segunda-feira, 22 de abril de 2013

CONTO DA CAROCHINHA 2

Que fim teve??

ESCOLA DA ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO
EXTRATO DE ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA
Espécie: Acordo de Cooperação Técnica, Científica e Cultural que
entre si celebram a ESCOLA DA ADVOCACIA - GERAL DA
UNIÃO - MINISTRO VICTOR NUNES LEAL - EAGU, CNPJ Nº
26.994.558/0066-79 e a ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PERITOS
DA PREVIDÊNCIA SOCIAL - ANMP, CNPJ Nº 05.518.103/0001-
61. Objeto: Estabelece bases gerais a cooperação técnica, cientifica e
cultural e o intercâmbio de conhecimentos, informações e experiências entre a Escola da AGU e a ANMP, visando à formação, aperfeiçoamento e especialização técnica de recursos humanos, bem como
ao desenvolvimento institucional, mediante a implementação de
ações, programas, projetos e atividades complementares comum dos
partícipes. Vigência: 16/03/2011 à 15/03/2013. Data da assinatura:
16/03/2011. Assinam: Dr. Jefferson Carlos Carús Guedes - Diretor da
EAGU e Dr. Luiz Carlos de Teive e Argolo - Diretor-Presidente da
A N M P.

Mais um blá-blá-blá. Publicado no D.O.U de 01/04/2011 (dia da mentira), este acordo fez jus à data publicada. O então presidente da EAGU foi promovido depois para a vice-presidência jurídica dos Correios, foi pego na Operação Porto Seguro e responde por corrupção passiva. Belo exemplo.

O acordo durou 2 anos, venceu em março agora e o que foi feito? N-A-D-A. Letra morta.

4 comentários:

Heltron Xavier disse...

Esse foi inesquecível mesmo Chico.
É muita letra morta essa carreira.
Impressionante.
E a tal Carteira Funcional prometida??

O sistema de perícias montado pelo governo é barato e mantém a culpa da face anti-social do sistema sobre nós. É bom demais para o governo.
Um conhecimento aplicado do ultimo nível de ensino a preço de banana e que ainda é dublê do governo nas cenas em que ele apanha na cara.

Eu duvido que o sistema do Carneiro funcione. Duvido porque nao vai encontrar outra classe tão submissa com tanta responsabilidade e que trabalhe tanto. Duvide-ó-dó. Nem achará administrativo que queira implantar os atestados no sistema e nem assistente social para cessar beneficio de seu ninguém, é quase contra a profissão delas.

Francisco Cardoso disse...

Os Assistenets Sociais daqui já declararam que não topam em ter agendas de 18 segurados por dia para avaliação biopsicosocial.

Estão certas. Otários somos nós.

Airton Jr. disse...

Concordo com os otários somos nós...

Mas que vai ser deverás interessante observar o que os A.S. vão alegar quando, ao fazerem uma avaliação por hora para os B31, a fila explodir Brasil afora...

A INSSanidade nem tem número suficiente de A.S. para começar a pensar em fazer a tal perícia multidisciplinar...

Fernando Antônio disse...

O assistente social faz uma avaliação em cada 30 à 60 minutos.