domingo, 21 de outubro de 2012

GARIBALDI X GABAS

Fizemos uma fotonovela fictícia neste blog onde contávamos a história da queda de um presidente do INSS, mas pelo visto a ficção não está muito longe da realidade....

"Jornal O GLOBO 21/10/2012

Garibaldi x Gabas
A relação entre o ministro Garibaldi Alves (Previdência) e seu secretário-executivo, Carlos Gabas, que já não era das melhores, azedou de vez. Garibaldi não gostou da atitude de Gabas, que sem consultá-lo, se reuniu com a ministra Gleisi Hoffmann (Casa Civil) para reclamar do trabalho de Mauro Luciano Hauschild, que acabou demitido da presidência do INSS.


Nota do BLOG: Bom, cansamos de avisar isso. O ex-presidente do INSS não ouviu porque não quis. Se tivesse ouvido mais os médicos, ainda estaria no cargo e com força.

Para lembrar:




7 comentários:

Heltron Xavier disse...

CaGabas fritou mesmo Hauschild sem piedade como imaginávamos e como a mídia vinha alertando há meses. Trairarem de profissional. Advinha quem avisou sobre a viagem do Hauschild a Lajeado? E quem pediu providencias? Alias não duvido que tenha até sido ele mesmo quem liberou e autorizou Hauschild a ir.

Francisco Cardoso disse...

http://www.perito.med.br/2012/10/fotonovela-inssana-como-fritar-um.html

Heltron Xavier disse...

Abortagem
Há suspeita em Brasília de que o presidente do INSS, Mauro Hauschild, foi defenestrado por perseguição interna do PMDB. Nome técnico aprovado pela própria Dilma Rousseff – foi procurador por 18 anos do INSS – tinha boa avaliação até se licenciar para ajudar em campanhas no Sul. Ele sonhava, claro, com o Senado.

Bode

Mauro serviu de Bode Expiatório e exemplo da presidente para punições. O caso acendeu a luz vermelha em Brasília. É que outros nomes importantes na Esplanada tiraram férias ou licenças para ajudar prefeitos no pleito.

Fonte: Coluna Esplanada

anasmed.ma disse...

Da mesma maneira que ele pode ir a casa civil pedir a cabeça do presidente do Inss, ele poderia fazer o mesmo intercedendo pelos peritos, reestruturação da carreira e regulamentação da gratificação urgente.

Francisco Cardoso disse...

Só que não irá, pois não é interesse dele. Se fosse, já tinha feito e saído como "grande herói".

O interesse do grupo que ele representa é dominar o poder médico, subjugar os médicos e deixar os peritos sempre em posição submissa perante a autarquia.

Francisco Cardoso disse...

Heltron, pelo visto ele foi vítima de tudo quanto foi fogo: "amigo", "inimigo" e "perdido", até que sobreviveu muito, quase 2 anos...

PT por um lado boicotando ele de olho no cargo, PMDB de outro lado boicotando por enxergar um possível rival. Com certeza quem o botou lá não esperava que ele despertasse essa "veia política". Essa foi sua sina.

Francisco Cardoso disse...

Churrasco Gaúcho "à moda Casinha" foi o prato da semana em Brasília. Parece que até o Chalita se serviu desse "assado".