quarta-feira, 24 de outubro de 2012

PROFISSÃO PERITO

Acusada de esfaquear médico do INSS vai a júri popular em Santos

Ana Cristina usou uma faca de cozinha para tentar matar o médico-perito.
Crime aconteceu em 21 de março de 2007.

Do G1 Santos



A autônoma Ana Cristina do Nascimento Paim, acusada de tentar matar a facadas o médico-perito do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), vai a júri popular nesta quarta-feira (24) em Santos, no litoral de São Paulo. O crime aconteceu em 21 de março de 2007.

O julgamento vai acontecer no prédio da Justiça Federal, a partir das 9h. O médico-perito Gustavo Almeida foi atacado enquanto trabalhava em um consultório da agência do INSS no bairro Aparecida por Ana Cristina com uma faca de cozinha. A ré teria tentado cometer o crime pois recebeu alta depois de quase quatro anos afastada por transtornos mentais.

O procurador da República Antonio Morimoto Júnior vai sustentar a tese de que Ana Cristina cometeu uma tentativa de homicídio duplamente qualificada por motivo torpe e pelo emprego de meio cruel. Caso a ré seja condenada, ela pode pegar uma pena de 4 a 20 anos de reclusão.

A acusada, de 49 anos, aguarda o julgamento em liberdade. A ré é formada em Administração de Empresa e é ex-funcionária da antiga Companhia Siderúrgica Paulista (Cosipa), empresa que trabalhou por 17 anos.

Crime 
A tentativa de homicídio aconteceu em março de 2007. Ana Cristina foi autuada em flagrante, depois de esfaquear cinco vezes o médico-perito na perna e no pé. Segundo a polícia, o crime foi cometido porque a vítima teria confirmado a alta médica para a acusada, fato que suspenderia o benefício de mais de R$ 2 mil que ela recebia há três anos, por causa de transtornos mentais. Antes disso, a segurada teve o beneficiado renovado por cinco vezes.


Vejam vídeo e matéria:
http://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/2012/10/acusada-de-esfaquear-medico-do-inss-vai-juri-popular-em-santos.html

Sobre o caso:
Médico do INSS é esfaqueado por mulher em Santos
Funcionária atingiu médico que tinha lhe negado renovação da licença médica
Mulher que esfaqueou perito do INSS responderá por crime hediondo
Ana Cristina do Nascimento Paim deve permanecer em prisão domiciliar até a data do julgamento
Mais detalhes
http://peritomed.files.wordpress.com/2012/08/negada-a-absolvic3a7c3a3o-sumc3a1ria.pdf

5 comentários:

Heltron Xavier disse...

Certamente a ANMP vai comparecer e fazer panfletagem e protestos lá em Santos porque foi perito em atividade.

Brincadeirinha claro. Acho que nem sequer sabem.

Heltron Xavier disse...

O Estado Babá mais uma vez entrará em ação. Agressor, assassino, estuprador, maconheiro viram todos vítimas do "social". Desesperados que apenas queriam um meio de viver.

Eduardo Henrique Almeida disse...

Bem fez a Justiça que reconheceu a punibilidade da agressora. Estive em Santos e visitei o Dr Gustavo no Hospital. Não me lembro de qualquer fundamento para que o quadro psíquico seja visto como alienante. Esta linha de defesa foi esgotada, agora é encarar o Juri Popular.

Heltron Xavier disse...

Este caso deveria ser acompanhado de perto Eduardo pelo próprio INSS. Aliás semelhante ao caso do colega Pignone em Viamão com reparação de danos pelo próprio INSS que é o grande culpado por expor o Perito a este tipo de risco óbvio da profissão.

Eduardo Henrique Almeida disse...

A propósito, Heltron, na referida visita a Santos, observei faixas do sindisprev afixados na agência, atacando a Alta Programada. Guardei fotos.