sexta-feira, 16 de maio de 2014

CUBANADAS IMBECIS - A VIROSE "BACTERIANA"

Não preciso falar nada, apenas vejam o "atestado" da "médica". São esses os melhores médicos do mundo, Padilha? São esses os mais preparados, Dilma?



Tags #tasertinha #issoebrasil #projetomaismedicos #maisoumenosmedicos #vaitercopa #maseasaude  #vergonhaalheia #naomerepresenta #vaipadilha  #issoept

A pedidos: Colegas pedem para explicar o erro aos leigos. É simples, apesar da maioria dos leigos já terem descoberto: Vírus e Bactérias não são a mesma coisa. São formas de vida completamente distintas, apesar de ambas terem poder infeccioso sobre outros organismos mais complexos, como o nosso. O termo "virose", já batido, é uma forma simplista de se referir a um estado de doença causado por vírus, com sinais e sintomas clássicos que podem ou não também estar presentes em doenças bacterianas. Devido à enorme dificuldade em, na prática, se distinguir na fase aguda da doença o tipo de vírus causador, o termo "virose" ganhou fama e foi banalizado ao longo dos anos. Já as doenças bacterianas costumam ter alguns sinais próprios e são mais fáceis de se identificar laboratorialmente. Portanto, escrever "virose bacteriana" é uma contradição em termos. Só usaria tal termo quem nunca frequentou de fato uma Escola Médica. Essa é a denúncia - a pessoa que escreveu isso não é médica nem aqui nem na China.

Sobre possível fraude: Alguns acusam a imagem de ser forjada - não o é até onde checamos. Outros acusam de outra pessoa ter escrito "Virose bacteriana" e depois tirado a foto. Até onde vimos, a melhor das análises apontam para a mesma pessoa pelo padrão similar de grafia. Posteriormente, colegas que atenderam o caso entraram em contato com o blog confirmando a veracidade do documento.

56 comentários:

Aldo Mello disse...

É fácil pegar uma virose bacteriana. É só consumir uma coxa ou um peito de frango suíno sem lavar. Meu cachorro felino já teve duas dessas. Pena que o herbívoro petista que apoia estas barbaridades se trata no Sírio. É só petista para ter burrice equina legítima.

Eraldo Simões disse...

Observem que no corpo do atestafo há a informação de atendimento em serviço de emergência, o que nitidamente vai contra a lei que instituiu o "maus medicos..." cabe ação contra a prefeitura, secretário municipal de saúde toda a cadeia de comando desta falácia!

sergiotorrino disse...

Ademais atestados de afastamento são prerrogativas de médicos com registro funcional no CRM local,diploma registrado no MEC.Tenho minhas dúvidas pessoais que esta pessoa que assinou este documento seja mesmo de formação médica integral,face tamanha falta de conhecimento em microbiologia,uma das matérias do ensino básico da medicina,ao menos em todos os países que a fazem com qualidade.

forumaberto.com disse...

Ótima resposta! Ri demais aqui!

Lembrei até do meu amigo Aldo Resende Mello

sergioperito disse...

Este é sui generis, criou uma nova classe de microrganismo:virose bacteriana....salve ,deve ser publicada no "Nature" e demais revistas especializadas..............só rindo.

Ja disse...

Pensando aqui em "diagnósticos" dos médicos brasileiros que já vi nos meus 15 anos como enfermeira. #piadas

Saulo Porto disse...

A única virose bacteriana existente no país é o próprio PT (protozoário), que para serví-lo em seus propósitos eleitorais os "medicos" cubanos lhe servirão bem...

Ronaldo disse...

ohhh recalque ...

R. Schil. disse...

Bah, nem me fale. Como farmacêutico tbm já ouvi e vi cada história no balcão. Mas, aquela coisa, na hora de apontar o dedo, todo mundo vira um ser magnífico. Consciência meu povo, o fato eh que não ta fácil pra ninguém; principalmente pra saúde brasileira.

Milton Moulin Junior disse...

Fake ! Analisando as letras, a escrita de "virose bacteriana" não foi feita pela mesma pessoa que escreveu "quatro dias".
Na minha modesta opinião, esse documento foi adulterado.
Sou um crítico ferrenho desse governo incompetente e tenho ressalvas quanto ao Mais Médicos, mas não podemos ficar divulgando inverdades.

