terça-feira, 4 de dezembro de 2012

PRESIDENTE, LEIA PARA NÃO REPETIR ERROS DO PASSADO - PARTE 4 - RELATÓRIO DO IPEA DE 2004 COMPROVA QUE DESCONTROLE DO AUXÍLIO-DOENÇA SE DEVEU À TERCEIRIZAÇÃO EM 2001.

Em 2004 o IPEA denunciou que as taxas "estonteantes" de crescimento no gasto e no volume de concessão do auxílio-doença observadas a partir de 2001 se deveu principalmente ao descontrole gerado pela terceirização das perícias promovida pela Diretoria Colegiada sob a batuta da gênia Patrícia Audi em setembro de 2001. O relatório trata apenas do auxílio-doença (B31). Vamos aos destqques, com grifo nosso:


"estonteante taxa de 24,0% ao ano" - Taxa de crescimento do auxílio-doença assustou pesquisadores do IPEA.


Em 1999 havia menos B31 que B91. O crescimento estava estável mas a partir de 2001 começa a explosão dos benefícios. Rapidamente o B31 ultrapassa e descola do B91, devido à ação dos credenciados sem homologação. Em 2004 (não está na tabela) eram 1.200.000 benefícios apenas B31, 300% superior a 2000.

A taxa de crescimento anual dos demais benefícios previdenciários manteve-se estável entre 2000 e 2003. Na mão de credenciados, o B31 explodiu a "estonteantes taxas" de 16,7%, 47,8% e 28,3 % ao ano!!


Texto do relatório que explora a facilidade do SABI em conceder x a falta de critério dos credenciados = Explosão de concessões indevidas.

Parte do relatório onde mais uma vez é citada a influência do arrocho na aposentadoria regular como uma das causas para o aumento da procura por benefícios por incapacidade. A junção da necessidade com a facilidade (credenciados) fez a festa da fraude por muitos anos. O INSS paga essa conta até hoje enquanto os mentores dessa tragédia posam de gestores em outros órgãos da federação.

Diante de tudo isso, se o INSS quiser terceirizar novamente a perícia, estará provado que não existe zelo com o bem público nem com a lei, cabendo à sociedade tomar as medidas necessárias contra essa improbidade.

Para ler o relatório completo, clique aqui.

2 comentários:

Paulo Taveira disse...

Caro Chico, faz -se necessário mandar esta matéria para o mesmo repórter do Globo que fez a matéria sobre a vontade/necessidade da administração federal de diminuir a aposentadoria por invalidez, recentemente publicada.

aldofranklin disse...

Chico, vc poderia ainda complementar esses alertas ao Presidente com o relatório do ministro do Tribunal de Contas da União, José Múcio Monteiro, emitido em 25 de abril e divulgado em 21 de agosto do corrente, elaborado por uma equipe de alto nível e que mostra os DESACERTOS DA PREVIDENCIA SOCIAL, nas áreas de arrecadação e benefícios. O sumário é enfático: Auditoria no sistema brasileiro de Previdência pública. Avaliação dos déficits, fonte de financiamento e equilíbrio atuarial dos regimes.
A PREVIDENCIA SOCIAL É MAL GERIDA, OS BENEFICIOS SÁO MAL GERIDOS, OS GESTORES SAO INCOMPETENTES E POR AI VAI...país é lixo!!