vakinha.com

vakinha.com
Caros Leitores, precisamos da sua ajuda para não fecharmos. O governo quer nos calar a todo o custo. Qualquer ajuda é bem vinda!

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

PERITO MÉDICO - O INIMIGO DO POVO

O colega Abbas fez um post ontem onde tentava criar uma pequena CAMPANHA sobre a Não- Agressão aos Médicos do INSS. Boa iniciativa, mas infelizmente estou pessimista. O email do blog peritomed@hotmail.com recebeu cerca de 5 recados em menos de 24. Todos eles de autores agressivos, intolerantes e devidamente identificados resumiram-se a síntese infeliz:

"E eu não apóio a “ideia” “diga não à violência contra os médicos peritos da previdência”, pois não são merecidos desse apoio"
Guilherme Marchiori marchiori@hotmail.de

O presidente Hauschild disse ontem que pretendia trabalhar com entidades dos peritos. Eis um excelente motivo para ANMP e INSS juntarem esforços: A necessidade de estudar alternativas e transformá-las urgentemente em ações para melhorar a imagem dos servidores peritos médicos.

29 comentários:

andba disse...

a imagem do perito só vai mudar quando o mesmo mudar sua postura diante do segurado.A raiva que o povo tem dos peritos não é somente pelo indeferimento do benéficio,mas principalmente da forma como a pericia é feita. Amaioria dos segurados afirmam que o perito nem se quer o olha na cara ou até mesmo os laudos.Sendo que alguns chegam mesmo até ser rispido.Mas isso pode mudar, é só fazer um trabalho como a policia do Rio vem fazendo, que mesmo com erro de um ou outro policial a opiniao publica carioca esta apoiando os seus policiais , principalmente os moradores dos morros, que até pouco tempo atrás preferiam os traficantes como protetores do que os polciais.

Mohamad Abbas disse...

Nayara e Andba
A postura e a mentalidade, tanto do segurado, quanto do perito, tem que mudar. E esse é nosso objetivo. Fazer com que o segurado possa, com todo o direito e respeito que merece, ser examinado e ter seu direito assegurado, e proporcionar ao perito condições para que possa exercer sua atividade com autonomia e sem atrelar sua segurança ao resultado da perícia. Acredito que todos possam e devam colaborar com essa árdua tarefa de conscientizar a todos, e estabelecer os limites e as consequencias de suas atitudes. Vocês são muito importante nessa mudança, por isso não percamos tempo ameaçando ou julgando as pessoas. Vamos trabalhar juntos para que essa teoria se concretize na prática. Todos temos sugestões que devem ser expostas e as melhorias vão acontecendo aos poucos.

Heltron Israel disse...

andba

Esta Equivocado(a). Na grande maioria, mais de 90% dos casos em que o segurado diz que o perito não olhou atestados e exames ou mesmo examinou. Estes elementos esta descritos no laudo. Quem faz perícia sabe que é por indeferimento mesmo. Ninguém suporta ser contrariado na perícia. Conheci dezenas de peritos que entraram no INSS côn. Esta visão humanistica de tentar explicar suas decisões contrárias aos segurados mesmo tratando bem, são agredidos.

andba disse...

sr heltron,a globo mostrou o contrário, a maioria dos laudos apresentados pelos segurados diziam claramente que o segurado estava incapaz,e até mesmo com risco iminente de morte, e mesmo assim o beneficio era indeferido,não entrando na parte tecnica se o médico do segurado ou o perito do inss estava correto ou não, fica realmente dificil para o povão entender porque tanta discrepancia nos pareceres.E muitas vezes é o segurado é ecaminhado pela parte administrativa do inss para explicar a descrepancia, o que não vai ajudar em nada.Se os senhores não suportam os segurados que deixem os cargos e vão atender em suas clínicas particulares que deve ser mais seguro, e com certeza devem ganhar bem mais.

perito disse...

andba!! qual sua profissao???
leia por gentileza a resoluçaço 292 de 2008 do CRM MG sobre pericia medica principalmente artigo 3 e paragrafo unico, vai esclarecer suas duvidas

perito disse...

ainda para esclarecer andba!!
o medico do trabalho da empresa pode sustar ou suspender o atestado medico fornecido seja por medico particular ou do sus, isto e legislaçaõ!! da mesma forma a decisao final da incapacidade e somente do medico perito do inss!!

andba disse...

os senhores acham que esfregando o código de pericia médica na cara do povão vai torna-los respeitados ,claro que não, isso é pura arrogancia e corporativismo, acho que vc deveriam pedir direito de resposta globo e explicar porque os tres exemplos mostrado pelo fantastico os peritos estavam certos de maneira bem didatica é claro.

