terça-feira, 27 de novembro de 2012

20H - CASA CIVIL TERIA BATIDO O MARTELO.

Fruto da ação do Sindicato dos Peritos, parece que as 20h virão mesmo para a categoria.

Acaba de terminar uma reunião agora cedo entre o MPS e a Casa Civil. Segundo uma fonte da Casa Civil, foi batido o martelo pelas 20h para a carreira dos peritos médicos. A justificativa se encontra no esvaziamento e falta de atratividade da carreira. Nesse momento o secretário executivo Gabas está a caminho do MPS onde deve anunciar o acordo.

Faltam apenas detalhes técnicos sobre a transposição, aposentados e que critérios seriam usados e quantos peritos seriam autorizados a ter jornada estendida de 40h, fundamental principalmente para os cargos de chefia e gestão.

Em se confirmando, virá por medida provisória a ser editada em breve, conforme já anunciado antes. Lembrando que esse consenso chega após proposta do Sindicato Nacional dos Peritos Médicos protocolada junto ao MPOG em Agosto e devido à ação midiática do Sindicato expondo ao país os problemas da perícia. Porém, só acreditaremos mesmo após a publicação no DOU. Essas são as notícias mais recentes.

Atualização: De fato a notícia já circula. Vamos ver. Eu pessoalmente acredito que o INSS não deixará de adicionar, caso se concretize as 20h, alguma maldade para os peritos. Já até imagino qual seja. A ver.

4 comentários:

Eduardo Henrique Almeida disse...

Maior argumento para mudanças tem sido o esvaziômetro deste blog.

Heltron Xavier disse...

Isso não é normal.
Esta turma que está no poder é a mesma há mais década. Sao responsaveis por todos os fracassos na perícia. Absolutamente tudo o que publicaram para peritos vem para diminuir e subtrair. GDAMP, pé-na-cova enfim tudo o que parece bom vem com uma pitada de maldade atras que só é vista depois da nossa ridícula comemoração. Que tal por exemplo dos peritos serem impedidos de ter cargos de chefia? Já que havia uma desconfortável ascensão dos tais. A gestão do INSS, parafraseando Nelson Rodrigues, quando não trai na véspera, trai no dia seguinte. Eu dó acredito vendo e só comemoro alguns meses depois.

Augusto Clementino de Oliveira disse...

O que é, Chicão, diz aí, vai?!!

Rubens rotondo jr disse...

Temos de acreditar, pois estamos na eminência de um colapso, tanto assistencial como institucional. Com jornada de 4 horas poderemos nos estruturar melhor, mantermos nossa capacidade de atualização, pois com a antiga jornada forçosamente estava-mos ficando defasados em relação aos colegas de nossas especialidades fora do âmbito pericial, por falta de tempo e de recursos, já que não recebemos nenhum incentivo institucional para fazer-mos congressos e cursos que deveríamos fazer rotineiramente. Espero apena que não venham com alguma imposição que nos fira na nossa á ultrajada dignidade médica.