domingo, 19 de maio de 2013

PERITO DO INSS ARRANJA CONCORRENTE NA CATEGORIA DE "MAIS ODIADOS", MAS DIFERENTEMENTE NÃO HÁ SERVIÇO DE PSICOLOGIA DISPONÍVEL NA AUTARQUIA

19/05/2013 - 02h30
CET oferece psicólogo a "marronzinhos" em casos de insultos e agressões na rua

CHICO FELITTI
DE SÃO PAULO

"Sendo da CET, você é mais xingado do que juiz de futebol. Um motorista nervoso é barulhento como uma arquibancada", diz o meio de campo Nenê. Ele disputou três Libertadores antes de pendurar as chuteiras e prestar concurso público para agente de trânsito da Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo. "Garanto que é uma profissão que causa mais raiva nos outros", diz o ex-jogador, que pede para não ter seu nome revelado.

Nenê não está sozinho. Relatos de desventuras formam engarrafamento quando se fala com alguns dos 1.590 marronzinhos paulistanos. "Desconfio que seja a profissão mais odiada da cidade", estima um outro agente, com 20 anos de carreira ("e de ofensas").

2 comentários:

Heltron Xavier disse...

Hoje mesmo já fomos elogiados publicamente

http://jus.com.br/forum/331512/perito-inss-gente-desumana-canalhasonde-estao-nossos-politicos/

Fernando Antônio disse...

Para toda perícia médica/INSS de ax1 deveria haver uma perícia psicológica e uma perícia da assistente social para ajudar no embasamento e análise técnica da perícia médica previdenciária.

Todo PP prolongado deveria ter uma perícia psicológica à cada 3/6 meses de B31/B 91 para acompanhamento psicológico adjacente ao acompanhamento médico-pericial previdenciário/INSS.