sexta-feira, 29 de março de 2013

ESTATIZAÇÃO DA MEDICINA LEVADA AO RIDÍCULO: PRESIDENTE QUER CORRIGIR COM LEI OPORTUNISTA PROBLEMAS QUE SÃO DE SUA GESTÃO

Recentemente foram aprovadas duas leis que tratam de procedimentos médicos no âmbito do SUS que envolvem câncer. No primeiro caso a lei aprovada determina que se inicie um tratamento de câncer pelo SUS até 60 dias após seu diagnóstico e no segundo caso obriga os médicos do SUS a tratar o câncer de mama com a cirurgia e a reconstrução no mesmo tempo cirúrgico.



Ora senhores, a Presidente zomba da cara dos brasileiros. Até parece que o motivo do câncer ser negligenciado no SUS se deve à falta de "leis" que determinem aos médicos fazerem o que todos já sabem que é o certo. Quem disse, Vossa Excelência, que médico precisa de lei feita por leigos para saber o que deve ou não fazer em um caso de câncer?

Mas o SUS não trata direito o câncer, não é mesmo? Mas isso é culpa da senhora, Presidente Dilma, e de seu Ministro da Saúde, que não financiam adequadamente o SUS, não compram as próteses necessárias para a reconstrução, não montam uma rede nacional de tratamento de câncer (os chamados CACON), não montam uma rede ambulatorial que permita ao paciente ser diagnosticado, biopsiado e encaminhado ao tratamento, os poucos serviços que funcionam, normalmente universitários, ficam montando barreiras para selecionar casos mais simples para apresentarem números bons de gestão e mortalidade, não existe médico para a população, que é obrigada a superlotar prontos-socorros para qualquer sintoma, e o médico desses PS são obrigados a tratar sintomas apenas senão são massacrados pelo "tempo de espera", não existe aparelhos de radioterapia, mamografia, centros de quimioterapia em número suficiente, ou seja, o Programa Nacional de Atenção Oncológica é uma ficção científica, é ruim, é mal feito, é mal planejado, é uma ZONA, senhora Presidente.

E é com lei oportunista que Vossa Excelência acha que vai resolver isso? A lei vai produzir as próteses, os centros de tratamento, os ambulatórios, o prontuário integrado, os médicos, os exames complementares, é isso?

Essa estatização da medicina feita na base de leis vazias e ocas está atingindo o auge do ridículo.

Querem saber a realidade sobre o tratamento de câncer no Brasil? Recomendo a leitura do relatório do TCU para essa área (leia aqui).

Inclusive a senhora, Vossa Excelência, recomendo a leitura, pois para assinar leis tão hipócritas com certeza não teve acesso ao que o TCU já viu há muito tempo.

Não que seja uma preocupação pessoal, pois sabemos que quando Vossa Exceleência tem um "ai" os melhores hospitais PARTICULARES do Brasil são acionados com direito a médico de jaleco esperando no pé da escada do avião.

Mas ao menos leia em consideração às mulheres a quem diz tanto defender, né?

8 comentários:

aldofranklin disse...

Sugiro ainda aos colegas a leitura de uma obra produzida pelo IBGE pra se ver a palhaçada que é a Saúde Publica desse Paisinho de 5 categoria:

http://loja.ibge.gov.br/estatisticas-da-saude-assistencia-medico-sanitaria-2009.html

Eduardo Henrique Almeida disse...

Parece uma daquelas recomendações do MP. A Presidenta, que neste ponto parece uma adolescenta, não pode estar acreditando que leis mandando diagnosticar em 60 dias, operar em 90, dar alta em 110 etc etc resolvem alguma coisa. Se nem a inflação, que é uma coisa matemática que os governos controlam totalmente dá pra fazer com leis...quanto mais a medicina sucateada, desmoralizada, subfinanciada e achincalhada.

Eduardo Henrique Almeida disse...

Sugiro uma MP revogando a Lei da Gravidade! E outra proibindo mortalidade infantil!

Rodrigo Santiago disse...

Esta lei só terá uma única vantagem prática, que é estimular a judicialização da saúde na área de oncologia.Se os 90% de pacientes oncológicos que não conseguirem ser atendidos pelo SUS no prazo de 60 dias (por sucateamento, descaso, subfinanciamento, falta de condições de trabalho e precarizaçao do trabalho medico) entrarem na justiça judicializando a sua demanda ou a situação de resolve (pelo menos na oncologia) ou se quebra de vez o SUS.

herbeth_mg disse...

Concordo plenamente. Deveriamos enviar este texo diretamente para a presidente, e assinado pelos medicos de todo o Brasil!

herbeth_mg disse...

Estamos de mal a pior, uma presidenta que nao faz uma leitura correta da situacao da saude do pais. Estamos nivelado por baixo, a ainda assim ela pede para o brasileiro comer feijao com arroz e arrotar caviar.

Herbert disse...

O que importa é o marketing. Se for positivo para conseguir votos...não precisa ter lógica. Vivemos a era da propaganda...e nada mais.

E.G. disse...

Agora so falta uma regulamentação infralegal (ilegal, diga-se de passagem) dizendo quem será salvo e beneficiado com as poucas vagas e quem ser deixado de lado e condenado a morte durante os 6-9 meses de espera pelo tratamento.
Aguardo ansioso a judicialização pra ver os juizes mandarem o povão ser atendido no Sirio Libanes.