segunda-feira, 29 de outubro de 2012

QUE TERRA ESTRANHA ESSA NOSSA...

Engraçado, nesse país todos acham estranho um perito periciar alguém, todos acham estranho um perito questionar ou perguntar algo, acham estranho até quando um perito pede para uma pessoa se identificar com um documento oficial com foto atual, acham tudo uma ofensa.

Mas ninguém abre a boca quando lê nos jornais que um Secretário de Saúde que era médico público do Corpo de Bombeiros esteja morando num DUPLEX na Lagoa, Rio de Janeiro, um dos 50 endereços mais caros do planeta, cujo valor (apenas do imóvel) não sai por menos de 12 milhões de reais.

E ninguém acha estranho que esse Secretário, ao ver um princípio de incêndio na sua "adega climatizada", sendo ele mesmo um ex-bombeiro médico, ao invés de seguir o que os próprios bombeiros tentam fazer, ficou dentro do apartamento tentando "apagar o fogo" sendo quase engolido pelas chamas.

E ninguém achou estranho quando, ao ser resgatado, o SAMU o levou direto ao hospital particular mais badalado da cidade e não ao público mais próximo, como manda a norma.

E mais ainda, ninguém achou estranho o próprio Secretário de Saúde, que é um dos chefes da gangue dos guardanapos, preferir usar a rede privada à rede pública que ELE comanda. Se nem ele confia, imagina o que deve ser. Mas ninguém acha estranho.

Mas vá pedir pra pessoa se identificar. Ah, isso sim é estranho nessa terra estranha chamada Brasil.

Abaixo, a notícia do Jornal EXTRA (RJ)

"Fogo destrói imóvel de secretário de SaúdeBombeiros foram acionados para combater o incêndio em cobertura de prédio na Lagoa Foto: Fernando Quevedo / O Globo
Athos Moura,Maria Elisa Alves - O Globo


RIO — Um incêndio destruiu a cobertura do secretário estadual de Saúde e Defesa Civil, Sérgio Côrtes, na Avenida Borges de Medeiros, na Lagoa, na madrugada desta sexta-feira. O fogo teria começado numa adega climatizada e foi inicialmente combatido pelo próprio secretário, que já foi médico do Corpo de Bombeiros. Ele retirou os filhos de casa e tentou controlar as chamas com extintores. Côrtes sofreu um corte na perna direita, o que fez com que perdesse muito sangue, e foi retirado do apartamento desacordado devido à quantidade de fumaça que inalou.

O secretário de Saúde foi levado pelos bombeiros para um hospital particular, e não para a unidade pública mais próxima, como acontece em todos os socorros feitos pelo Samu. O Corpo de Bombeiros admitiu a exceção e explicou, em nota, que Côrtes, com plano de saúde, já tinha seu médico à espera no Hospital Samaritano, em Botafogo. “A família optou pela transferência para esta unidade para que ele não ocupasse um leito desnecessariamente”, diz a nota.

Ainda internado

Côrtes passou esta sexta-feira em observação. Segundo o boletim médico divulgado pelo Samaritano, ele está internado da Unidade Intermediária (UI), respira sem a ajuda de aparelhos e está lúcido. Côrtes tem dificuldades para falar por causa da fumaça inalada. Ainda não há previsão de alta.

Seis carros do Corpo de Bombeiros, de quatro quartéis, foram para o local. Um trecho da Avenida Borges de Medeiros teve que ser interditado. De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Sérgio Simões, que esteve no local do incêndio e no hospital, o fogo começou no segundo andar do duplex. Bombeiros que atuaram no combate às chamas disseram que a atuação de Côrtes impediu que o fogo se alastrasse para os apartamentos vizinhos.

De acordo com o delegado Fábio Barucke, titular da 15ª DP (Gávea), o caso foi registrado como incêndio. Foi realizada perícia no imóvel e o delegado aguarda o resultado dos laudos para apontar as causas do incêndio.

Bombeiros fizeram perícia

O Corpo de Bombeiros também realizou uma perícia na cobertura. Segundo a corporação, embora caiba à Polícia Civil esse tipo de trabalho, a Lei de Organização do Corpo de Bombeiros Militar do Rio de Janeiro permite que a perícia seja realizada pelos militares em casos em que o incêndio atinge proporções “fora do esperado”. No caso da cobertura, um curto-circuito numa adega poderia, normalmente, ser facilmente controlado. Como isso não ocorreu, os bombeiros fizeram a perícia própria para, segundo nota da corporação “estudar/avaliar a causa da anormalidade das proporções deste incêndio, para preparar e aperfeiçoar metodologias de combate”. Os bombeiros levaram uma parte do compressor da adega e garantiram que isso não atrapalhará a perícia da Polícia Civil.

Em nota, o secretário de Saúde agradeceu o trabalho do Corpo de Bombeiros e disse que procurou utilizar seus conhecimentos como ex-integrante da corporação para impedir que o incêndio se alastrasse. Ele reforçou que a população não deve fazer o mesmo, e sim aguardar em lugar seguro a chegada do resgate."

Um comentário:

Heltron Xavier disse...

E por falar em incêndio, ninguém ganha do INSS.


Incêndio atinge prédio do INSS no município de Candeias, na Bahia
Uma sala, armários, papéis e computadores foram destruídos pelo fogo. Chamas foram contidas pelo Corpo de Bombeiros por volta de 1h.
29/10/2012 09h09 - Atualizado em 29/10/2012 09h12
Do G1 BA
O prédio onde funciona o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no município de Candeias, região metropolitana de Salvador, foi atingido por um incêndio por volta das 22h de domingo (28), segundo informações do Corpo de Bombeiros.

O edifício fica na rua Teotônio Vilela, no bairro Malembá, e teve uma sala, além de armários, papéis e computadores destruídos pelo fogo. As chamas foram contidas pelo Corpo de Bombeiros por volta de 1h. Não há informações sobre o que causou o incêndio, nem sobre feridos.

http://m.g1.globo.com/bahia/noticia/2012/10/incendio-atinge-predio-do-inss-no-municipio-de-candeias-na-bahia.html