sexta-feira, 14 de setembro de 2012

CARTA DE AGRADECIMENTO AO PERITO.MED- ASSÉDIO EM PETROLINA (VOCÊS PENSAM QUE O GERENTE SE DEU POR VENCIDO? AHHHH....)

A pedido do leitor, publicamos ipsis litteris, com grifos nossos:

"NOTA DE AGRADECIMENTO AO BLOG PERITO.MED (QUE PUBLICOU A NOTÍCIA) E REGISTRO NO 1. CASO COMPROVADO NO SERVIÇO PÚBLICO DO BRASIL DE LICENÇA ACIDENTE DE TRABALHO DECORRENTE DE ASSÉDIO MORAL NA GERENCIA EXECUTIVA EM PETROLINA-PE.


O servidor Aloísio Nunes de Oliveira Pereira, Mat: 1375452, Analista do Seguro Social na APS Petrolina-PE, agradece ao apoio do BLOG DOS PERITOS DO INSS, que colaborou com a publicação no site: PERITO.MED.BR, e contribuiu assim para que o gestor: Mauro Antônio Gomes de Araújo, fosse exonerado do cargo de Gerente da APS Petrolina-PE, e da Substituição da Gerência Executiva em Petrolina-PE, no dia 31 de agosto de 2012, após reconhecimento do assédio moral sofrido pelo servidor e comprovado em Junta Médica Oficial Investigativa, além de ser absolvido de processo na Corregedoria do INSS, de denúncia formulada pelo gestor: Sr. Mauro Antônio e encaminhada pelo Gerente Executivo, Sr. Roberto Carlos. Informa que mesmo doente em consequências do assédio moral sofrido, em tratamento e após 135 dias da Licença Acidente de Trabalho, decidiu solicitar alta, com a exoneração na sua unidade de trabalho, do ex-gestor, por amor a seu trabalho na Previdência Social e relata que no primeiro dia da sua volta ao trabalho, dia 06/09/2012, foi informado pelo servidor Edson Engelhardt, que “os seus dias na APS Petrolina-PE estão com os dias contados”, (relatou ainda o servidor Edson) que o Sr. Gerente Executivo Roberto Carlos lhe informara que “a guerra estava declarada e que o seu mundo ia virar o pior dos mundos”. Faz o registro no BLOG DOS PERITOS, em face da ameaça, que se algo lhe acontecer a responsabilidade é dos dois gestores: Mauro Antônio (EX- GERENTE DA APS PETROLINA-PE e Sr. Roberto Carlos (GERENTE EXECUTIVO EM PETROLINA-PE).

Informa ainda, que mesmo com a comprovação do assédio moral, do servidor acima e de vários outros casos de assédio moral registrado, seja em Minas Gerais, com 04 servidoras, quando o mesmo era chefe na APS São Francisco-MG e na APS Petrolina-PE, que perseguiu pelo menos uma servidora e uma dirigente sindical: Maria Tereza de Lima e Juraci Jane Luiz Toma, respectivamente, ainda assim, o Gerente Executivo em Petrolina-PE, Sr. Roberto Carlos, nomeou o Sr. Mauro Antônio Gomes de Araújo, para novo cargo de Chefia, agora na Gerência Executiva em Petrolina-PE.

Perguntamos ao BLOG DOS PERITOS: onde está a meritocracia na gestão da Gerencia Executiva em Petrolina-PE, que após comprovada falta de aptidão para a chefia, ainda assim dá como prêmio uma promoção para nova chefia? Essa é a política de gestão para melhorar o ambiente de trabalho para os servidores? É por isso que o absenteísmo está estratosférico no INSS?, e tome (nós e todos os pagadores de impostos) prejuízos ao erário com afastamentos de servidores, e prejuízos aos segurados que ficam sem contar com essa força de trabalho no atendimento ao público.

Petrolina-PE, 14 de setembro de 2012

Aloísio Nunes de Oliveira Pereira

Analista do Seguro Social
Mat: 1375452"

Nota do BLOG: Com o histórico de assédio moral institucional que o INSS tem não duvido nada da veracidade do relato, inclusive pelo fato do declarante, analista do seguro social, já ter sido vítima desse assédio, comprovado e reconhecido pela justiça e pelo INSS. Espanta que passado isso tudo o Gerente-Executivo de Petrolina ainda insista nessa postura inaceitável a um servidor público, quiçá ocupante de cargo de chefia. De fato a exoneração do ex-substituto do gerente está publicada no DOU de 31/08/12, tanto da substituição como do cargo na APS onde os fatos se deram.

Este BLOG espera que o Gerente-Executivo de Petrolina, Sr. Roberto e o servidor que "transmitiu" a ameaça sejam devidamente investigados pela Polícia e pela Corregedoria e como aqui é um espaço democrático poderão, se quiserem, apresentar sua versão dos fatos que publicaremos na íntegra.

Um comentário:

aldofranklin disse...

A conduta desse Gerente Executivo deixa muito a desejar!
Como é que é que diante de tanta coisa, ele ainda premia o Agressor com Promoção? Onde é que está o Superintendente que não vê esses casos?
Se não me engano, esse Gerente Executivo parece que se mantém no cargo pois usa do expediente de fazer denuncias sem consistências e de coisas banais na Corregedoria para perseguir o Servidor! Se não me engano, tem um caso de um Recibo rasurado, no valor de R$ 150,00 reais, onde ele abriu denuncia contra o servidor, levando 4 Comissões de Inquérito na Corregedoria, com duração media de 6 meses, causando prejuízo ao erário de mais de R$ 1 milhão de reais só com diárias, levantadas no Portal da Transparência e que por fim não deu em nada! Tem também o caso de uma outra servidora que foi acusada de fazer um X ( isso mesmo, a letra"X") novamente mais gastos ao erário e por fim terminou com a absolvição da mesma! Tem ainda a condenação ao Roberto Carlos, Gerente Executivo, por perseguir o Servidor Ulisses Bione E sabe qual foi o crime do Ulisses? Ter tirado em primeiro lugar Geral Nordeste com sua nota para Gerente Executivo em Petrolina e Segundo no Brasil. Fez isso para o Servidor não assumir a Gerência Executiva em Petrolina pois respondendo Processo ficaria impedido de assumir a chefia!
CADÊ o Superintendente da Região NE? É muita ineficiência...até parece que tem uma máfia em Petrolina que faz tudo pra se manter no poder!