Ighenry disse...

Espero que a experiente "enfermeira médica" prove "diagnósticos" do gênero feita por médicos brasileiros. Que envie para o Blog os documentos. Até um estudante do ensino médio sabe distinguir vírus de bactéria, pelo menos aqui no Brasil.

Francisco Cardoso disse...

Não consigo ter essa clareza do colega Milton de que seriam letras diferentes, mas fica ai a dúvida.

Adrianus disse...

This is Banania. It's not a serious country... It'll never be!

Mauro disse...

Trabalhei muitos anos em tabelionato e posso dizer que duas pessoas escreveram nesse documento. As letras (s,o,t,a) não batem, sem falar que foram escritas com canetas diferentes. Médico recalcado q so batia o ponto e agora acabou a moleza fazendo adulteração, que coisa feia.

Aldo Mello disse...

A grafotécnica é uma ciência sem achismos. Não se baseia na semelhança das letras somente, mas em vários aspectos instintivos de cada pessoa escrever. Há os elementos básicos da grafia, que devem ser amplamente analisados, como o espaço onde se encontra a escrita, o movimento de dedos que faz mudar o traço gráfico, os traços descendentes, ascendentes, formas ovais e circulares (letras a, o, q, g), hastes, laçadas inferiores, bucles (letras que fazem uma espécie de laçada fechada na parte superior ou inferior), partes essenciais e partes secundárias ou acessórias. (ornamento da letra que não é necessária para sua identificação). Nas letras também são encontradas cinco tipos de zonas: zona inicial (ponto onde se inicia a letra), zona final (ponto onde se finaliza), zona superior (ponto mais alto da letra, onde também se inclui acentos e pontos), zona inferior (pontos mais baixos das letras ovais) e zona média (área central ocupada pelas vogais minúsculas e outras consoantes sem hastes e apêndices). A inclinação axial da letra, o movimento, a habilidade, as proporções, relações de altura, mínimos gráficos, o corte da letra “t”, as laçadas, a pressão, a inclinação em relação à linha-base, a descontinuidade do traçado, a velocidade, embelezamento, retraço e erros de ortografia são características individuais.

Portanto, vamos analisar: Ambas as letras são verticais (sem inclinações), a letra T é cortada acima da metade, com trave levemente curva com as pontas para baixo, iniciando sobre a metade da letra anterior e terminando além da letra posterior. A letra R é cônica, sem laço, com seu topo bastante afinado. A letra i nunca se conecta às demais letras ao ser escrita no meio da palavra (o escritor pontua a letra antes de seguir)com o ponto sempre à frente da letra i, retomando a escrita sem fazer a ligação das mesmas, o que não faz com a barra do T.

Quanto à tinta da caneta, você pode alegar que a data superior é diferente do escrito 04 quatro dias, que é diferente do Virose bacteriana. Isso se dá pela captação da luz pela câmera, e deve ser analisado com o documento em mãos.

Andressa disse...

Falou TUUUDOOO Mauro!!! Muito bom!!! hehehe

Aldo Mello disse...

Concluindo: Para os leigos, quem escreveu a palavra bacteriana foram três pessoas diferentes, pois o todos os três as são diferentes entre sí. Agora a segunda letra A de Bacteriana é extremamente semelhante ao A da palavra quatro (ovalado, levemente inclinada para direita, com a alça superior iniciando na metade da trave vertical da letra.
Outra característica do escritor é como ele deforma a letra anterior em favor da posterior (di, ose, ba)As astes verticais das letras b e d são cuvadas em direção do aro da letra.
Em suma, os detalhes das letras de todo o texto visível são convergentes para um mesmo escritor.

Aldo Mello disse...

Agora, legal mesmo é a data: 22/04/2014. Este "Paciente" emendou a semana santa com Tiradentes e ganhou mais 4 dias (ou seja fechou mais de uma semana) por virose bacteriana. Atestadite correndo solta!

Francisco Cardoso disse...

Ai Mauro e Andressa, o aldo ai acima destruiu vocês. Parabéns aldo.

Trabalhando Agora disse...

