quarta-feira, 8 de maio de 2013

PONTO DE VISTA - Importação de Médicos Cubanos - As Origens

A Luta para trazer Cubanos ao Brasil não é nova e não está nem perto de acabar.

O Presidente Lula encaminhou ao Congresso Nacional, no formato de Mensagem (nº 22/2007), o ajuste complementar ao acordo de cooperação cultural e educacional entre Brasil e Cuba que prevê a Revalidação Automática dos Médicos Cubanos. O Projeto enfrentou muita resistência no Legislativo e na Sociedade e não foi aprovado nas comissões da câmara.

Em 2008, sob pressão política, a discussão avança e se torna item importante da 183 reunião do Conselho Nacional de Saúde. Leiam. Houve muita insistência dos defensores da Validação Automática dos Cubanos. Os argumentos dos esquerdistas todavia se quedam aos argumentos apresentados dos representantes do Conselho Federal de Medicina e Ministério da Educação. Um deles é que em Cuba não existe somente a ELAM, mas também outras escolas. Há curiosa presença de representante da Associação Cultura José de Marti "criada há vinte anos para defender os feitos da revolução cubana". Mas os esquerdistas não se renderam não.

Em comemoração aos 50 anos da Revolução Cubana em 2009 foi criada Frente Parlamentar de Solidariedade a Cuba numa audiência pública em São Paulo. Neste evento foram levantados argumentos pelos participantes com um enorme víeis ideológico. O Deputado Raul Macedo do PSOL fez duras críticas as regras para validação de diplomas para estrangeiros criadas no ano de 1999. No evento houve também críticas ao corporativismo da classe médica e ao modelo excludente e elitista de formação do médico no Brasil e do sistema de saúde que, para eles, não consegue atender às necessidades da população.

*Sabe-se com a queda da União Soviética o Governo Cubano perdeu a maior parte dos seus recursos e a Saúde ficou subfinanciada. O que os  PseudoMarxistas Parasociólogos queriam arrumar era outra forma de mandar dinheiro para o Fidel.  

Nos meses sucessivos ao evento, os seus idealizadores, Partidários radicais do PSOL, PT, PC do B e MST (Que não é, mas funciona como partido político) disseminaram a idéia da Frente Parlamentar por vários outros estados. E, por fim, apresentaram uma moção em defesa da validação automática dos diplomas de brasileiros formados pela Escola Latino-Americana de Medicina de Havana.

Paralelamente, uma pressão interna infernal anti-médica no Conselho Nacional de Saúde é tanta que os Médicos saem literalmente. em dezembro de 2009. Felizmente os representantes do MEC, desde o início, contrários a validação automática conseguem, com apoio do CFM, intituir o Revalida. Diante da Vergonha Cubana, o próprio Traidor-Mor, O Ministro Padilha, foi a Havana levar um consolo aos camaradas, o bolsa cursinho Revalida. Nele, ao voltarem para o Brasil, fariam aprimoramento de seus currículos sob supervisão de instituições brasileiras, para fazer a revalidação e poder exercer a medicina no país. Recebendo do Governo Brasileiro claro.

*Não houve uma maciça mobilização dos comunistas contra o Revalida em 2010. Ora, inicialmente imaginava-se que os cubanos tão elogiados rapidamente seriam aprovados. Doce ilusão, logo nos 2 anos, menos de 10% eram aprovados. Precisariam de um Plano B para importar médicos cubanos e financiar o Regime de Fidel. Cuba órfã da URSS agora queria o Brasil como Mamãe.

Mesmo diante das "facilidades" do Governo, a turma cubana não consegue ser aprovada no Revalida 2011 e 2012 fazendo os PseudoMarxista Socioligóides da Saúde Brasileira ficarem furibundos e D-E-S-M-O-R-A-L-I-Z-A-D-O-S. Isso desmoralizados. Obviamente houve retaliação política contra médicos. Persguições com cruzamentos de dados e matérias pagas na mídia. Ora, não somente o ato médico foi congelado, mas tudo que vinha para médico. Todas as mudanças "boas" foram praticamente para governo e usuário. Os protestos e pronunciamentos dos CFM são desprezados pelo governo como: Emenda 29, Carreira de Médicos de Estado, Política de Novas faculdades entre outros. Desesperados alguns tentaram comprar diplomas das Universidades Brasileiras, mas foram pegos pela Polícia Federal.

