segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Demissão Passional? -E quando todo mundo pensa que a poeira abaixou...

Dois pesos
Parlamentares saíram em defesa de Mauro Hauschild, demitido por Dilma Rousseff após se licenciar para fazer campanha política. Segundo eles, ministros como Aloizio Mercadante (Educação) e Fernando Pimentel (Desenvolvimento e Indústria) tiraram férias para reforçar suas bases eleitorais.

Última palavra
Eles alegam que a petista decidiu exonerar o então presidente do INSS, na semana passada, porque o seu ex-marido Carlos Araújo apoiava candidatos adversários aos de Hauschild no Rio Grande do Sul.
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/poder/73420-painel.shtml
PAINEL
VERA MAGALHÃES painel@uol.com.br

2 comentários:

aldofranklin disse...

Gente todo mundo faz campanha!
A Dilma só queria um pretexto! Quem deu uma força foi o Gabas, desafeto do Mauro, além do que a Gestão deixou muito a desejar pois ele escutou muito quem não devia e não ouviu quem deveria, dai a Instituição não evoluiu como deveria! Houve na verdade um retrocesso ancorado sobretudo pela evasão dos Peritos que sendo 8% dos trabalhadores fazem 70% do atendimento da demanda!

Paulo Taveira disse...

A mulher é uma ditadora! Tome-se o exemplo do que foi feito com o Código Florestal. Não entro no mérito, mas o Congresso aprovou de maneira a contrariá-la e ela editou um decreto lei! Ditadora!Imperatriz Dilmão!