quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

ANMP DIZ QUE GABAS NEGA O CREDENCIAMENTO, MAS DISCURSO DELE DIZ O CONTRÁRIO E CONFIRMA QUE HAVERÁ CREDENCIAMENTO DE PERITOS.

A ANMP liberou a fala e transcrição do discurso do Secretário Gabas na festa de 10 anos da entidade, dando ênfase na enfática negativa que o Secretário fez da possibilidade de credenciamento de médicos peritos. Aqui está a parte onde ele diz isso:

Porém, assim que o grifo dado pela entidade cessa, olha só como o discurso muda ("A única medida em que isto foi levantado...") e agora vamos ao que ele disse em seguida:

Ele diz que já apresentou o que seria a proposta para a ANMP que "se arrepiou" mas depois "entendeu" (é isso mesmo?) e ai fala como seria o credenciamento:


Pronto: Ai está o credenciamento. Quer credenciar médicos em áreas "inóspitas" onde não conseguem "fixar médicos" (não pela área, mas pela carreira não atraente, sisref, condições desumanas de atendimento etc).

E ainda por cima diz que isso é "natural" e "não tem outra maneira de fazer". Ou seja, SIM, o Secretário Gabas confirma o credenciamento.

Quem credencia um credencia mil. Ou a carreira é pública ou não é. Que o INSS pague viagem para o perito ir alguns dias lá e fazer o trabalho, pague a pesquisa externa, dê os dias de folga necessários, mas usar esse pretexto ridículo para justificar o credenciamento é inaceitável.

Por que não credencia procuradores, juízes e promotores? Também falta esse tipo de profissional por lá. Querem credenciar médicos pois nos enxergam como empregadinhos dispensáveis e sem importância. A realidade é que médico neste país só fica importante quando a pessoa passa mal ou cai dura no chão. Não aceitaremos isso.


Essa proposta é uma ofensa aos peritos médicos previdenciários. Um ultraje. O MPS quer voltar com as terceirizações do Governo FHC em pleno Governo Dilma?

Ministro Garibaldi: O senhor vai fazer isso? Vai privatizar uma carreira pública como fez FHC ?

E a ANMP é cúmplice desse golpe de morte na carreira ao ficar mentindo aos filiados em dizer que o Secretário Gabas nega que haverá credenciamento. Como não haverá?? Ele acabou de dizer que haverá. Como em 2001: Iniciou pelas beiradas e depois 72% das perícias eram de credenciados. 12% da população de Sorocaba estava aposentada ou afastada.

Se um cidadão em Rondônia precisa de credenciado pois a fila está longa, porque um cidadão em Osasco não teria o mesmo tratamento? Ou em Porto Alegre?
È uma ofensa a inteligência de qualquer um aqui achar que abrindo as portas para credenciar no interior da Amazônia não impediria gestores de todo o Brasil de credenciarem nas grandes cidades.

Mais absurdo que esse discurso e a mentira da ANMP é eles publicarem o vídeo do Secretário dizendo isso. Não iremos postar aqui esse vídeo, mas já temos tudo gravado para ser levado ao TCU, Casa Civil, MPF e STF se for necessário para IMPEDIR que os operadores do caos PRIVATIZEM de novo a perícia médica sob argumento esdrúxulo de que não conseguem fixar médicos na Amazônia. Não fixa pois não dão estrutura nem salário compatíveis. Apenas isso.

Por fim, um recado ao perito.med:



Bom, parece que para quem não lê o blog ele anda muito informado, tem até opinião própria, mas lamento muito que o Secretário não tenha tempo de ler. Leitura é algo fundamental na vida e no crescimento pessoal do cidadão e não deveria jamais ser um hábito abandonado em nome do trabalho.