Deus queira que eu esteja errado, mas em 2012 houve promoção do Caos na Saúde Brasileira. Sim, para mim, proposital. Para mim não haveria outra explicação para se "cortar a verba do orçamento da saúde do Governo Federal". Leiam. A tabela do SUS ridícula a ponto de uma cirurgia cardíaca pagar menos que um conserto simples de automóvel. Uma parte podre do PT promoveu o Caos em 2012 exatamente para JUSTIFICAR TRAZES OS CUBANOS leitores. Isso mesmo. Carreira de Estado? Nem sonhem tão cedo. Até os Cubanos entrarem no país e a grana sair para Havana, rimou, o novo filhote de Brasília, é choro mesmo para médicos. Isso, sou pessimista. 

As Entidades Representativas Médicas têm sido diminuídas, humilhadas, e retaliadas nos últimos anos por  defenderem a medicina brasileira da facção pró-cubana do Governo Petista. Absolutamente todas as instituições pró-saúde estão infiltradas por eles, sim eles adoram delegar poderes aos paramédicos, não somente porque o são, mas porque isso diminui o nosso poder político. 

As Entidades Médicas, por fim, se envolveram numa Briga enorme. Uma maior que ela mesma, em que está em jogo, não somente a saúde do povo brasileiro e as garantias legais e constitucionais dos médicos, mas o fortalecimento da America Latina Comunista. A manutenção virulenta de um sistema de ditaduras opressoras, falsas e violentas semeadas no pão e circo e colhidas com sangue e lágrimas que vão e voltam na humanidade. Por isso estamos assim cerceados, calados e vilipendiados vendo a cada dia nossa profissão degenerar. Engolindo a seco salários aviltantes e o desbotamento dos nosso princípios.

O problema ao ver é muito maior...
Está explicado porque médico importado só se for cubano?
Agora depois de verem que não há meios de explicar a "exclusividade" cubana, estão falando em Portugueses e Espanhóis... Pura cortina de fumaça....

4 comentários:

Heltron Xavier disse...

Cuba quer ajuda $$ do Brasil.
Só tem Turismo e Medico como fonte de renda praticamente. Mandaremos 176.000.000 $ para seus novos 4 aeroportos e agora contrataremos seu médicos. Queremos manter viva a "chama" da revolução. Sei não....

Aldo está certo. Este país é de chorar!!!

Aloísio disse...

Aldo devia escrever uma coluna no site... pq não o convidam?

aldofranklin disse...

O Brasil em termos de Recursos Naturais é um País maravilhoso! Somente isso!
Como é que pode so 15% da População pagar Imposto de Renda? Como é que pode o que é arrecadado com impostos pagos por Bancos ser menor que com IR?
Ninguem aquenta a Carga Tributaria tendo em vista que nao temos retorno pratico algum! Nada funciona e correndo paralelo a isso a gente cê o Crescimento da Impunidade! Antigamente o Vagabundo criminoso so Roubava, hoje vc vê ele além de Roubar, Matar, pelo simples Prazer de Matar! Hoje vc sai de casa e nao sabe se volta!
E o que o Governo faz contra isso?
Esses partidos de esquerda tem cotas nessas Faculdades Cubanas dai essa loucura toda em trazer os filhos partidários! E um doa critérios é SER FILIADO HÁ MAIS DE 02 ANOS pra conseguir a vaga! Agora eu digo a vcs: Ja pensou o "MEDICO PETISTA PSEUDOCUBANO" atendendo esse povo carente de tudo, sobretudo de Saude?! Isso sim é a dominação Politico-Partidária e SE OS OUTROS Partidos nao acordarem ai poderá ser tarde!
Aprendam uma coisa: Nesse País nada é feito de fato em beneficio da População! Tudo é jogada! País vai de mal a pior na verdade! E essas informacoes de Desemprego alardeadas pelo Governo é tudo mentira! O desemprego ta comendo no centro! A violência idem, impunidade idem! Corrupção idem! A esculhambação está generalizada!
Ontem atendi uma artista em beneficio desde 2011, vinha fraudando o beneficio sabe como? Garroteando o Membro pra ele inchar! Isso ai é o típico Brasileiro, malandro! A Sociedade está doente também de vagabundagem e malandragem e Brasília nada mais é do que a "super-seleção" dessa Sociedade Patológica!
O grande problema do governo é nao conseguir dobrar a classe medica tendo em vista que é uma elite de seres que pensam e que refletem sobre os acontecimentos! Ta certo que tem seus ergocentristas que so pensam no próprio umbigo mas ainda existem aqueles que preservam alguma esperança de melhora!
Governo, pare de mentir, pare de enrolar o Brasil por troca de votos, pare de roubar, combata a Corrupcao com essa mesma vontade que tem de destruir o medico brasileiro! Melhore a Infra-estrutura sem roubar, nao fique investindo nesse Circo chamado Copa!
Atenção: quando a copa passar nao vai ter mais Circo pra iludir brasileiro! O que vai sobrar serão dividas e quem ira pagar serão os Brasileiros pagadores de Impostos!
Brasil, País de mentirinha! País esculhambado, do faz de conta! "Me engana que eu gosto"!