Caro amigo,quero lhe informar que existem medicos brasileiros, que comentem absurdos igual ou piores que esse mostrado .Agora pelo fatos de alguns médicos brasilerios errarem posso afirmar que a medicina brasileira não presta ? Paciência com seus comentários ....

jmn disse...

Quero ver se a opinião de ambas continuará a mesma quando chegarem os enfermeiros, farmaceuticos, odontologistas e demais profissinais da saúde estrangeiros. Caso não saibam a proposta para traze-los já foi devidamente aprovada e assinada no início desse mês.

Nilson Rezende disse...

Falsidade ideológica, adulteração de documento público.

Ju Sampaio disse...

Não tenho certeza se é, ou não, a mesma letra. Não sou perita para afirmar coisas assim, e acho absurdo quem faz isso, afirmar sandices sem conhecimento técnico da coisa. O que penso é que, por um, ou por outro aspecto, sendo incompetência médica, ou fraude de documento, ambos os casos são absurdos e mostram a falta de princípios e caráter das pessoas envolvidas... Se um médico não sabe a diferença entre vírus e bactérias, é gravíssimo. Esse médico simplesmente não está preparado adequadamente. Não é só porque é cubano que necessariamente é bom médico. Só que, se alguém rasura um documento para prejudicar outros, também é grave, pois a adulteração de documento público é Falsidade Ideológica. Sem "paixões ideológicas" defendendo este, ou aquele partido, tudo isso precisa é ser muito bem averiguado, INDEPENDENTE DE PARTIDARISMO. Agora dizer "médico brasileiro também faz", para "justificar" o absurdo é um argumento tão infantil... Por que um faz, o outro pode fazer? Passa a ser certo? Então, por essa lógica torta, pode-se sair por ai fazendo besteiras, porque outros também fazem? Falsidade ideológica é crime, sim. Se é um caso, deve ser punido.
Se o médico fez isso mesmo, deve ser afastado, independente de ser cubano, brasileiro, ou MARCIANO!

Francisco Cardoso disse...

Aos petistas: acabamos de confirmar a veracidade do documento com os médicos que atenderam o caso. #tásertinha #maisoumenosmedicos "maismedicosfail #sóemcuba

Valfernandes P.Coelho disse...

Sem comentário...é uma pobreza este pais...fato!

Kleber Gustavo Campos disse...

Os médicos brasileiros são maravilhosos. Muitos querem trabalhar em Roraima, Acre, Rondônia, interior nordestino... tenho desprezo por essa gentalha que não quer trabalhar e não quer que outros o façam. Deveriam se calar.

Francisco Cardoso disse...

Caro Kleber, em primeiro lugar gostaríamos que por coerência o senhor abandone seu plano de saúde privado e vá se tratar com os cubanos no SUS, já que a gentalha médica não presta.

Em segundo, SIM, milhares de médicos, eu incluso, querem ou quiseram trabalhar nesses Estados, por diversos motivos. Nenhum de nós ficou pelo mesmo motivo: Ser médico onde não tem luz, água, hospital, remédio e leitos hospitalares é risco de vida para a população e para o médico, sem falar do calote dos CANALHAS prefeitos locais, aos quais gentalhas como o senhor jamais levantaram o dedo.

Por fim, onde falta médico, também falta enfermeiro, advogado, engenheiro, policial, comida, luz, água, etc.

Mas um babaca jamais vai entender isso. Pois quando passa mal faz mimimi e a mamãe leva pro Sírio com o planinho de saúde.

profmarcelo disse...

A rigor o site perito.med.br parece não entender de infecções virais. Existem casos em que a infecciosidade da partícula viral é aumentada por proteases produzidas por bactérias. Neste caso chamamos este fenômeno de sinergismo microbiano, que poderia sim ser chamado de "Virose bacteriana". Como virologista fico feliz em saber que um médico cubano, não tão imbecil, possui esse conhecimento. Agora cabe aqui consultar o médico por este "laudo", só ele vai esclarecer essa dúvida. Mais pra mim ele foi feliz no termo! E não pode ser considerado imbecil.

Prof. Dr. Marcelo Moreno, Universidade Federal da Paraíba.

Francisco Cardoso disse...

É uma pena ver um professor universitário ter todo seu estudo científico obliterado por posições sectárias politico-partidárias que o levam a proferir insanidades como a acima escrita.

