domingo, 3 de fevereiro de 2013

PROSTITUTAS TERIAM APOSENTADORIA ESPECIAL - REGULAMENTAÇÃO DA PROSTITUIÇÃO PODE SAIR ANTES DA REGULAMENTAÇÃO DA MEDICINA

30/01/2013 - 14h58
Realização da Copa reacende debate sobre regulamentação da prostituição

Jean Wyllys: Brasil deveria fazer como a Alemanha, que regulamentou a prostituição, no Mundial de 2006.

A realização da Copa das Confederações (2013) e do Mundo (2014) no Brasil reacende o debate sobre o papel dos profissionais do sexo. A demanda pelo serviço tende a aumentar e, na avaliação de deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), o Brasil deveria seguir o exemplo de países como a Alemanha, que, no Mundial de 2006, já contava com uma legislação regulamentando a atividade.

Jean Wyllys é autor de uma proposta nesse sentido (PL 4211/12), atualmente sob análise da Comissão de Direitos Humanos e Minorias.
Na íntegra:

12 comentários:

Francisco Cardoso disse...

Só prova A TESE de que no Brasil prostituta vale mais que médico.

Depois o Presidente da Embratur reclama da carga horária de trabalho dos médicos...

Eduardo Henrique Almeida disse...

Crie-se a bolsa-bimbada para fortalecer a classe e divertir o povo.

aldofranklin disse...

Nosso país é maravilhoso e cuida bem do Povo!
A Folha de hoje trás matéria de que o Governo gastou mais de 50% de sua receita com os Programas Sociais!
E uma boa ideia essa Bolsa-Bimbada, agora a demanda vai aquecer e por falar nisso, no meio politico, elas e eles fazem um lobby ferrenho! Vão conseguir sim a regulamentação e a Aposentsdoria especial com 25 anos pois nem todo mundo quer trabalhar dando duro como esses profissionais!

Carlos disse...

Pois é , enquanto em países civilizados e de primeiro mundo prostituição é crime , agora teremos que periciar as P.... ! É A PROVA DA TOTAL FALTA DE RESPEITO PARA COM A CLASSE , E QUE INFELISMENTE TIVWMOS UMA GRANDE PARCELA DE CULPA , EM ESPECIAL PELA OMISSÃO !

Heltron Xavier disse...

De repente fiquei imaginando os potenciais acidentes de trabalhos da turma.

Francisco Cardoso disse...

Heltron, são várias as possibilidades. Em tese, uma DST adquirida poderia configurar acidente de trabalho - risco biológico.

Ensejar afastamento por impossibilidade de trabalhar - autônoma prostituta em tratamento de sífilis secundária: pelo menos 3 semanas.

Prostituta que adquiriu HIV seria aposentadoria por invalidez mesmo se a moça nunca desenvolver AIDS e mantiver CD4 elevado e Carga Viral suprimida.

Isso não é piada, é sério.

Francisco Cardoso disse...

Pelo menos vai forçar o MPS a fazer a atualização da matriz do NTEP. Quem sabe dessa vez não colocam de novo na lei os petroleiros e metalúrgicos?

Francisco Cardoso disse...

E os PP infinitos devido à postergação no tratamento de condilomas anais e vulvo-vaginais?

aldofranklin disse...

Gente pra que esquentar?
País é "País da piada pronta"!
Concede o beneficio e xau! Quem criou a lei que corra atras das consequências! Ficar se preocupando com a Gestão, com as Contas do INSS é que nao dá!
Ja pensaram na quantidade de "nós" que isso dará? E no exame admissional, qual será a Rotina? Teste de Gravidez pode? "Acidente de trabalho" pois a camisinha rasgou...o Golpe do HPV?...muitos desdobramentos!

DEIXEM ESSES GESTORES DECIDIREM

Francisco Cardoso disse...

As prostitutas empregadas vão ter que apresentar a DUT = "Data da Última Transa".

Regi disse...

Se engravidar é acidente de trabalho?
METO UM B91?
shuashuashua !!!

Regi disse...

Eleições 2014.......

Hora de mudança !