Heltron Xavier disse...

Conselho Nacional de Saúde critica governo por corte no orçamento do Ministério da Saúde
16/02/2012 - 20h12
Saúde
Carolina Pimentel
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O Conselho Nacional de Saúde (CNS) aprovou carta criticando o governo federal pelo corte de R$ 55 bilhões no Orçamento Geral da União, anunciado ontem (15) pela equipe econômica, especialmente o contingenciamento dos recursos do Ministério da Saúde. O documento é direcionado à presidenta Dilma Rousseff, por meio do qual os conselheiros reclamam do corte de R$ 5,4 bilhões nos cofres da saúde.

“A equipe econômica do governo federal propõe, agora, um contingenciamento da ordem de R$ 5,4 bilhões no já restrito orçamento do Ministério da Saúde. O mais curioso é o argumento de que o contingenciamento visa a favorecer o crescimento econômico do país. Ora, a saúde é um importante setor econômico, representando cerca de 9% do PIB [Produto Interno Bruto], e muito tem contribuído para o desenvolvimento nacional, ao movimentar um potente mercado de bens e serviços e a assegurar milhões de empregos”, diz a carta aprovada pelo conselho, formado por representantes dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), trabalhadores, prestadores de serviço e gestores.

Os conselheiros se dizem indignados pelo fato de que parte significativa do Orçamento federal tenha como destino o pagamento de juros e da dívida pública. “O que mais provoca indignação na proposição do contingenciamento dos recursos da saúde é a verificação de que a LOA 2012 [Lei Orçamentária Anual] prevê destinar R$ 655 bilhões ou 30% do Orçamento federal de 2012 ao refinanciamento e ao pagamento de juros e amortizações da dívida pública, mais de nove vezes o valor previsto para a saúde”.

No final da carta, o conselho pede à presidenta Dilma Rousseff que reverta o corte na pasta da Saúde. “O Conselho Nacional de Saúde se manifesta publicamente, solicitando à presidenta Dilma que, atenta a seus compromissos de campanha, priorize a saúde e não proceda o contingenciamento das verbas previstas para o orçamento do Ministério da Saúde”.

A Saúde foi uma das pastas mais afetadas pelo contingenciamento de R$ 55 bilhões no Orçamento da União. O recursos do ministério caíram de R$ 77,5 bilhões, aprovados pelo Congresso Nacional, para R$ 72,1 bilhões. O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, preside o CNS, mas não participou da reunião que aprovou a carta.

Mesmo com o corte, Padilha disse hoje que a pasta terá o maior orçamento da sua história. “Sabemos que a saúde precisa de mais recursos, mas, no papel de ministro, tenho que fazer mais com o que nós temos”, disse, ao participar, nesta quinta-feira, mais cedo, do programa Bom Dia, Ministro, produzido pela EBC Serviços em parceria com a Secretaria de Comunicação da Presidência da República.

Edição: Lana Cristina

Conselho Nacional de Saúde corte Orçamento PIB Saúde Saúde
Share on email Share on facebook Share on myspace Share on google Share on twitter Share on orkut | More Sharing ServicesCompartilhar
Fale com a Ouvidoria