Jamais poderíamos chamar de "virose bacteriana" um caso de sinergismo bactéria-vírus pois como o próprio significado da palavra, esse sinergismo implicaria na ação combinada entre dois ou mais fatores que contribuem para o resultado final de um processo ou atuação.

Portanto, um sinergismo jamais seria restrito a uma entidade só, como um suposto "vírus-bactéria" e sim a DOIS OU MAIS fatores ou elementos, no caso vírus E bactéria.

Porém quando me refiro a uma "virose bacteriana", eu estou inferindo uma QUALIDADE ao substantivo "VIROSE", ou seja, estou dizendo que a "virose" (genericamente infecções virais) é do tipo/qualidade BACTERIANA, o que é mentira, pois um sinergismo vírus-bactéria vai ter elementos de bactéria, mas JAMAIS será uma bactéria pois para início de conversa teria então que virar um ser procarionte, o que a mera inserção de proteínas não faz o vírus virar.

Ou seja, bacteriana seria um adjetivo simples do substantivo, e é falso, pois o vírus não é bactéria, nem poderia ser, como o senhor bem sabe, ou deveria saber.

Como médico infectologista fico triste em saber que um professor universitário de virologia possa ser tão ruim em português, mas não vou te chamar de imbecil por causa disso. Você mesmo se auto-intitulou assim.

raquel disse...

Gente n foi escrito pela mesma pessoa, olhem as letras T, A, O e o pingo do I são completamente diferentes. Eu nçao concordo com certas coisas, mas isso é pura enganação e manipulação das pessoas. Poxa vamos ser honestos e procurar postar coisas que tenham veracidade. Olha a credibilidade!!!!!

Francisco Cardoso disse...

Foi escrito sim, Raquel. Leia a explicação do Aldo Melo e nós tivemos a confirmação dos médicos que viram o atestado. Pode ir no photoshop tentar ver se existe manipulação ou não, exceto o meu grifo.

Já que vc quer comparar letras, veja a segunda letra "a" de "bacteriana" com o "a" de "Quatro".

profmarcelo disse...

Prezado Dr. Francisco Cardoso,

pelo seu discurso percebo que o Sr. não permite que uma pessoa tenha uma opinião divergente. Minha opinião não procurou gerar hostilidades. Mas como professor de virologia posso e tenho o dever de mostrar aos meus alunos que eu, como virologista, aceito o termo "virose bacteriana" desde que haja uma contextualização. Por exemplo, o Sr. e seus colegas utilizam a expressão virose para os seus pacientes, quando eu altero para "interferose". Mas com todo respeito, já que o Sr. não foi respeitoso comigo, pelo menos seja com seus pacientes. Já estarei feliz com isso. Até porque posso um dia necessitar de seus serviços. Obrigado e um Bom Dia.

Dr. Alencar disse...

Prezados, respeito os comentarios contrarios, mas posso afirmar que os profissionais cubanos que digasse de passagem, estao prestando um grande favor a esse país, pois estao resgatando a dignidade da populacao pobre , que sempre foram abandonados por aqueles que se dizem supassumo do conhecimento medico científico, mas que na reladade sao mediucre em desenvolvimento humano, passam receita sem olhar para o paciente....,.Os medicos cubanos sao uns dos melhores do mundo, se nao fosse assim. Boa parte dos presidentes da amarica latina nao iriam tratar se lá. O lula so nao foi curar o cancer em cuba, por causa das criticas que iria sofrer....a meu ver oque aconteceu foi so um problema técnico na descricao do diagnostico, erro que acontecemem com qualquer pofissional, sou advogado e e de praxe advogados com abos de experiencia e fama errar o nome da peça, tanto e que o juiz constabtemente manda emendar a,inicial....entao caros amigos, vamos deixar os nossos anjos cubanos trabalharem, e nao vamos ficar nos importando com bobagem..,o brasil esta cheio de problemas sérios pra nos resolvermos, como a divida interna brasileira que está em 2,2 trilhoesmde reais..um abraco a todos!,,

godofredostudent disse...

lamentavelmente foi confirmado sim, e a medica foi instruida a nao falar nada sobre isso... Ainda estam querendo trocar De posto
.. Essa é a realidade das coisas..
.

Heltron Xavier disse...

