quarta-feira, 14 de maio de 2014

PARALISAÇÃO DOS PERITOS DE SALVADOR FOI UM SUCESSO DE PÚBLICO E DE MÍDIA

Foi um completo sucesso a paralisação dos peritos médicos de Salvador na data de hoje. Além do sucesso de público, foi sucesso de mídia e mostrou aos peritos do Brasil caminho a ser seguido pela categoria doravante.

O movimento foi apoiado pela FENAM, SINDIMED-BA, SNPM (Sindicato dos Peritos) e lotou o auditório central da Gerência Executiva do INSS em Salvador. Todos falaram em defesa das condições de trabalho e da carreira digna que o INSS nos nega há anos. O perito.med apoiou o movimento desde o início.

Aparentemente com medo do cocô no ventilador e da falta de sabão e de papel higiênico, a ANMP não compareceu ao evento. Em um determinado momento um perito pediu a palavra para passar uma mensagem do presidente da referida entidade o auditório desabou em vaias. A mensagem não foi passada mas o recado dos peritos foi claro.

Auditório da GEx INSS em Salvador lotado - Peritos protestam contra a inssanidade e a rotina do absurdo.

Alguns links de repercussão:

 
 
 
 
 
 
 
Até o "Cidade Alerta" local em Salvador defendeu o movimento dos peritos, tamanha unanimidade e torno do combate ao caos que virou a Gerência Executiva de Salvador, aliás, todo o Nordeste sob a maravilhosa (indi)gestão do atual Superintendente João Maria.
   
Peritos sendo entrevistados pela Rede Globo
 
O Gerente-Executivo fez um discurso pra lá de surreal falando em "novas agências" e quando foi criticado sobre o modelo e o processo de trabalho, teve que reconhecer que as críticas eram válidas.
 
 video
Vídeo captado durante as falas no protesto.
 
O movimento de Salvador na data de hoje entra para a história como modelo de organização a ser seguido. Foi impecável do início ao fim, com ampla adesão dos peritos e maciça presença da mídia, com apoio popular e sem que o INSS nada pudesse fazer a não ser ouvir e quem sabe, aprender com isso.
 
Apesar do abominável boicote da ANMP, o movimento cumpriu seu papel e outros similares deveriam se espalhar país afora para mostrar ao governo que não se pode continuar tratando uma categoria tão importante à nação de forma tão bossal e hedionda como estamos sendo tratados há anos pela autarquia inssana.
 
Vejam mais fotos:
 





 

Um comentário:

Gustavo M. Mendes de Tarso disse...

Há muito tempo que eu digo. SÓ VAI NA GREVE E PRONTO.