quinta-feira, 4 de abril de 2013

ABSURDO! GERENTES-EXECUTIVOS RESPONDERÃO SOZINHOS ACUSAÇÃO DE IMPROBIDADE PELO CREDENCIAMENTO

Com medo de responder por improbidade administrativa, uma vez que são abundantes as provas de que o INSS não tomou todas as medidas necessárias de gestão, gerentes-executivos estão postergando pedidos de credenciamento.
___________________________________________________________________

Mais uma exclusiva Perito.med: 

Antes de publicar aquilo que o Gabas e seu candidato negavam (que haveria terceirização), o INSS chamou gerentes executivos para saber da disposição e disponibilidade deles iniciarem os processos de credenciamento. Insuflados pelos superintendentes, estes sim doidos para credenciar e destruir a perícia (queriam até pagar 60 reais por perícia), num primeiro momento todos os gerentes-executivos aceitaram providenciar rapidamente os papéis para credenciar médicos.

Mas após ficarem sabendo do teor da minuta da resolução do credenciamento, publicada essa semana, todos os gerentes-executivos consultados ficaram temerosos com os termos citados e passaram a "não ter pressa" para pedir credenciamento.

Isso porque na resolução, o Gerente-Executivo terá que, através de uma Nota Técnica, dizer que todas as medidas administrativas já foram tomadas e não lograram êxito em resolver a fila de perícias. Essa Nota terá que ser aprovada depois pela SR, DIRSAT e Presidência do INSS. 

O problema é que isso é mentira. Existem provas robustas e abundantes e públicas de que o INSS jamais tomou todas as medidas necessárias para resolver o problema da fila. É notório e amplamente documentado que o INSS jamais colocou mais que 60% do quadro pericial com agenda aberta, bem como é notório que o INSS nunca resolveu o problema de fluxo administrativo que impede e engessa o trabalho médico nas grandes APS (por falta de administrativos o INSS chega a ligar pro 135 mandando o segurado não ir. Temos isso gravado aqui em São Paulo). Além disso o INSS jamais cumpriu a 100% a determinação de colocar todos os peritos na ponta, inclusive os SR que defendem o credenciamento lutaram para impedir que determinados médicos fossem para a ponta, também gravado.

São públicas as provas de que as agendas são abertas de forma anárquica, tendo casos extremos com agendas de 30 perícias na segunda e zero na terça, por exemplo, sem a menor justificativa. São publicas e notórias as vagas sobrantes por não comparecimento e porque ao comparecer verificou-se que não se tratava de segurado. A marcação de perícia como se fosse consulta, iniciativa espontânea de qualquer cidadão que só terá sua situação previdenciária checada na hora da perícia é uma falha gerencial primária jamais contestada de alto impacto nas filas.

Se mentirem nessa Nota Técnica, os Gerentes-Executivos podem responder por fraude, improbidade e ser demitidos do serviço público. E eles sabem que uma investigação nas agendas de suas gerências poderá ser comprometedora para a gestão, principalmente por vícios de anos que nunca foram abordados nem no auge da crise, em especial no Sul.

O INSS não perdoa nem os aliados: O Presidente assina estimulado por uma PFE que quer credenciar tudo para resolver o problema de perder uma ACP atrás da outra, os superintendentes botam pilha, os gerentes desavisados são empurrados a botar seu nome e CPF nesses documentos e ai que descobrimos que se der pau, os culpados serão única e exclusivamente os Gerentes-Executivos, por terem assinado a nota técnica, junto com a DIRSAT e o SST local. Dr Brunca, o que viu os efeitos da grande terceirização e que ele mesmo fomentou o mais que pode até o último minuto contempla os incautos do alto de sua importância.

Pior, em recente ação, Auditoria e Corregedoria pediram aos Gerentes para se manifestarem sobre produtividade de peritos. Os gerentes sabem o que responderam. Como vão explicar uma nota técnica alegando terem esgotados todas as medidas possíveis e ao mesmo tempo as respostas que deram aos auditores e corregedores?

Agora os gerentes-executivos estão entendendo que o memorando secreto não era para pegar os peritos e sim eles próprios.

O Blog manifesta apoio aos gerentes-executivos que estão relutando em solicitar credenciamento e informa para eles terem muita cautela pois se eles pedirem, sim, serão processados por improbidade e fraude, pois os sindicatos médicos e demais associações de classe já estão se organizando. 

É um absurdo o INSS estimular o descumprimento da lei, vibrar com decisão judicial absurda, não recorrer adequadamente e depois se safar querendo entregar o gerente-executivo de bandeja caso algo dê errado através do fluxo de nota técnica.

2 comentários:

aldofranklin disse...

Essa questão é Muito Simples de analisar!
No Estado Babá (=Brasil!) ninguém quer assumir a culpa de nada! O culpado é sempre o outro, o vizinho, o amigo, o colega, a esposa, etc

No INSS, todo mundo sabe que lá é a casa da mãe Joana! É desorganizado, mal gerido, é uma Instituição totalmente deletéria ao Erário que só dá prejuízos e prejuízos crescentes ano a ano! Nao à toa, os gastos com benefícios de 2000 pra cá cresceram 7,5% ao ano e o que acontece que nao tem o crescimento em mesmo patamar na arrecadação? Vou dizer que não tem cueca que suporte essa pressão, vaza mesmo companheiro!

Então vc pega os "cabeça" do Negocio que vendo que a bengala de Jacarandá está se aproximando da Retaguarda e saem em busca de culpados! Veja que os últimos movimentos foram todos no sentido de dar um "pseudopoder" aos Gerentes e Gerentes Executivos, face ao total descalabro em que a Autarquia chegou frente a gestão anárquica e engessada desses "cabeças" com o único intuito de CULPA-LOS pelas crescentes ações tanto das Defensorias, do Ministério Publico, da Corregedoria, etc. A ineficiência e a gestão meia boca, a facilidade de coletar provas no mundo informatizado, sistemas que deixam rastro, portal da transparencia, etc. Tudo isso facilita a coleta de material e a industria do Denuncismo! O MPF está repleto de denuncias contra o INSS que daria pra fazer uma Barsa! Então é o seguinte: se o Gerente entrar nesse "papo cabeça" dos que tão lá no topo só "dando as coordenadas", vão se lascar todinho! Ai nao adianta chorar pois depois que aquilo sai, nao tem cristão no mundo que faça voltar!

Aloísio disse...

Perito.Med. Eu acho que vocês não deviam alertar os Gerentes Executivos... eles lêem o blog de vocês... e vão acabar parando de credenciar os médicos...

Era melhor ficar caladinho... e quando eles credenciarem... todo mundo organizava as provas e enviavam as denúncias ao Ministério Público Federal... ia ser tanta condenação de improbidade administrativa pelo país... e todos eles iam ser demitidos. A gestão ia melhorar com menos incompetentes. PSIU blog dos peritos... não se fala mais em credenciamento... deixem o INSS credenciar. ;)