Dr.Francisco Cardoso, é Infectologia com Doutorado... Para quem não sabe...

prverika disse...

Lamentável o corporativismo médico brasilenho, e sem dúvida, as grafias do laudo em questão são distintas. Médicos brasileiros não são ruins, são péssimos profissionais, como cortar perna sã e deixar perna doente no local, como confundir patologias e querer operar apêndice no caso de problemas do fígado, ou atender um caso de estupro infantil e dizer que não é nada, ou confundir problemas pulmonares gravíssimos como gripe corriqueira, e tantas outras aberrações que estes decrépitos profissionais cometem, que eu mesma conseguiria preencher os espaços de uma lista telefônica, só de erros. E para quem não sabe DOUTOR é titulo para quem faz DOUTORADO, médico é simplesmente md., os decrépitos já foram bons um dia, a décadas que vemos um monte de pessoas desinformadas e sem conhecimento da profissão assumindo este posto, mas o corporativismo CRM, não toma providencias de forma alguma, e os poucos excelentes profissionais médicos que ainda existem querem mais é não tomarem partido, Brasil pais de ninguém, onde a ignorância grita enquanto a sabedoria, inteligência e cultura estão fora.

Sara Alvarenga disse...

Existe um provérbio italiano que diz que nem mesmo a pessoa mais inteligente e genial do mundo consegue fazer um cretino entender que ele (ou ela ) é um cretino.Por mais lúcido e inteligente que seja um argumento ,continuará a ser IMPOSSÍVEL demonstrar a um imbecil o quanto é imbecil.
Por isso não adianta tentar um diálogo com pessoas como Trabalhando agora,Mauro,Andressa,Kleber Gustavo e etc...Quem consegue demonstrar a um imbecil o quanto é imbecil?Ninguém né??pois é...
"Nessuno è mai abbastanza intelligente per dimostrare a un cretino che è un cretino"

Heltron Xavier disse...

prverika é poderosa mesmo. "Sem dúvidas as grafias são distintas". Infelizmente a desmoralização faz parte do currículo do qualquer sabe-tudo. A própria cubana já reconheceu que foi ela quem escreveu quando perguntada com testemunhas. E também é uma hipócrita covarde. Trata por médicos brasileiros e todos os seus parentes corre para os braços deles. E os melhores e mais caros. Para completar a tamanha imbecilidade desta comentadora, o denunciante autor da postagem é médico e tem DOUTORADO, sim aquele mesmo que se deve chamar de Doutor. Então para ela é Dr.Francisco Cardoso. Só falta ela ter tentado vestibular para medicina e ser uma recalcada e complexada. Pensa que sabe-tudo, mas sabe-nada. Obviamente só pode ser petista para ser tão imbecil.

Aldo Mello disse...

Senhores, por favor. Não se discute com louco, pois sua ideia fantástica e absurda é irrefutável, mesmo à vista da razão. Não se discute com petista pois sua ideologia é tão absurda quanto ao do mais afetado esquizofrênico. Por mais que cientificamente se prove que o documento não foi adulterado, a sanha irracional do comunismo mais fétido impede o mínimo de lucidez. É justificável que curiosos pratiquem medicina, cometam aberrações, destronem quem verdadeiramente estuda e se dedica, pois a causa sanguinária urge sempre o ódio, a sedição, a separação e a difamação de tudo que lhe opõe. Nenhum argumento, por mais nítido, líquido e certo supera a irracionalidade de um comunista. A história prova como este tipo de gente age. São milhões de cadáveres. E estes são os mais felizes, pois os sobreviventes padecem eterna escravidão e alienação da dignidade humana. Apenas seus algozes são os que gozam de uma benesse rara que este modelo de governo vil pode gerar.
Assim, é estéril qualquer argumentação, pois todo louco é irredutível de seu pensamento fantasioso.

Sara Alvarenga disse...

