sexta-feira, 26 de outubro de 2012

PLC 30/2007 - AGORA É A HORA.

A violência que toma conta desse país associada à impunidade bandida praticada por agentes de estado e o risco ao qual estamos submetidos nas mãos de quadrilheiros profissionais ou amadores que usam da coação e violência física para intimidar o agente público e conseguir dinheiro do Estado a qualquer custo não nos deixam outra opção a não ser levantar a bandeira pela imediata aprovação do PLC 30/2007, que está parado no Senado desde 2010 e que versa sobre o porte de arma para servidores públicos de carreiras consideradas perigosas, como agentes, fiscais e peritos.

A partir do momento em que a sociedade acha normal uma criminosa sanguinária sair impune rindo de todos, que o Ministério Público se mostra covarde, submisso e ideologicamente alinhado com conceitos pseudo-sociais e que a Justiça se torna incapaz de botar atrás das grades uma pilantra que esfaqueou brutalmente um servidor público no cumprimento de seu dever, cumprimento esse aliás que é totalmente desamparado pela autarquia (INSS) que o demanda, os peritos só tem uma saída: Pressionar os legisladores a permitirem que, ao menos, tenhamos uma chance de defesa da próxima vez que uma desgraçada entrar no nosso consultório com "uma faca para cortar pastel de 26 cm" de comprimento querendo nos matar por ter ficado "temporariamente inimputável" ao perder o benefício ao qual não teve o direito reconhecido na semana anterior.

A conduta omissa e absurdamente indigna daqueles que são pagos para proteger a sociedade dos infratores nos empurra para que passemos a confiar em apenas nós mesmos a nossa segurança, pois não se pode confiar nem no INSS, nem no MP e nem na Justiça que, repito, deixou ontem uma quase assassina escapar impunemente graças à inação de quem estava lá para fazer justiça, mas preferiu escorregar no quiabo.

Vamos unir forças para a aprovação do PLC 30/2007 e com isso vamos ver se a valentia desses "inimputáveis" vai continuar, ou não.

Um comentário:

aldofranklin disse...

Veja na PL, o parágrafo § 3º" -A, determinando que é vedado aos integrantes da Carreira de Perícia Médica portar armas dentro dos próprios do INSS, devendo a autarquia assegurar a guarda das referidas armas durante a
jornada de trabalho.",

Ora, mas é justamente no interior do Consultório que MATARAM PERITOS!
É no interior do Consultório que foi ESFAQUEADO!

Já as outras carreiras, pode usar onde quiser, inclusive dentro das suas respectivas autarquias...( DISCRIMINAÇÃO?)

No caso do Perito em Santos, o mesmo foi agredido no Consultório, sem chance de defesa!

Foi premeditado!

Bastante articulada em seu depoimento, como é que pode ser considerada inimputável?

Na boa, fosse comigo EU TERIA FEITO UM INVESTIMENTO COM OS MANOS...e a long time...

Perito Previdenciário é tratado que nem otário! Todo mundo acha Perito otário!

E esse REPRESENTANTE DO MINISTERIO PUBLICO? O QUE É ISSO? Com a boca tremendo? Se balançasse a barra da calça nem sei o que cairia no chão...Mas quando é pra perseguir Perito vira Leão...

Esse país é uma piada!