sexta-feira, 23 de agosto de 2013

OPAS - A MERCADORA DE ESCRAVOS CUBANOS.

Da coluna de Cláudio Humberto 23/08/2013

Anunciada pelo Ministério da Saúde na quarta (21), a “importação” de 4 mil médicos cubanos ao Brasil desperta, além de controvérsias sobre a legalidade da contratação, expectativa sombria sobre a continuidade do serviço, através da Organização Panamericana de Saúde e seu braço-direito cubano privado, a Servimed: a possibilidade de deserção. Mas Cuba contorna o “problema” com um passaporte válido apenas na ilha.

Presidente nos EUA da ONG Cuba Archive, a cubana Maria Werlau diz que o “passaporte vermelho” substitui papéis retidos por “supervisores”.

Muitos médicos se inscrevem em Cuba visando possível fuga, mas o controle depende do país: cerca de 2 mil fugiram entre 2006 e 2010.

Se aplicada aqui a “Lei de Tarso” (Genro), que deportou dois pugilistas cubanos que queriam asilo, o “passaporte vermelho” está descartado.

Lula e Dilma são a prova viva da eficiente medicina cubana: curaram o câncer em São Paulo, mas Hugo Chávez morreu da doença em Cuba.

Serão cidadãos de segunda classe os 4 mil médicos cubanos, que receberão da ditadura castrista apenas 7% dos R$ 10 mil pagos pelo Ministério da Saúde: o artigo 5º da Constituição diz que estrangeiros e brasileiros têm iguais direito à vida, liberdade, igualdade e segurança.

…se o paciente já não entende a letra do médico, agora também não vai entender o que ele fala.

Nota do BLOG: A OPAS se presta a papel lamentável de lavagem de dinheiro e de contratos ao se interpor, sem nenhuma necessidade, em um convênio com Cuba para legitimar a importação de médicos (são médicos mesmo?) para trabalharem no estrangeiro em condição análoga à escravidão sob a chantagem de terem que viver longe das famílias que serão presas se desertarem. Mesmo assim 2.000 médicos desertaram.

De minha parte farei e espero que todos os médicos brasileiros o façam também, todo o necessário para ajudar a esses médicos cubanos a desertarem da ditadura castrista e que possam se qualificar e revalidar seus diplomas em território nacional.

Penso que além de ajudarmos a libertar um escravo, fazendo isso em cada cidade onde vá um cubano estaremos ajudando a minar essa tentativa sórdida de aparelhamento do Estado brasileiro usando o SUS como pretexto para ocupação de cargos públicos por agentes cubanos que financiarão o regime de Fidel com o seu suor para aqui no Brasil servirem de vaca de presépio do PT.

A única função da OPAS nesse esquema é tentar limpar a barra do governo brasileiro prestando-se ao papel de intermediadora do contrato escravo, tal qual faziam os mercadores de escravos nos séculos passados.

Para completar só falta o Ministério da Saúde definir quem será o capitão-do-mato escalado para vigiar esses médicos cubanos e relatar suas atividades ao politburo instalado no Palácio do Planalto.

2 comentários:

aldofranklin disse...

O povo Bradileiro é tido como malandro, esperto, ligeiro!
O Governo do PT é brasileiro?
Na verdade o Governo ta matando "varios coelhos"... Jogou pra Patoleia que o problema de Saude é falta de "apenas" medicos! A mídia e o povão ta do lado do Governo (=votos)! Vai ajudar Cuba enviando dinheiro! Quem vira será Cabos Eleitorais para espalhar a semente da Ditadura Socialista Cubana para que os Companheiros perpetuem no poder! Os Cubanos sao escravizados e o fruto do trabalho nao sao deles e sim do Governo Cubano, razão no qual o dinheiro vai pra Cuba e pro "profissional Cubano" cabo eleitoral, fica a bagatela de R$ 1,2 mil para viver no Brasil! Dilma ira aprovar o que quiser pois é so soltar o Mensalão, o Dinheiro pra mocada em Brasília! Noa últimos 20 dias liberou mais recursos que nos 7 primeiros meses! Por que?....
Vc ainda acredita no Brasil?
Ps.: nao ajudo ninguem pra conseguir Revalida e muito menos estrangeiro! Aceitar essa sacanagem do Governo é aceitar que o trabalhador Brasileiro nao será valorizado, que nao será desenvolvido a Educacao no Brasil! Medico o país tem! Nao tem é um plano de carreira descente com salários descentes! Vejam a tratativa do Governo com os Medicos Peritos Previdenciários, o descaso com o profissional medico, os valores que querem pagar em concursos publicos, a mídia fazendo politica anti-medico e a hipocrisia dos Políticos brasileiros que quando doentes correm pro Hospital Sirio Libanês! Quando foi que um Politico graúdo se tratou no SUS? Ou foi pra Cuba se tratar?

Fernando Ebling Guimarães disse...

CLT:

Art. 3º - Considera-se empregado toda pessoa física que prestar serviços de natureza não eventual a empregador, sob a dependência deste e mediante salário.

Parágrafo único - Não haverá distinções relativas à espécie de emprego e à condição de trabalhador, nem entre o trabalho intelectual, técnico e manual.

Art. 4º - Considera-se como de serviço efetivo o período em que o empregado esteja à disposição do empregador, aguardando ou executando ordens, salvo disposição especial expressamente consignada.