Concordo com Aldo,mas tenho de defender o louco.O louco é doente,deve ser tratado,nunca comparado a um imbecil politicamente mal instrumentalizado.O louco doente não pode ser comparado a um petista.O petista não é louco,não é doente,é imbecil ,cretino.E como ninguém NUNCA é inteligente o sufuciente para fazer um cretino entender que é um cretino...Não se argumenta com gente imbecil como essa Prverika.É cretina,imbecil,deficiente,e morta de inveja de qualquer médico brasileiro porque não teve competência pra passar no vestibular de medicina.E morta de inveja por não ter conseguido nem um diplominha,tanto menos um doutorado.
Pior que um cretino é um cretino invejoso.
Dica:prverica,se vc tiver um pouquinho de dinheiro,vc pode comprar um diploma médico pra vc.Na Bolivia,Paraguai,até no Brasil.O mundo está cheio de Pseudo faculdade de medicina.Se vc não for morta de fome,pode comprar até na Rússia,que agora virou moda "fazer medicina na Rússia".Sem vestibular,claro.Custa um pouquinho mais,mas é chique...hahaha
Nessuno è mai abbastanza intelligente per dimostrare a un cretino che è un cretino.

jose souza disse...

parece que estamos vivendo num país de analfabetos, se bem que o ex predidente Lula e a atual Dilma são

Marreiro disse...

Mas que recalque, hein? Nunca vi bicho mais vaidoso do que médico. Eu, quando tinha plano de saúde, fui no Hospital Monte Klinikum, o Sírio Libanês da minha cidade e passei por dois médicos na transição de plantões. Com uma dor desgraçada nas costas não conseguia nem respirar e chorava de dor.
Resultado: um diagnosticou embolia pulmonar e queria me internar mas na hora de trocar o plantão acabou que o outro médico suspendeu a internação porque diagnosticou pneumonia. Gastei R$ 200.00 em remédios em uma "pneumonia" sem tosse, febre ou secreção. No dia seguinte fui num pneumologista que me receitou salonpas pois nao passava de uma lombalgia.

Erros existem em todos lugares, principalmente numa profissão em que muitos são donos da verdade e não tem humildade para respeitar a opinião dos colegas e profissão.

Daniela Cavalcante disse...

Concordo com vc! Os cubanos estão sendo apedrejados como se fossem invasores da medicina brasileira. Eles aderiram a um programa que inclusive foi aberto aos brasileiros tbm. Sinto muito por tanto pensamento mesquinho. Eu mesma já sofri um diagnóstico errado dado por uma medica daqui. Vergonhosa essa conduta brasileira de viver buscando erros cubanos para postar em redes sociais, não vêem o quanto ajudam tbm essa vinda deles ao brasil.

Amanda M disse...

Discriminação com médicos cubanos, não!
Discriminação com qualquer profissional que não precise fazer uma prova para validar o seu diploma antes de exercer sua profissão em outro país.

Sara Alvarenga disse...

É cada uma qua aparece ,que vou te contar..O que não falta é um imbecil tentando a todo custo desmoralizar a classe médica.
No Hospital Monte Klinikun ,em Fortaleza,se algum colega suspeitasse de TEP ,com certeza teria pedido o D dímero e uma TC.Não ficaria na base de achismos" oh,acho que é uma TEP,mas apesar de poder pedir um D-dímero e uma TC ,não vou pedir,pq quero que um deficiente venha falar horrores de mim depois".Nenhum médico faria isso tendo recursos à disposicão.Faca me o favor...
O pior que pode ter acontecido é uma suspeita diagnóstica,e não um diagnóstico,de TEP,que depois ( feito D dímero,TC,etc e etc..) não se confirmou.Se é que a história é verdadeira( e se for,está mal contada).
E quanto ao Salonpas,não precisa de nenhum pneumologista prescrever,o RATINHO e a jogadora Virna já fazem isso...Indicam Salonpas na TV pra qualquer um que quiser ver e comprar.
Faca me o favor...
E ainda tem gente que acredita nessas pessoas imbecis que somente querem desmoralizar a classe médica( por inveja,aposto que é mais um que não conseguiu passar no vestibular pra medicina).

Ighenry disse...

Ninguém é contra a vinda dos cubanos, mas contra a forma como foi feita essa vinda (sem revalidação, como trabalho escravo, etc) e contra a intenção real do programa (eleição para governador, reeleição da presidência, etc). O tempo já vem mostrando a demagogia e a ineficácia do programa no SUS.

Paulo Castro disse...