Mohamad Abbas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mohamad Abbas disse...

Sr Andba

Apenas para ilustrar, se um cidadão tiver um apatologia gravíssima, com risco iminente de morte, e não tiver nenhuma contribuição, mesmo que seja aprovado na perícia médica, seu benefício sera Indeferido por motivo administrativo. É apenas um exemplo, porém outras inúmeras variáveis interferem na decisão final, como carência mínima, qualidade de segurado, data do início da doença anterior ao início da contribuíção, dfata do início da incapacidade, etc
É muito mais prático dizer que o perito negou, visto que é a última fase de todo o processo. Existem exageros por parte de médicos? Claro que existe. Estamos trabalhando para que se tornem cada vez menos frequente. De qualquer forma, nada justifica a violência.

Francisco Cardoso disse...

E quem disse que o atestado médico assistente é prova inconteste de incapacidade? Se assim o fosse, não precisava de perícia, né sabidão? È muito esperto, heim... O pedido de resposta já foi feito, a Globo negou.

Adrianus disse...

Não adianta. É totalmente inútil! Podemos morrer de explicar, ter boa vontade, tentar esclarecer tudo... Mas a verdade é que a maioria do "povão" não está interessada em nada disso. De fato já sabem muita coisa, e a questão é que não aceitam. Querem mesmo é o benefício, nem que seja à força, sob ameaça grave, mentindo, agredindo, simulando etc.
Quero ver esse pessoal agir assim diante do "deuses" do Judiciário. Eles são unidos, têm melhores condições de trabalho, segurança e salários mais dignos, além de menos stress. Por que os requerentes não têm a mesma coragem de ofender, ameaçar e agredir juízes e promotores nos fóruns?
Claro, eles sabem com quem podem mexer. Os Peritos são fracos e tratados como cães sem donos, indignos de respeito. Os requerentes pensam que podem fazer o que quiser com tais profissionais...
Esse sujeito mencionou "corporativismo". Coitado! Ou está muito mal informado ou mesmo mal intencionado. A Classe Médica é certamente a mais desunida de todas! Corporativismo existe, e muito forte, entre os membros do Judiciário (juízes, promotores, procuradores, desembargadores etc.). Se alguém mexe com um deles, está ferrado! Mexeu com todos.
Perito Médico Previdenciário é café pequeno. Não é respeitado nem mesmo dentro da própria instituição onde exerce suas atividades.

Adrianus disse...

Infelizmente, para os Peritos Médicos Previdenciários, em meio a toda a imundície que teima em engolir a Categoria, é muito válida e atual a frase de Maquiavel: "O homem que tenta ser bom o tempo todo está fadado à ruína entre os inúmeros outros que não são bons."
Poucos corajosos tentando sobreviver em um imenso mar de lama onde prevalece uma intragável inversão de valores, desonestidade, fraudes, violência etc. Nadando contra a correnteza de mau caráter que envolve parte considerável do povo deste "país". Lutando contra o oportunismo, a ausência de princípios, a falta de moral e/ou a imoralidade...
Muitos estão cansados de tanto apanhar. Alguns já desistiram e abandonaram a nau desgovernada que ruma para a destruição inevitável. Quantos mais terão que sucumbir?
ATÉ QUANDO?

Guilherme Marchiori disse...

Não sou agressivo, intolerante e realmente foi devidamente identificado. Não apoiar a "idéia" não quer dizer que eu iría agredir um cidadão, mesmo que esse fosse incompetente e extremamente incapaz de realizar sua função junto de "médico' perito. Meu contato com o site foi pessoal e privado, e não me lembro de ter autorizado nenhuma postegem de palavras minhas nesse site, muito menos o meu nome Sr. Heltron Israel. Repito e reintero: NÃO apoio a idéia da campanha, desde que os "peritos" comecem a fazer seu papel de médico, atentando à saúde dos pacientes/contribuintes e não apenas o papel do INSS de diminuir gastos com pagamentos de auxílios. Não sou a favor da violência, mas também não sou idiota e como todo cidadão que paga suas contas, seus impostos e faz suas contribuições, inclusive com o INSS que PAGA o salário dos médicos peritos, se revolta com injustiças e falta de respeito com o próximo. Repito: Não autorizei nehuma palavra e nem meu nome em nenhum site, blog. Espero que tenha entendido o recado. Att. Guilherme Marchiori

Guilherme Marchiori disse...

