domingo, 2 de dezembro de 2012

TERCEIRIZAÇÃO: TUDO OU NADA

Não existe a menor possibilidade de convivência entre perícia própria e perícia terceirizada. São como óleo e água. O perito do quadro JULGA a incapacidade segundo os princípios que orientam o servidor público expressos no Art 37 da Constituição Federal. Importa o direito individual diante do interesse coletivo. Importa o cumprimento da Lei mais do que o interesse do requerente. Importa o bem público e o interesse de quem requer e o de quem não requer, mas contribui compulsóriamente para sustentar o sistema.
O médico terceirizado julga a mesma incapacidade sob a ótica assistencialista, o melhor interesse do cidadão que está na sua frente e que atende sem possibilidade de ser enquadrado em faltas administrativas, pois, simplesmente, não é servidor público. O médico terceirizado não representa o Estado e seus Valores, atua em ambiente privado e sem nenhuma garantia pessoal.
O médico perito de fato, servidor público, não pode ter suas decisões revogadas por médicos terceirizados, assim como não pode ter a missão de desfazer os erros cometidos pela visão assistencialista do perito terceirizado.
O fim da terceirização foi uma conquista da sociedade e da cidadania. Atividades públicas que julgam direitos dos cidadãos não podem ser delegadas a terceiros. Terceirizar perícias como se todos os médicos pudessem fazê-las da mesma forma é uma proposta irracional que demonstra total desconhecimento da realidade e da profissão médica. Ou se terceiriza geral, assumindo o imenso rombo financeiro inevitável ou não se terceiriza nada e se valoriza quem representa os interesses de toda a sociedade outorgados por uma carreira de Estado pra valer. Chega de lidarmos com amadorismos irresponsáveis e propostas mirabolantes que já provaram não terem possibilidade alguma de dar certo.

3 comentários:

Herbert disse...

Não tem nada de amadorismo. É um misto de querer aparecer, se permitir ser seduzido. Junto, outro misto de manipular, má-fé, oportunismo e coisas assim. Um se deixa seduzir e os outros, cada um com seu interesse, enfiam os dentes no bem público (que cada um sugue o que puder o mais rápido possível na orgia dos vampiros do bem público).

Alexander Kutassy disse...

Serio mesmo seria toda e qualquer representacao atual dos peritos alertar e registrar junto aa Procuradoria Federal o alerta e aviso preventivo de que a classe dos peritos previdenciarios NAO ACEITARA POSTERIORMENTE LIMPAR OUTRA VEZ A CHIQUEIRICE EM QUE TUDO SE TRANSFORMARA CONFIRME OS ANTECEDENTES E A HISTORIA JA PROVARAM ACONTECER.

aldofranklin disse...

Eduardo, vc é uma pessoa sensata!
Mas a gente ta no Brasil! O obvio seria essa mal formação, essa iatrogenia nao nascer! Mas quem está na Gestão, se quer que nasça, então nasce, mesmo a força! Agora so esqueceram de combinar com os Peritos da Casa, já treinados e tarimbados no riscado pois pegar um AX1 lixo, o Dr já pode preparar o banho de assento, pois é questão de dias o "Modelo de Formulário de Encaminhamento de AX1 com indícios de Irregularidade" ser posto em pratica! Vai ser bom pois a AGU e o Ministério Publico e o CRM vai ter bastante atividades, principalmente a AGU hehe.
Agora cá entre nós: que gente medíocre e limitada!