sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

FIM DA ENTREGA DA CRER = INSS OFICIALIZA PROMESSA DE 5 ANOS ATRÁS.

O INSS oficializou hoje, através do MCC 02 DIRSAT/DIRBEN, o fim da entrega da CRER pelos peritos médicos com 5 anos de atraso. Mais uma vitória da DIRSAT e mais um acerto do Presidente Lindolfo.

Como se trata de documento de cunho administrativo, a CRER jamais poderia ser incumbência do perito médico. Nem toda denegatória tem como razão o indeferimento médico, por exemplo.

Desde 2007 eu venho lutando pessoalmente contra esse absurdo, com os tópicos "ESTÁ NA HORA DE ACABAR COM A CRER" que eram mensais e tinham grande popularidade. Depois com o estudo dos memorandos sobre a CRER que levaram a ANMP nas gestões Eduardo Henrique e Luiz Argolo a abraçar essa causa e também defender o fim da CRER. O MEP também abraçou essa causa e pareceres éticos contra essa entrega foram feitos país afora.

Eu não entrego CRER desde 2007, mas muitos colegas país afora eram oprimidos por chefias assediadoras e continuavam a se expor. A entrega da CRER em uma sala fechada sem segurança sempre foi o momento de maior violência contra o perito, pois o segurado frustrado personificava no perito a sua raiva pela denegatória. Imaginem isso num país de cidadãos mimados como o nosso.

Pois agora acabou de vez. Perito Médico não está obrigado a entregar a CRER. Avisem as chefias. CRER é com o administrativo. O Laudo Médico é com o perito. E estamos conversados. Apenas uma crítica, isso deveria estar explícito no texto, mas o fato de já vir dizendo que quem disponibiliza é o INSS e não o perito já resolve o caso.

Aos ex-presidentes Valdir, Marco Antônio e Mauro: perderam a chance de ganhar essa. Parabéns Lindolfo.

11 comentários:

MAURICIO disse...

Parabéns Dr Lindolfo, Dr. Verusa e Min. Garibaldi.
Parece que os tempos do sem-terra ditar normas ao engenheiro-agrônomo estão com os dias contados no INSS.
As luzes da ciência e do bom-senso começam a clarear o caos que a DIRBEN causa no INSS.
A classe médica manifestará todo o seu apoio ao Presidente Lindolfo.
Homem letrado e de bom senso.

Anderson disse...

Acho engraçado que os colegas não percebam os motivos das últimas decisões: $$$$$$$$$

Os gastos explodiram, a DCA tá levando uma baita grana do governo, então eles 1) retornaram os 30 dias (para que reduzam os pedidos), 2) permitiram que o mesmo perito faça o PR da perícia negada anterior (ou seja, chance de reforma é quase nula); 3) oficializaram que a CRER deva ser entregue por outros funcionário (evitando que os peritos concedam por coação). Resumindo, meus caros aquele discurso do Pimentel, de que não devemos nos preocupar com dinheiro, sempre foi história da carochinha (a prova está aí).

Anderson disse...

Só complementando: o INSS não está nem aí para nós; deixem de ser emotivos!!

Fernando disse...

será que há novos ventos no INSS...
MINHA esperança começa reacender.

VINICIUS COSTA disse...

Sinceramente onde esta no MC de ontem o item que nao entregaremos a CRER
Eu li mas nao vi este trecho

Fernando disse...

Li a tal minuta no site da ANMP e não achei nada explicito sobre fim da CRER, pelo contrário...
Diz que será entregue ao fim da pericia mas não diz por quem...

Francisco Cardoso disse...

O mcc 2 diz que a entrega é pelo 135 carta ou internet e revoga os memos de 2006 que ordenavam a entrega pelo perito medico.

Anderson, sim em parte. Resolver onproblema da pericia tb resulta em resolver o $$$$$

Pedro disse...

Também li a minuta no site da ANMP e não tem nada referente ao fim da entrega da CRER pelo médico!!! No texto fica fica a duvida sobre quem vai entregar. A primeira impressão quando se lê o texto é que a CRER será entregue pelo perito.

Pedro disse...

Então se o segurado for empregado, trabalhador avulso ou empregado doméstico, eu posso pedir para ele pegar a CRER no dia seguinte, ligar na central ou tem que sair da APS com a CRER na mão? Não entendi bem.

Armando Koga disse...

Acho q sr Geilson pode explicar melhor, afinal foi mais uma "vitoria" da assoc... Mas no site "dele" nao existe nenhuma orientacao!

Bruno perito disse...

Está havendo comemoração demais e melhorias para classe de menos! Nesta minuta não tem nada explícito que não deveremos entregar mais a CRER. O tempo ensinou que para lidar com os nossos "grandes" gestores, a lei tem que ser clara.
Sem contar com a possibilidade de fazermos o PR daquele que indeferimos. Como diz a Irmã Zuleide: "Oh glória!"
Será que estamos tão bem de presidente do INSS, ministro da previdencia e DIRSAT como se está sendo apregoado?