sexta-feira, 16 de novembro de 2012

DIFICULDADE PARA BENEFÍCIO POR INCAPACIDADE



Mulher com câncer e outras doenças tem benefício negado três vezes no INSS

5 comentários:

Heltron Xavier disse...

Bem, se eu não fosse perito realmente ficaria abismado com a matéria, mas infelizmente...
Apesar de mais uma vez não terem sido apresentados os laudos periciais, atestados e mesmo exames complementares e também sem observar o mais importante, a profissão da segurada, algumas observações clínicas podem ser feitas.

Particularmente todas as vezes que tive oportunidade de ter contato com pacientes que possuem dependência de oxigênio suplementar pude observar que havia frequência ventilatória alta dispnéia em repouso visível além tão baixa tolerância que o pronunciamento de poucas palavras já os deixavam cansados. A segurada em questão não possui isso.

Outro ponto é o trofismo dos membros superiores visivelmente compatíveis com esforço regular consequentemente incompatível com desuso. Também não há nenhum detalhamento sobre o suposto "câncer" enfrentado pela segurada. Aliás a matéria sensacionalista induz que todo portador de câncer precisa ser aposentado.

É bem possível que está segurada possa ser inválida, mas de todo há ainda muito para esclarecer...

Marcelo Rasche disse...

De fato, a paciente falava e respirava naturalmente. Não é o que eu vejo em pacientes dependentes de oxigênio.

Até a coloração, os paciente dependentes de oxigênio geralmente possuem graus notáveis de cianose.

Mas como não sei qual é a patologia dela, essas são só observações de minha casuística e talvez não se aplique a ela.

Unknown disse...

Eu já vejo outro cenário. Após todas doenças se manifestarem, recomeça contribuição já incapaz. Após alguma agudização (internação por exemplo) consegue que algum perito abra um benefício por considerar agravamento. Após estabilização, tem PP indeferido por quadro estar estabilizado com incapacidade prévia. É só uma hipótese, mas vejo muito isto ocorrer

Alexander Kutassy disse...

Ja vimos muletas de uso desnecessario, gessos sem fraturas, rx que nao eram dos segurados... como vou saber se o oxigenio eh necessrio ou a bengala se justifica? Nao mostrou nenhuma respirometria, nenhum hemograma, nao sei no que trabalha ou que faz na vida. Se a Dilma assistir vai xingar os peritos, mas os peritos devem ter tido acesso - ou, ao contrario, por nao lhes ter sido mostrado o elenco de exames necessarios - para justificar as conclusoes a que chegaram. Reporter incompetente age assim, noticia pela metade, engana a populacao porque gosta. muitos seguraos, se eh que sao, tambem tentam enganar os peritos, mas ai caem do cavalo pois dao de cara com gente responsavel, plenamente capaz de responder e justificar os seus atos.

aldofranklin disse...

Uma morena forte dessas, não consegue trabalhar?
Uma cara de saúde...
Ah, já sei, quer uma boca! Dai poder continuar fazendo una bicos e já ter um garantido! Aí sim...
Quanto as explicações dos colegas, esse "golpe" é manjado, convenhamos!
Perícia é só parte de um processo para concessão do Beneficio, pode ter tido n motivos a negativa do pleito, mas quem leva a culpa?