sexta-feira, 15 de novembro de 2013

ENFERMEIRA SEM NOÇÃO QUE QUER SER MÉDICA LEVA PACIENTE À UTI

Paciente soropositivo (status do tratamento anti-retroviral desconhecido) evolui com quadro respiratório importante e procura uma UBS da Dilma/Padilha, onde é "acolhido" por enfermeira sem noção (dessas que vibrou com o veto do ato médico) e que quis bancar a doutora, "receitando" ilegalmente ao paciente (ilegalmente pois o que está escrito abaixo não faz parte de nenhum protocolo do SUS) o seguinte tratamento:


A anta prescreveu 3 antibióticos orais e 1 anti-fúngico oral, sendo dois antibióticos da mesma classe (claritromicina e azitromicina) além de amoxacilina de "6/6h" e, claro, o famoso complexo "B".

No dia seguinte, o paciente foi acolhido em uma UTI, em estado gravíssimo.

4 comentários:

aldofranklin disse...

Aqui é Brasil! O povo gosta! O paramédico também gosta, se sente importante!
UTI é medico esqueceu? Cirurgia também!
Vc acha que tá onde? Na Suíça? Aqui é Banania!
E quando morre, o culpado é o ultimo que atendeu, é justamente esse que leva a culpa!
País de terceiro mundo rapaz é assim!

MAURICIO disse...

O PT só pode estar recebendo dinheiro de algum fabricante de macrolídeos. O outro em tramandaí receitou Azitro em dose de elefante. Esta outra energúmena charlatã prescreve Azitro com Claritro. Me perdoem mas o povo que vota nesta chusma merece o que recebe.

Ighenry disse...

Rapaz! Eu tenho plano de saúde e não tô mais nem aí para essas aberrações! Quem votou nessa corja que está aí que se dane! Eu quero é ver Cuba lançar!

Alvaro disse...

Esse papel é escama de pexe?