quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

PROGRAMA VIA LEGAL - "O PROBLEMA DAS PERÍCIAS MÉDICAS"

7 comentários:

Heltron Xavier disse...

Primeiro Caso. Segurada digitadora com sequela definitiva em mão esquerda não dominante (possivelmente) realmente tem indicação de reabilitação profissional. Sobre não se ler os atestados informação do próprio INSS consta que mais 85% tudo que o segurado diz que o perito "não viu" está escrito no laudo médico. Procurou a justiça por ter sido encaminhada a reabilitação? Por favor... Tinha indicação e o artigo 42 da lei 8213 é claro quando condiciona a aposentadoria por invalidez a impossibilidade de reabilitação.


O Caso 2 é típico do INSS. Segurado jovem possivelmente há meses ou anos por síndrome do pânico. Chama a atenção a ênfase dada pelo segurado a supostas alucinações. A patologia psiquiatrica citada na grande maioria das vezes tem controle com meses ou mesmo semanas. Sem acesso ao laudo médico, sistematicamente ignorado pela imprensa em geral, fica muito dificil. Na experiencia da ponta estes casos NUNCA SE RESOLVEM OU MELHORAM ABSOLUTAMENTE. Nunca vi um psiquiatra daqui da região sequer dizer que o paciente está melhorando ou curado.


Anderson disse...

laudo do cidadão 2 [disponível na internet];
http://procweb.jfrj.jus.br/portal/consulta/mostraarquivo.asp?MsgID=8622DDFC150E465389C02A00ECFA5A41&timeIni=74180,75&P1=52501084&P2=44&P3=&NPI=108&NPT=108&TI=1&NV=499826&MAR=S
As respostas aos quesitos mostram o nível de "capacidade" do esperto nomeado. Faltam assistentes técnicos ao INSS e os "experts do juízo" vão f$%$#ndo o INSS.
F 33.1 afastado desde 2009, que ouve vozes, vê vultos e que em mais 90 dias vai estar recuperado. A doença é passível de tratamento [apesar de não ter ficado curado após anos de afastamento], com prognóstico bom [concordamos] e em 90 dias vai estar recuperado {afastado há anos, e precisa de apenas mais 90 dias!!!]. Laudo piada.

Anderson disse...

provável laudo da cidadã 1. [disponível na internet] http://procweb.jfrj.jus.br/portal/consulta/mostraarquivo.asp?MsgID=6DE306CF162440F6A76C7888E35E0803&timeIni=74781,73&P1=54686666&P2=20&P3=&NPI=57&NPT=57&TI=1&NV=780711&MAR=S
Inicialmente a reportagem afirma que a requerente é digitadora, mas a sentença informa que é vendedora.
Me arrisco a dizer: caso típico de recusa ao CRP (de questionável indicação) e que a procuradoria, usando suas "contestações padrão" control c control v, não informou a recusa na contestação e apenas disse estar apta. Aí vai pra justiça, não existe assistente técnico do INSS, e a lambança está feita. Só falta a justiça aposentar a tal cidadã, como ela requereu.
E ainda passa em rede nacional como vítima. A reportagem só não falou que quando a perícia do INSS está "fiscalizando", ganha quase tudo.

Anderson disse...

se os links não funcionarem, podem buscar no site do TRF RJ.

Heltron Xavier disse...

Sobe para 80 a 90% o ganho de causa quando tem perito assistente na cola perito do Juiz. Aliás, estratégia de advogados é tentar "impedir" que tal encontro ocorra.

Anderson disse...

confirmado; é o laudo da própria

aldofranklin disse...

O perito do Juiz nao gosta da presença do Perito do INSS devido as contestações de seus laudos e as vezes humilhações que o perito do INSS faz expondo o expert ao Juiz mostrado suas falhas e desconhecimentos da Legislação Previdenciária!
Tem casos que o perito do Juiz "pede pra sair"...