"O homem que tenta ser bom o tempo todo está fadado à ruína entre os inúmeros outros que não são bons."

Sr. Adrainus.. ser bom? você quer insinuar que os médicos peritos querem ser bons??!! Você acha que todo cidadão é idiota?

É uma discussão perdida, esses médicos peritos que passaram em concurso público, não tem capacidade, são arrogantes e não estão nem um pouco preocupados com a saúsde do trabalhador, vide a entrevista do Sr. presidente do INSS no jornal da globo.
Será que a população inteira está errada? será que os casos de quebra-quebra e agressão aos peritos são por nada? nada justifica à violência, mas ser´´a que ninguem enxerga que há algo errado? Tão errado que já perceberam que o nome do perito NÃO sai no relatório da decisão sobre o auxílio. Porque será?

Heltron Israel disse...

Não entendi não. O senhor enviou um carta para um email do BLOG COLETIVO e NÃO para o meu EMAIL PESSOAL. O REFERIDO EMAIL Não foi pessoal e privado como diz já que a maioria dos colaboradores tem acesso ao email coletivo DO GRUPO. Por sinal, O SEU EMAIL na íntegra mereceria repudio público. Que aliás, lhe poupei o vexame. Por acaso voltou atrás e não aceita ou nega que tenha dito?

Adrianus disse...

Novamente, "vamos celebrar a ESTUPIDEZ HUMANA, a estupidez de todas as nações; o meu 'país' e sua corja de assassinos, covardes, SIMULADORES e ladrões..."

Heltron Israel disse...

"NÃO apoio a idéia da campanha, desde que os "peritos" comecem a fazer seu papel de médico, atentando à saúde dos pacientes/contribuintes e não apenas o papel do INSS de diminuir gastos com pagamentos de auxílios"

Agora quer sair melhor na foto para a sociedade. Eu sei o quê você escreveu e do quê nos chamou então não venha com esta de querer melhorar. Eu não tenho nenhum acordo de sigilo com você. Depois nenhuma palavra acima é mentira.

Adrianus disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Adrianus disse...

No dia em que algum requerente resolver vir com essa conversa, esse colóquio flácido para acalentar bovino, alegando: "não olhou os exames e relatórios médicos, não me examinou, nem olhou para a minha cara, tratou-me mal etc.", aplicarei o devido remédio.
Nenhum requerente jamais poderá queixar-se do atendimento que promovo a todos, independentemente de classe social, origem, etnia, religião, escolaridade, profissão etc. O tratamento dispensado a todos envolve muita urbanidade, educação, atenção, respeito. Se alguém alegar o contrário, não passa de um oportunista mau-caráter e mal intencionado! Para gente desse naipe, podemos até nos comportar como autênticos lordes ingleses, que mesmo assim não adianta nada!
Como eu disse, esses tipos quando vão aos fóruns da vida e encontram-se diante de juízes e promotores tornam-se mansos, cordeirinhos, baixam as cabeças, entram calados e saem mudos..

vidaboasempre2008 disse...

Esse papinho de malandro querendo se dar bem as custas do inss é pra matar. Vai pra perícia dizendo que ta com dor de cabeça e quer se aposentar. Depois diz que foi maltratado e humilhado pelo perito. Esse Guilherme deve ser outro que tentou mamar as custa da união e se deu mal.

Francisco Cardoso disse...

Sr. Guilherme, pedir para o perito atentar para a "saúde" do segurado é mostra suficiente que o senhor desconhece TOTALMENTE o que está falando. Perícia é ato médico legal destinado a produzir provas para um fim, no caso a alegação de incapacidade laboral por parte do cidadão, com vistas a um benefício pecuniário. Não tem NADA A VER COM ASSISTÊNCIA em saúde, que é outro assunto. O perito médico tem que avaliar a capacidade laborativa e não "prescrever remédios". Não sabe nada do assunto, como a maioria da sociedade, e fica dando pitaco. Vá estudar o assunto antes de falar bobagem.

Francisco Cardoso disse...

Sr. andba, mais um que reproduz mito popular. Em todos os casos onde eu ouvi ou li o segurado alegar que o médico "nem leu meus laudos" os laudos em questão estão, espantosamente, descritos no relatório do perito. Como explicar este fenômeno paranormal?

Guilherme Marchiori disse...

