segunda-feira, 24 de outubro de 2011

NOTÍCIAS QUENTES

A notícia vazada de Brasília de que os Peritos Médicos Previdenciários não seriam contemplados no mesmo iminente ato administrativo que garantiria às 6 horas corridas aos servidores da Carreira do Seguro Social andou aquecendo os ânimos na Categoria. Somada as notícias de que a Gratificação dos Peritos Médicos (GDAPMP) também estaria prestes a sair novamente relacionada às filas de agendamento e que o Projeto da Nova Carreira estaria andando a passos de formiga, os rumores de insatisfações aos milhares rapidamente se aglomeraram e se transformaram em propostas de paralisações organizadas e, inclusive, ameaça de greve. Consta que a temperatura neste momento está elevadíssima entre os Peritos de todas as facções políticas internas e a qualquer instante um movimento novo pode explodir tão logo as medidas sejam anunciadas. A Diretoria da ANMP parece estar tentando conseguir uma reunião com o Presidente Hauschild de urgência para tratar do assunto ainda amanhã e também controlar o fogo do incêndio. Será que o Governo cede ou paga para ver? Aguardemos.

3 comentários:

aldofranklin disse...

Será uma resposta "da massa" e não de seus "legitimos representantes"...Será que não estão vendo que atrelar rendimento à fila criará um ciclo vicioso de redução salarial? Será que o administrativo ter 06 horas e o perito 8 horas, sendo este representando 10% da força de trabalho e responsável pelo atendimento de 70% das APS não ficaria descontente a ponto de organizar uma paralizaçÃO?

Francisco Cardoso disse...

Não aceitaremos chantagens de quem quer que for.

perito disse...

Na próxima quinta-feira (27/10), o presidente do INSS, Mauro Hauschild, deverá anunciar o restabelecimento da jornada semanal de 30 horas para todos os servidores lotados nas agências (APS) do INSS.
Fonte: Sindsprev/RJ