quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

DEPUTADO QUER RESPOSTA NA HORA, COM DIREITO A EXPLICAÇÃO EM "CONVERSA"

“O atendimento precisa ser mais humanizado. O segurado já chega no posto fragilizado, passa por uma avaliação e sai sem saber o resultado. Este procedimento é errado. O médico perito precisa ter uma conversa franca com o segurado e explicar detalhadamente o que foi avaliado e o resultado do exame, disse o deputado (Autor do PL EDUARDO BARBOSA - PMDB MG)

3 comentários:

aldofranklin disse...

Querer ele pode o que quiser!
Nem a Autarquia cumpre a lei, que dirá o indefeso Periro, ja de saco bem cheio de levar palavrão, e tapas, inclusive tem ate casos de morte!
Na hora só caldo de cana!
Monta então Excelência Centro de Massagem e Cafuné, coloca Psicólogo e pra aquentar a espera garçons oferecendo kitutes e Coquetel nao alcoólico claro!

Dr. Luiz Sette disse...

Piper in culus allis, refectio est.

Heltron Xavier disse...

Sim Caro Sette,
"Pimentum in anus outrem refrescus est".

Postei isso aqui porque havia uma interpretação de alguns colegas incrédulos de que a intenção do colega Deputado (curioso como os políticos médicos rapidamente esquecem suas origens) seria fazer com que o INSS e não o médico entregasse. Ledo engano, a intenção maligna é exatamente fazer com que não deve ser feito. Expor o Perito à ira dos furibundos e bandidos que nos circundam.

Eu lembro demais da época em que se entregava o resultado e ainda se pedia para o desfavorecido assinar a nossa decisão. Nunca vi tanta estupidez.

A grande maioria das agressões dos médicos da previdência, e não são poucas, são devidas exatamente ao retorno após o recebimento do resultado na APS.