Sem medo de errar eu garanto que trabalho pelo menos duas vezes mais que o Secretário durante a minha semana, não ganho jeton e mesmo assim encontro tempo de ler e escrever. Penso que o Secretário deveria se esforçar mais para evitar ter prejuízos intelectuais pelo fato de não estar conseguindo ler nada. E a ANMP devia ler o que publica antes de nos dar a prova de que ela mesma está mentindo ao associado.

11 comentários:

Paulo Taveira disse...

ANMP com esta direção cada vez se enrola mais, pois a mentira tem perna curta, ao que parece!

aldofranklin disse...

Somente um Idiota repetiria os ERROS do passado! Na primeira terceirizacao "que deu certo" os gastos com benefícios cresceram na casa dos dois dígitos ano a ano! Se estivesse ate hoje a Previdencia ja nem existiria! Teria falido há muito tempo!
Quer terceirizar? TERCEIRIZE!!!!!
Agora nao vá achar q alguém vai ser Mané pra fazer o trabalho de Saneamento depois arriscando a vida, como foi feito no passado trazendo as varias agressões e inclusive morte!
Desta vez camarada vai ter milhares de benefícios sendo empurrados com a barriga e ai vc aciona seus Procuradores e a PF pra tentar reverter pois ser medico e besta duas vezes não dá! VAI LÁ FDão Terceiriza pra vc ver!

Hulk Júnior disse...

Dr. Aldo, se possível me esclareça uma dúvida, a prerrogativa de indicar alguém para aposentar por invalidez é dos médicos peritos do INSS, ou isso também era feito pelos terceirizados? Nessa caso a decisão cabe à uma junta médica ? Outra dúvida, na época da terceirização os médicos terceirizados atendiam nas APS's também, ou isso somente era feito pelos funcionários médicos de carreira, ou seja, terceirizados em seus consultórios particulares e médicos peritos federais nas APS's. E as perícias feitas pelos terceirizados, todas elas, eram comprometidas, tinhan algum vício, ou existia terceirizados que trabalhavam corretamente ? Na época que fiz perícias fui atendido tanto por médicos terceirizados, tanto por médicos que me atendiam dentro da APS. Sempre fui bem tratado. E não era eu que marcava as perícias. Passava na APS e eles me davam o papel dizendo onde e quando eu deveria ser atendido. Mas isso foi em 2000. Por isso não entendo muito bem essa total rejeição a terceirização das perícias. Como o senhor sempre vai no fundo das coisas, se possível, me explique melhor.

aldofranklin disse...

Hulk terceirizado fazia de tudo!
A questão é vc pegar as Perícias terceirizadas e analisar o laudo medico e fazer a correlação com a Legislação Previdenciária! TERCEIRIZADO NAO RESPEiTA LEGISLAÇÃO na maior parte das vezes! Terceirizado concede períodos insuficientes à recuperação do Segurado pra gerar alto TurnOver e aumentar seus $$$! É golpe q so a porra! Há raras excessoes! Sorocaba chegou a ter 12% da população em beneficio de auxilio-doença! Varias cidades assim! Foi uma época de "festa"! Depois vieram os concursados que com muita dificuldade, agressões e ate morte colocaram a coisa nos eixos! Os vários desmandos do INSS so arrebenta com ele! Hoje o perito da casa ta cansado e de saco cheio! Ninguem arrisca mais a vida por causa do Erário, veja que sao raras as agressões na mídia e nao se fala mais em morte do perito! Sabe por que? Porque o perito agora concede e fica empurrando com a barriga e o Governo que se lasque! Nao se preocupa com segurança, so toma medida irresponsável, normas esdrúxulas, pressão, ambiente de trabalho hostil! Então o GOVERNO QUE SE LASQUE! Quer terceirizar, terceirize! Cessar beneficio pelo Perito da casa desta vez, ai será outra história! O perito aprendeu, sabe o que tem que fazer pro Povo elogiar, pra ele voltar pra casa vivo, sem agressões, pra ver os filhos crescerem e poder namorar...ate parece qe o GoVERNO NÃO SABE ser BRASILEIRO...

monalisa disse...