Seria bom que todos dissessem a qual profissão se dedicam, pois tenho a impressão que somente médicos é que cometem erros, que as demais profissões são imunes a eles! Hoje mesmo, um dos ministros do STF revogou parte da liminar que ele havia dado ontem, a qual mandava soltar todo mundo preso para operação. Agora, pensem bem nesse caso: todos elementos estavam ali, já se sabia do grau de periculosidade de cada elemento, que muitos se fossem soltos destruiriam provas etc. Imagine o caso de um plantonista que tem poucos minutos para tomar uma decisão que pode ser a diferença entre a vida e a morte. A chance de erro não é bem maior? Infelizmente existem péssimas faculdades no Brasil, não apenas de Medicina, mas de muitas outras profissões (como atesta o exam da OAB, por exemplo) e infelzimente erros grosseiros continuarão a ocorrer. Deveria o MEC fiscalizar melhor, os Conselhos aferir os conhecimentos básicos para o exercício da profissão etc. Quanto ao médicos cubanos, vale lembrar que vivem em uma ditadura e muitos não tem escolha, foram obrigados a vir para cá! Apontam os médicos como mercenários e tal, mas muitos desses críticos sairam dessas cidades em busca de uma vida melhor. Posso chamá-los de mercenários também? Quem teve problemas com médicos brasileiros deveria ficar tranquilo, pois ainda poderá processá-los, coisa que não pode fazer com os cubanos! Quem diz que a medicina cubana é avançadissima poderia me informar onde obteve essa informação? Não consigo achar nem o curriculum dos curos de Medicina de Cuba...

Geyson disse...

100% dos que apoiam esta medida paliativa e populista são Médicos formados em Cuba, possuem parente se formando ( filh@, espos@, irmão, namord@...) ou são militantes da QUADRILHA, ou trabalham nas prefeituras e estão do lado da quadrilha, ou são outros profissionais frustrados por não formarem-se em medicina.
Fora isto não existe apoio a estes "médicos" que prescrevem doses 100% acima do normal e levam pacientes para o CTI.

Geyson disse...

Típico de profissional frustrado. Ficam procurando qualquer notícia contra médicos para poder se sentirem um pouco realizados. Triste.

Sara Alvarenga disse...

Paulo,é simples.Quem diz que a medicina de Cuba é avancadissima,nunca botou os pés em Cuba,não conhece nada de Cuba,e desconhece totalmente o que é medicina,principalmente medicina bem feita.
Mas gente ignorante que repete o que ouviu sem nem saber pq existe aos montes.O Brasil é cheio de deficientes,imbecis,politicamente " de esquerda" ,mas vivendo em mansões no Morumbi,passando feriados em Paris,andando de helicoptero,e fazendo compras nos Jardins.É fácil defender a medicina cubana se quando passam mal vão pro Sirio Libanes ou pro HAE.

edu500ac disse...

Não quero defender os médicos cubanos, pois sei como a formação em Cuba é fraca. Mas já vi, frequentemente, médicos brasileiros fazerem comentários parecidos. Meu filho, que é médico, faz musculação com um certo fanatismo e, por isso, tem o físico avantajado. Um médico conhecido, ao ver meu filho que ele tinha conhecido apenas na infância, ficou admirado com o físico do rapaz e disse: "Espero que você não tenha tomado complementos para ficar musculoso assim". Meu filho lhe disse que, como era vegetariano, precisava sim de tomar complementos, caso contrário não poderia adquirir massa muscular. O médico respondeu na lata: "Complementos tudo bem; estou falando de aminoácidos. Espero que você não consuma aminoácidos. Isso é perigosíssimo." Poderia dar outros exemplos, mas esse basta.

edu500ac disse...

A propósito desse médico cubano. Conforme disse em postagem anterior, médicos brasileiros também cometem tais erros. Mas sabemos que, frequentemente, são processados e punidos. Infelizmente, não há nenhum órgão regulador para julgar os médicos cubanos. O governo do PT criou uma situação sui generis, em que os médicos cubanos não são fiscalizados. Em tese, os CRMs deveriam estar fazendo a fiscalização, mas sabemos que as pressões políticas não criam um ambiente propício para isso.

Alianco Por La Freŝa Vetero disse...

http://boatos.org/saude/boato-medica-cubana-faz-diagnostico-de-virose-bacteriana-amapa.html

Em termos de explicação, o site perito.med.br está correto. Realmente, é impossível uma pessoa ter uma virose bacteriana. Mas será realmente que a médica cubana escreveu isso no receituário médico?

