quarta-feira, 19 de setembro de 2012

RESPEITO OU MEDO?


No ultimo "mailing" da antiga associação dos peritos, conhecida como "a falecida" ou a "de cujus", pela enésima vez tentam justificar o injustificável, ou seja, o fechamento do fórum livre dos peritos usando dessa vez de sofismas e mentiras rasas forjadas no oportunismo e no baixo conhecimento.

Citam o caso de uma polêmica envolvendo um péssimo vídeo ofensivo ao Islã feito por uma pessoa com problemas mentais e o uso político dessa ofensa para manobrar massas contra os americanos (e com isso reforçar poderes locais) como um exemplo da ação covarde dessa diretoria associativa ao cortar o canal de comunicação dos peritos naquele fórum. Dizem que "como as empresas, eles também decidiram cortar o vídeo ou o fórum para evitar uma situação pior" e fazem paralelos entre a oposição a eles com a oposição aos americanos. Citam inclusive que "ofendemos o INSS e o MPF" e que preferem fazer a do respeito, esquecendo que medo e respeito são coisas diversas.

Ora senhores, nem para mentir conseguem ser competentes. Já tivemos palavras muito mais duras nesse fórum, de ambas as partes, e ele nunca foi fechado. O fórum foi fechado pela diretoria pelega exatamente 25 minutos depois deste BLOG ter publicado, em primeira mão, o texto do acordo do vale-coxinha, mostrando que os ineptos mentiram para seus filiados. Foi fechado pelo medo da discussão que viria a seguir. Medo dos associados serem esclarecidos de mais uma enganação feita contra eles.

Na sua incompetência ímpar, acabaram publicando horas depois o acordo e a carta de intenções onde a vice-presidente afirma com todas as letras que "tiveram dificuldade para convencer os peritos".

Aliás já vínhamos de uma série de denúncias, todas confirmadas, sobre a venda da categoria sem consulta prévia, coisa que a própria Folha de São Paulo também publicou. Se tivesse esse poder, não duvido que os pelegos da  antiga associação também mandariam fechar a redação da FSP.

O corte dos vídeos ofensivos ao Islã não foram um ato de democracia ou respeito. Foram cortados pelos países onde ocorreram protestos violentos, países que estão longe de serem democracias. Os países REALMENTE democráticos se recusaram a restringir o vídeo e até mesmo nos EUA, país afetado diretamente pela crise, um pedido do governo para bloquear o vídeo foi negado pelo Google e esta empresa não sofreu retaliações.

Logo, ao fechar o fórum, a  diretoria pelega se equiparou a países como Arábia Saudita, Iêmem, Irã, Egito, Líbia e Tunísia. E ao dizer que fechou o fórum para evitar reações extremadas comparou os médicos peritos com os desordeiros assassinos que estão sacudindo as embaixadas ocidentais nesses países.

Quanto ao conteúdo, o estatuto possui regras de conduta em caso de ofensas caluniosas. Regras que nunca foram usadas pela diretoria pois não existiu ali nada que não fosse apenas a VERDADE dos fatos.

O medo dessa VERDADE é que fez a diretoria se dizer ofendida, mas preocupada com os que "queriam usar o fórum", resolveu FECHÁ-LO sem aviso prévio. Coerência mandou lembranças.

Dentre as VERDADES publicadas, o peleguismo, o entreguismo, a falta de competência, a falta de projetos, o rodízio de diretores para disfarçar a ausência em Brasília, a venda da categoria a preço de banana, a defesa do INSS e do povo feito por quem é pago para defender os peritos.

Apenas o fato de ter que vir pela quarta ou quinta vez se explicar sobre o fechamento do fórum mostra quem tem a razão sobre os fatos.

Mas o imperdoável mesmo foi a covardia, a inveja explícita demonstrada na crítica aos "opositores" que "ofendem o INSS e o MPF". Estranho pois esses órgãos não costumam deixar barato ofensas caluniosas mas nunca procuraram direito de resposta.

Nunca procuraram pois quando a VERDADE é dita, e comprovada por fatos e documentos, fica difícil alegar alguma coisa. Querem convencer os peritos que é afagando e puxando o saco do governo que conseguirão alguma coisa. De fato conseguiram: conseguiram o desprezo, a falta de medo e o escárnio dos gestores pela categoria.

A inveja de ver alguém fazendo o que deveriam mas não o fazem por covardia e peleguismo os faz usar o mailing para bancarem advogados de defesa do MPF e do INSS num caso extremo de entreguismo e inépcia associativa nunca antes visto.

Quem dera esses órgãos tivessem pelos peritos o "respeito" que os pelegos diretores tem por eles. Respeito ou medo?

Já encontramos a fórmula usada pelos diretores da "de cujus" para produzir esses "mailings", está expressa abaixo:

(PELEGUISMO + COVARDIA x INCOMPETÊNCIA) ² = MAILING INSTITUCIONAL

3 comentários:

Heltron Xavier disse...

Velha tática herdada do Argh!
Quem não lembra do sumiço do fórum todas as vezes após uma péssima decisão importante? Quem se lembra de 31.08.2010 no meio da greve quando votaram com manobras absurdas as 6h desligaram o fórum?

Pior foram aa desculpas esfarrapada de pane, vírus, invasores e outros erros quando na verdade era manobra política. A ignorância serve ao mau político. Quanto menos se sabe das tramóias melhor. A ausência de transparência é um docinho de côco para o ditador.

Uma vergonha infinita esta diretoria.
Trata a ANMP como se fosse sua, fecha o fórum dos associados como se fosse seu. Vergonha total.

aldofranklin disse...

Contra Fatos não há argumentos:
O Dr. zezinho se vendeu a preco de banana, em troca de 7 pilas por dia e ainda caindo em conversa mole! Que lastima de negociador é esse? Ah, e ainda melou as conversas que estavam sendo conduzidas pelo Sindicato, prejudicando a classe com seqüelas irreparáveis! Deixando a classe boiando na fossa qe nem...
Associação pé chinelo! Ate parece que o "Cangaceiro da Bahia" deixou o guarda-chuva, né Dr Zezinho?!

fernando luiz borges disse...

Com o meu din din não tubarão, o MO, modus operandi para mim ficou claro e cristalino, defendem opiniões e posiçoes pessoais em nome da associação numa postura ditatorial e ignorante, sem qualquer experiencia de vida o Ceará vai fazendo suas estripulias sem medo do futuro, que vá sózinho sem me incomodar, me esqueça GG, e essa postura de estar reconstruindo parcerias ? Oras, quem destruiu ? Quem te colocou aí ? Vá de retro.