quarta-feira, 3 de julho de 2013

BEM VINDO CUBANOS! ADEUS MÉDICOS... DESABAFO DE UM COLEGA À TURMA DO PADILHA

Desabafo de um colega 


Posted: 02 Jul 2013 04:09 AM PDT
Artigono Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Milton Pires

Meus caros colegas, essa pretende ser a nossa “Carta Nacional de Despedida”. 6000 “colegas cubanos” estão chegando para salvar o Brasil e provar o nosso fracasso. Sim; fracassamos! Fomos derrotados na missão que assumimos quando juramos, cada um de nós, ter um mínimo de respeito pela própria Medicina. É a primeira vez na história do Brasil que um governo declara, através da “importação” de um determinado tipo de profissional, a falência de uma classe inteira. Apesar disso é necessário ser muito hipócrita para afirmar que ele, governo, fez isso sozinho.

Essas linhas vão além do tradicional lamento que agora se espalha na mídia por parte dos médicos. Elas querem mais: pretendem ser um mea-culpa, um esclarecimento à população no sentido de dizer que fomos nós mesmos, os médicos, alguns dos idealizadores da vinda dos cubanos. Vocês não os conhecem mas eu sei quem são esses “colegas”.

O recado a seguir vai para esta verdadeira corja que habitava as faculdades de medicina nos anos 70 e 80 ! É para vocês que escrevo agora, “cumpanheros”. Lembro de vocês nos primeiros anos da faculdade sempre fumando maconha e “colando” em todas as provas...Lembro das viagens para o ENEM (Encontro Nacional dos Estudantes de Medicina) feitas com o dinheirinho que as turmas juntavam para as formaturas. Não esqueço dos trabalhos acadêmicos ridículos, sempre ligados a “medicina comunitária” apresentados em congressos no estrangeiro provando que “criança pobre” tem “mais diarréia” e ofendendo quem faz saúde pública pra valer...

Seu bando de picaretas! Vocês “matavam aula na faculdade” de medicina para acompanhar caminhadas com o Lula no centro de Porto Alegre em 1989! Eu sei disso porque estava lá, junto com vocês ! Vocês defendem o SUS com unhas e dentes e tem seus filhos atendidos pela UNIMED e pelo Bradesco Saúde. Vocês são a favor de pronto-atendimentos e trabalham no Hospital Sírio Libanês! 

Vocês participaram de reuniões do PT no Hotel Sheraton e no Transamérica, seus hipócritas ! Vocês colam adesivos do Lula nos seus Mercedes e nas BMW ! Deus me livre de me considerar “colega” de gente como vocês..Vocês falam bem da Dilma caminhando na Quinta Avenida ou visitando a Torre Eiffel...Seus filhos estudam nas melhores escolas de São Paulo, né? Infelizes de vocês que buscam a verdade num livro de Paulo Coelho e pensam que Sócrates foi só um “grande jogador do Corinthians”.

A quem vocês querem enganar, Doutores Petralhas? Ou será que vocês pensam que vão conseguir convencer a população inteira que a Dilma teve esta idéia sozinha? Pensam que eu não lembro de vocês visitando Cuba? Foram e voltaram viajando de primeira classe e tomando Chivas Regal, não foram? Devo dar meus parabéns a todos vocês! Sem dúvida venceram naquilo que se propuseram – fazer um país, uma imprensa e uma universidade inteiros acreditarem que “fazer saúde” é “fazer revolução social”.

Vocês, seu bando de vigaristas, são os responsáveis únicos pela chegada dos médicos cubanos! Vocês não perderam somente a vergonha necessária para ser médico, perderam também aquela necessária para ser brasileiro! Humilharam uma classe inteira, traíram tudo aquilo que juraram, e esqueceram tudo que aprenderam. Vocês pertencem aquele mundo nebuloso, rico em sombras e no qual vagam as almas dos que não são suficientemente bons para viverem na luz, nem tão maus ao ponto de afundarem rápido na escuridão – vocês vivem no mundo do interesse próprio e do Partido- Religião que vocês fundaram em 1980. Aconteceu na vida de vocês aquilo que pode haver de mais “podre” na vida de um médico brasileiro – vocês se tornaram petistas!

Vocês estão dando o desgosto a todos os médicos do país de serem declarados incompetentes por um governo de bandidos e não são dignos do Dr. que levam na frente do nome. Dentre todas as profissões do Brasil são a vergonha da nossa sociedade pois até os traficantes e as prostitutas têm vergonha e “consciência de classe suficiente” para não aceitarem estrangeiros no seu ramo! Pobre do país que confiou em gente como vocês, cumpanheros...Vocês, que nasceram aqui, que devem tudo que tem ao país, cuspiram na bandeira nacional e humilharam toda nação perante o mundo.

Bem vindos cubanos ! Adeus, médicos...

Milton Simon Pires é Médico.
====================

Nota do BLOG: Alexandre Padilha, quando estudante de medicina da Unicamp, pertenceu à quarta executiva da DENEM, defendendo o lema de criação da entidade: "Chega de treinar nos pobres para tratar os ricos", uma crítica ao modelo de sáude vigente na época. 25 anos depois, a turma da "DENEM" chega ao poder e o que é que defendem? Exatamente o que criticavam: Estão querendo criar uma medicina de pobre para pobre enquanto eles se tratam nos melhores hospitais e planos do Brasil. Discurso oportunista para alcançar o poder, práticas mais oportunistas ainda para lá se manter. É tudo o que os senhores precisam saber sobre Alexandre Padilha que, aliás, não possui diploma de infectologista registrado na CNRM nem na AMB e por isso comete ilícito ético ao se anunciar "infectologista". Dentre outros flagrantes ilícitos vistos ultimamente.

3 comentários:

RMM disse...

Nao consigo mais ler o blog a nao ser que entre pelo Google translator.
A mensgagem que aparece eh a seguinte.
O Firefox não conseguiu localizar www.perito.med.br.

RMM disse...

Nao consigo mais ler o blog a nao ser atraves do google translator.
Aparece a seguinte mensagem:
O Firefox não conseguiu localizar www.perito.med.br.

Alexander Kutassy disse...

Quero ver um comentario/testemunho destes ser publicado em jornais e periodicos de entidades medicas. Duvido. O que acontece eh que os medicos no Brasil sao bois de carroca que nao sabem a forca que tem. Regra geral as propostas e iniciativas de luta representativa das nossas entidades nao passa de ensaios e manifestacoes encerradas em si. Parece todo mundo ter o rabo preso, querendo se rebelar e ter iniciativas, mas tipo "hay que endurecer pero sin perder la ternura", pois "pero que si, pero que no" nao se quer perder a pouca seguranca ainda existente. Parabenizo o colega pela coragem. Deve estar em vias de ou ter se aposentado. A classe medica em nosso pais bem que poderia ser representada por um simbolo como um leaozinho manso e fofinho.