quinta-feira, 22 de agosto de 2013

DILMA TERIA INSTITUÍDO NO BRASIL O TRABALHO ESCRAVO MÉDICO

22/08/2013 - 03h53
Contrato com médicos cubanos é como 'trabalho escravo', diz federação
Fonte: Folha de S.Paulo

As principais entidades médicas do país elevaram o tom das críticas ao governo diante do acordo para a vinda de 4.000 cubanos.

O CFM (Conselho Federal de Medicina), a Fenam (Federação Nacional dos Médicos) e a AMB (Associação Médica Brasileira) contestam que estrangeiros atuem no país sem que antes passem por rígidos testes de conhecimento da área e da língua.

Segundo Geraldo Ferreira, presidente da Fenam, a qualidade dos profissionais é "extremamente duvidosa" e a forma de contratação desses médicos tem "características de trabalho escravo".

Para Ferreira, a atuação de cubanos em outros países da América Latina se assemelha a uma "brigada militar".

"O melhor caminho para o preenchimento de vagas de médicos, onde eles não estejam, é o concurso médico nacional, com contratação pelo governo federal e distribuição desses profissionais para os municípios."

O presidente do CFM, Roberto D'Ávila, afirmou que a medida é "eleitoreira".

Ele diz que a medida "poderá causar um genocídio", mas ressaltou que os conselhos vão fiscalizar os estrangeiros. "Vamos à Justiça para barrar os registros desses profissionais e tentar caracterizar exercício ilegal da medicina", declarou.

2 comentários:

aldofranklin disse...

O Governo faz o que quer e vai trazer e pronto!
O Governo nao vai valorizar o medico brasileiro, tanto é que é BOLSA justamente pra nao pagar ferias, 13* salario, FGTS e hora extra! Tudo minimamente calculado!
O Governo do PT é anti-medico! Trata o medico com "Zelites", minoria privilegiada, Classista! A mídia ajuda principalmente a marrom..qual que nao é marrom?

aldofranklin disse...

Importante é Denunciar na OIT