Cada vez mais vejo nossa classe engolir essa e outras e continuar quieta, A perícia vem sempre sendo convidada à colaborar, com agenda aumentada, atendendo em condições de risco, viajando horas para atender a demanda. Quando será que o INSS vai considerar os peritos? E as 4 horas? Nenhum sinal. E o balde de água fria da carreira de Estado? Na visão é simples assim: Greve!!!

aldofranklin disse...

Fas as contas: se eu socar na B do Governo 2 benefícios por dia que poderia negar, quanto que causarei de prejuízo no final de um ano?
Isso é trabalho a longo prazo companheiro! Agora imagina no Brasil todo...agora imagina que ao invés de 2 eu aplique no Governo 5, QI benefícios por dia! Ai meu filho ele vai sentir a Bengala de Jacarandá entrando ate o talo

Érico disse...

Acredito que a greve não é solução, sempre gera uma mídia ruim (pessoas na fila , idosos passando mal , uma mulher com raiva perguntando "cadê os médico?", e por aí vai), além de dar um alvará para a terceirização. Acredito que um primeiro passo era termos uma representação única, ou que as entidades tenham um mesmo discurso. E que para isso haja uma convocação dos peritos médicos para que seja escolhida esta frente única visto que qualquer negociação irá pro brejo se existir dois discursos e duas representatividades. Após isso o diálogo terá com certeza maior força , e a pressão será maior. E aí sim um movimento único em uma só direção com condutas padronizadas para gerar uma sensibilidade , digamos assim, ao governo. LIDERANÇA ÚNICA JÁ !!!!

angelina disse...

Hulk,
Eu entrei no segundo concurso - 2006.
A arra foi mais evidente a partir de 2002.
Um exemplo: múltiplas fraturas em um segurado, que de antemão sabemos que demora de 8 a 12 meses para recuperar...sao varias cirurgia, reabilitação...o credenciado marcava uma pericia por mês ao invés de fazer como nos fazemos. Retorno em um ano e se recuperar antes peca a pericia de alta para retorno ao trabalho...
Outro exemplo: muita gente nao era filiado, adoecia, e ia então apra o INSS atras do beneficio...o terceirizados nao tem a preocupação que dita a lei, em relação a filiação X incapacidade...
Mas discordo com o colega quando diz...que agora eu empurro com a barriga...posso até morrer, mas nao afrouxo o que aprendi e exercito todos os dias...

Hulk Júnior disse...

Dra. Angelina, sei que sou leigo, não sou médico, apenas alguém interessado no tema. Tanto eu quanto minha esposa quando fomos periciados, fomos muito bem tratados. Por isso não compreendo esse esterótipo de que os peritos são desumanos e insensíveis. Mas são tantas notícias falando mal dos peritos, que gera um medo de que, caso seja preciso fazer perícia seremos mal atentidos e os médicos sempre tenderão a negar o benefício. Acho que essa generalização da categoria precisava mudar. Não sei como. Mas creio que com apoio popular seria mais fácil os peritos conseguirem as melhorias que almejam. Isso é o que eu penso.

aldofranklin disse...

Angelina vc n entendeu..pense no objetivo..

Ducatti disse...

Este estereótipo é formado por aqueles que teve o benefício negado, você mantém a mesma conduta para todos os periciandos, porém aqueles que não foram atendidos concentram sua frustação de vida na figura do perito. E não na falta de estudo, na falta de emprego, na falta de qualificação, na falta de saúde (no sentido de acesso). E aqueles que tiveram o benefício concedido vão atrás das suas coisas. E a imprensa vái mostrar quem? Aquele que está bravejando em frente da aps ou aquele que está em casa se tratandoberecebendo o benefício.
Realmente muito difícil ter apoio popular em nossas questões. Apesar de nossas questões sendo resolvidas influenciaria e muito os segurados.