sexta-feira, 29 de outubro de 2010

INSS FakeBook

O Colega Francisco Cardoso iniciou, despropositadamente, ainda no começo da semana o INSS FakeBook, que eu prometo aos leitores aperfeiçoar. É que todos os dias sem exceção dezenas de aproveitadores tenta enganar o perito do INSS. É verdade que ninguém gosta de ser investigado e ter a sua palavra desacreditada, mas vamos tentar mostrar um pouco do porquê a atividade de perito do INSS é muito perigosa e necessária. Muitos não entendem a função do Perito do INSS com palavras. Diz o ditado: "Um imagem vale mais que mil palavras". Veremos. Colocarei semanalmente um caso de fraude para que talvez a sociedade entenda da maneira mais realista possível o trabalho no consultório do INSS.

CASO SEMANAL NÚMERO 02
PATOLOGIA LOMBAR TIPO PROTUSÃO DISCAL EM MOTORISTA PROFISSIONAL.

Cena Real Parte 01
 "Segurado entra na sala gemente em alta voz. Arrastando-se pelas paredes. Relata que não pode mais andar, sentar ou fazer nada. Processo extenso. Benefício há mais de 3 anos. Leio o extenso processo. Leio o novo atestado médico por Dr. XXXXXXXX, como fizera em todos os outros, escreve que "o segurado queixa-se de dor lombar intensa". Sem novos fatos. Sem novos exames. Sem realizar tratamento. PROFISSÃO DO SEGURADO: MOTORISTA PROFISSIONAL categoria B."

Cena Real Parte 02
Sobre exame pericial:
Perito pede gentilmente que segurado suba na maca para exame. Segurado relata que não pode se mexer pois sente dores lancinates. Perito pede que se esforce e explica que é muito rapido. Ao deitar-se perito observa o detalhe da FOTO 1- CHAVES DO CARRO. "E o Senhor dirige?". "De jeito nenhum Doutor. Há anos!" "Ah! Se eu pudesse estaria trabalhando né". Perito pergunta diretamente pela chaves do automóvel. Arguído e sem alternativa declara que estaria apenas guardando a Chave pendurada para Seu filho, o dono do veículo, que o teria deixado na APS e fora andando resolver pendencias particulares no outro quarteirão rapidinho estaria de volta. "Tudo Bem Senhor" responde o perito (eu mesmo).


Perito pede que retire a camisa. Segurado retira e deixa cair, sem querer o documento do carro no nome de outra pessoa. "O senhor guarda o documento também?". "É sim. é que meu filho costuma perder as coisas." Perito libera segurado e, no meio da digitação das conclusões periciais, resolve dar uma olhada na Hall da APS. Para surpresa segurado deambula com firmeza  naturalidade.  Ele sai da APS.

Para surpresa do perito. Segurado deambula normalmente e livremente uns 200 metros até que entra numa KOMBI dirigindo e sai com sua esposa FOTO 3 Perito entra no seu carro e o segue FOTO 2. Até que subitamente e propositadamente o perito encosta ao lado e pergunta: "O Senhor ficou bom? Dirige bem viu;" Segurado apreensivo diz que tinha recebido uma ligação de urgente do seu filho que não poderia ir mais pega-lo de volta na APS... UM PROFISSIONAL DA MALANDRAGEM.


Até quando a previdencia aceitará ser vítima destes estelionatários. Até quando ninguém enxergará a necessidade de um serviço de investigação no INSS. Imoral. Espero que a sociedade se manifeste e procure organizar-se para impedir que casos assim sejam considerados "normais" ou propor uma solução porque as gargantas dos peritos estão secas e suas vozes roucas. Porque é isto o que acontece. Nada de nada.


Heltron Xavier
PERITO MÉDICO DO INSS

3 comentários:

Adrianus disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Adrianus disse...

Heltron, excelente iniciativa!
Entretanto, encaro como algo um tanto perigoso, pois envolve uma exposição adicional (ter que sair e registrar imagens e filmagens). Já somos demasiadamente expostos à violência no interior da APS.
Em 2007 em já vinha em franca campanha de denúncia desses fatos, tentando mostrar as verdadeiras faces desses requerentes fraudadores, simuladores imorais, espertalhões etc.
Lembro-me de, entre outras coisas, defender a idéia da criação de um Serviço de Inteligência e Investigação, como um setor auxiliar da Perícia Médica, visando à investigação de casos envolvendo requerentes suspeitos com condutas fraudulentas (que não são poucos)!
Todavia, estamos sozinhos nesta luta injusta. A autarquia não tem interesse na moralização, a "Justiça" não leva a sério o nosso trabalho, a imprensa só divulga mentiras, a sociedade cala-se diante dos absurdos...
Combater fraudes e quadrilhas não garante votos!
Talvez somente com a quebra (falência) do sistema previdenciário é que se resolva implementar alguma mudança positiva.
Porém temo até que, diante de um possível desmanche da Previdência em razão dos prejuízos gerados pelas fraudes e pela corrupção, alguns imbecis resolverão atribuir a culpa à Perícia Médica! É verdade... Afinal, tudo de ruim que ocorre no INSS é "culpa dos Peritos"!
Só o tempo para mostrar quem tinha razão...

Caio Suetonio Tranquilo disse...

Encaminhar ao MOB e registrar na história, para evitar extravios.Quem sabe acaba devolvendo o que tem recebido indevidamente?