Sr. "Vidaboasempre", muito bem: Não preciso e não tentei "mamar" às custas da união como o Sr. "vidaboa" colocou, mas é fato que a mioria dos senhores peritos são sim despreparados e só estão na função não porque são capazes, mas sim porque são conscursados pelo INSS, e sabemos que concurso público não é garantia de qualidade. Sr. Francisco Cardoso, do alto de toda sua arrogância e prepotência, o Sr. mostra que faz parte do quadro e veste a camisa, do INSS. Bom, vejo que esse blog é só frequentado por, como diria o Sr. Adrianus, com todo seu português e sua gravata até no avatar, "homens bons". Causa perdida mesmo. Nós, homens "maus" só lamentamos. Um grande abraço e continuem com esse seviço extremamente útil à população brasileira.

Guilherme Marchiori disse...

Ah sim, só pra encerrar minhas postagens nesse "importante" blog: Orientem o Sr. Mohamad Abbas que "pegou mal" logo depois da imagem da pequena "campanha" "DIGA NÃO A VIOLÊNCIA CONTRA O MED..." postar a imagens, que na verdade diz tudo e toda a verdade, "PERITO DE ELITE: MISSÃO DADA É MISSÃO CUMPRIDA". Essa sim é a verdade... continuem com Deus e cumpriando diariamente suas "missões".

Guilherme Marchiori disse...

Sr. Heltron Israel, não sou EU exatamente que tenho que melhorar minha imagem com a sociedade... acho melhor o Sr. começar a se atualizar sobre o que a sociedade pensa sobre VOCÊ, médico perito. Abraços e acho desnecessário perder meu tempo com alguém que se acha tão importante, não é? Fique com Deus e siga seu caminho fazendo o que o Sr. julga certo. Abraços.

Mohamad Abbas disse...

Sr. Guilherme

Agradecemos o seu contato. Continuarei, SIM, com minha missão. E a mesma consiste em me aprimorar cada vez mais na arte de realizar perícias. Desta forma, garantirei aos que REALMENTE estiverem incapaz de laborar, subsídios para que este possa realizar seu tratamento confortavelmente no seu lar. Desejo a você muita sorte, e que nunca precise passar pela perícia, mas caso isso aconteça, saiba que manteremos o rigor, a responsabilidade e a ética para que o Sr só perceba o benefício caso realmente estiver incapaz.

Mohamad Abbas disse...

Aliás Sr Guilherme, o que pegou MUITO mal foi o Sr comparecer neste blog para fazer apologia à violência contra os peritos. Quem não concorda com a paz, só lhe resta a guerra.

Guilherme Marchiori disse...

Sr. Mohamad Abbas, não quis fazer apologia à violência, apenas digo que não apoio, não sou obrigado a apoioar ou aderir à nenhuma campanha. Sou contra à violência, e assim como o Sr., também sou funcionário público e também passo e assisto episódios lamentáveis contra meus colegas. Não estou aqui me desculpando, retirando palavras e nem querendo melhorar o que disse, apenas talvez agora sem querer usar das palavras da campanha, tento explicar ao Sr. que o que disse é minha posição. como disse, não vou aderir a campanha, por outro lado em nenhuma circustância vou incentivar a violência para qualquer outro cidadão. Essa é minha posição. Meus sinceros respeitos ao Sr. e espero que entenda minha posição e explicação.

GOMES disse...

que pena,isso tudo estar acontecendo,perdi minha querida mãe por erro médico,mesmo muito doente e sem condições visível de trabalhar,apesar de estar amparada por direito e com seus documentos necessários para garantir o benefício tudo ok,foi negado o mesmo.o perito decidiu naquele dia que ela não estava impossibilitada para o trabalho porque a doença em si não imposibilita em determinados tipos de trabalho:ela estava com pressão alta problemas de coração,diabete alta,problemas respiratório grave e até mesmo pra se locomover tinha difilculdade,mesmo assim estava apta a trabalhar segundo o perito do inss...ela tinha histórico médicos e receitas todas em data recente,estava também com todas as mensalidades em dia com a previdencia a mais de 20 anos.mas sua pericia foi indeferida pelo perito,eu mesma falei com ele,por sinal foi muito educado e atencioso comigo,me explicando que a doença em si não impossibilita a pessoa para o trabalho.infelizmente por falta de condições financeira para comprar medicamentos e alimentação necessária pra ela devido diabete muito alta e de difícil controle ela veio a falecer.eu disse que foi erro médico pericial,porque se ela tivesse conseguido o beneficio teria comprado seus medicamentos e sua alimentação adequada.