agora as diretrizes estão mais "leves", talvez leves de mais.

Criança, 13 anos de idade, 58kg. Febre alta = 15 gotas de dipirona. O resto nem vou comentar. 


11 comentários:

Heltron Xavier disse...

Avaliação complexa T39,5C

Heltron Xavier disse...

Terceiro caso de dosagem suspeita de Dipirona. No primeiro dose cavalar , no segundo homeopática e neste.... Dose por idade? 15 gotas pra 13 anos???? Nam

Camila Trento disse...

Criança 13 anos de idade com.febre elevada 39.5 . Feito antitermico em uma dose para uma cca de 15 kg .Fico imaginando a investigacao clinica q houve se é que houve. Não é preconceito mas amor e respeito a medicina. Onde vamos parar ?

Heleno Paiva disse...

CRM 7458? 7456? RN?
bom.... nenhum desses cadastros existe no site do CFM.
portanto:
1- Exercício ilegal da medicina
2- Falsidade ideológica
só no código penal... e aí produção? dá quanto tempo de xilindró?

Mateus Mendes disse...

Liguem não... o povo gosta. O povo quer. Deixem eles com seus "mais médicos" é o que eles pediram, é o que eles terão!

E.G. disse...

Realmente, o cara não existe no CFM. Mas sinceramente. Não precisa mais CFM.
Abriu as pernas, qualquer um vem pro Brasil fazer medicina.
Só faltou ele complementar com o chá antitérmico básico de gengibre infundido na emergência.

Francisco Cardoso disse...

Os Mais Médicos sairam do CRM e pegaram o RMS

raphael disse...

vivemos numa ditadura de ESQUERDA…..só que nao ha esquerda nem direita,nao ha mais ideais há apenas a`` FODEÇAO`` da classe média e médica em troco de DINHEIRO

Alvaro Carvalho disse...

Só eu que notei que o cara não é cubano pelo nome?
Quem escreve essas coisas não verifica nada antes?

FYI esse médico é ucraniano, casado com uma brasileira e veio pra cá através de Portugal.

Emerson Aldrin disse...

Fico revoltado como médico e cidadão Brasileiro com a vinda desses profissionais despreparados independente do país que vieram sem revalida. Realmente pensei que pudesse abrir várias faculdades de medicina desenfreadas e sem qualificações, más nunca imaginei que seria permitida a vinda de médicos de todos países do mundo. Se imaginasse não teria me formado no Brasil e me matado para o vestibular, teria ido estudar na Bolívia.Conheço vários profissionais estrangeiros um pior que o outro .

Aline Knak disse...

O povo pediu, o povo merece.