Tentamos procurar na internet algo sobre o assunto e sobre a médica. De fato, a médica citada no atestado médico trabalha em Calçoene e faz parte do Programa Mais Médicos. Ligamos na Prefeitura da cidade e conversamos com a Secretaria de Saúde. De acordo com informações que nos foram repassadas, o atestado realmente existiu. Mas ainda está sendo averiguado se o documento não foi fraudado.

É aí que está o furo da bala. Em uma análise da parte em que a palavra “virose bacteriana” foi escrita, nota-se, primeiramente, que a cor da caneta não é a mesma do receituário médico. Além disso, é possível perceber diferenças na grafia das letras “T”, “A”, “I” e, principalmente, a letra “S”. Fica claro que não foi a mesma pessoa que escreveu os trechos das palavras “Quatro Dias” e “Virose Bacteriana”. E a própria Secretaria de Saúde aponta que o caso é estranho.

Aldo Mello disse...

Vou repetir para quem não sabe ler: Está postado logo acima:

A grafotécnica é uma ciência sem achismos. Não se baseia na semelhança de letras somente, mas em vários aspectos instintivos de cada pessoa escrever. Há os elementos básicos da grafia, que devem ser analisados: espaço onde se encontra a escrita, movimento de dedos, os traços descendentes, ascendentes, formas ovais e circulares (letras a, o, q, g), hastes, laçadas inferiores. (ornamento da letra que não é necessária para sua identificação). Nas letras também são encontradas cinco tipos de zonas: zona inicial (ponto onde se inicia a letra), etc, etc, etc.

Quanto à tinta da caneta, você pode alegar que a data superior é diferente do escrito 04 quatro dias, que é diferente do Virose bacteriana. Isso se dá pela captação da luz pela câmera, e somente pode ser analisado com o documento em mãos.

Repetindo, (para evitar ter que desenhar): Para os LEIGOS, quem escreveu a palavra bacteriana foram três pessoas diferentes, pois o todos os três "as" são diferentes entre sí. Agora a segunda letra A de Bacteriana é extremamente semelhante ao A da palavra quatro (ovalado, levemente inclinada para direita, com a alça superior iniciando na metade da trave vertical da letra.
Outra característica do escritor é como ele deforma a letra anterior em favor da posterior (di, ose, ba)As astes verticais das letras b e d são cuvadas em direção do aro da letra.
Em suma, os detalhes das letras de todo o texto visível são convergentes para um mesmo escritor. Ambas as letras são verticais (sem inclinações), a letra T é cortada acima da metade, com trave levemente curva com as pontas para baixo, iniciando sobre a metade da letra anterior e terminando além da letra posterior. A letra R é cônica, sem laço, com seu topo bastante afinado. A letra i nunca se conecta às demais letras ao ser escrita no meio da palavra (o escritor pontua a letra antes de seguir)com o ponto sempre à frente da letra i, retomando a escrita sem fazer a ligação das mesmas, o que não faz com a barra do T.
ATENÇÃO: Quando duas assinaturas ou letras são exatamente iguais tenha certeza absoluta que uma desas é falsa e a outra é a matriz que serviu de molde para a falsificação.

ESTUDEM ANTES DE FALAREM IDIOTICES!

Sussurro disse...

"E aqueles que foram vistos dançando foram julgados insanos por aqueles que não podiam escutar a música" (Nietzsche)

Eu que já fui cara-pintada, cantando "Lulalá", me pergunto: como pude cometer tamanha sandice?

Escutando outra música hoje, percebo que a última intenção desse programa foi ajudar o povão.

Um médico escreveu o livro "Ponerologia: Psicopatas no Poder", e este cai como uma luva para o momento atual.

O que esse partido podre quer mesmo é ver brasileiro recalcado com raivinha de médico. O que esses doentes egoístas querem e fomentar uma luta de classes absurda e com consequências imprevisíveis.

Eu não caio nessa. Tô fora. Quero é discutir fatos sem paixonites ideológicas, buscando o que essa corja deveria primar: o bem comum.

Vinicius de Freitas disse...

Fui ao médico sabado e recebi o mesmo diagnóstico.

O médico é brasileiro, e mal me examinou.