quarta-feira, 13 de maio de 2015

NOVELA DO PP FANTASMA - PRESIDENTE DO INSS COMEMORA INICIO DO PROJETO "PP FANTASMA"

A Presidente do INSS teria vibrado com a notícia do Início do Projeto "PP Fantasma" em Niterói com os primeiros 15 atestados recebidos administrativamente. Havia sido informada que apenas 2 deles puderam ser usados para concessão de benefício e que os outros 13 foram descartados e o segurados precisaram ser convocados para esclarecimentos e exame físico.

Mas a melhor é que a Presidente, Elisete Belchior, não sabe que quem fez este trabalho fora o próprio representante da SR II, defensor árduo do Projeto, sim, aquele que tentou convencer sem êxito os peritos a quebrarem a ética e aderirem aos planos do INSS. E ele teria informado para a DIRAT que a obra havia sido feita por Peritos Médicos da Ponta (da APS).

A questão é: Se o próprio defensor e propagador do "PP Fantasma", quase futuro DIRSAT,  que defende a legalidade do absurdo, só aceitou 2 dos 15 atestados, o que falta para encerra-lo? 

7 comentários:

PauloVieira disse...

Invetar a roda não tem como, cuidado!..
Se de 15 atestados apenas 03 foram aproveitados, não temos do que reclamar, haja vista tratar-se de "excelente" referência para o sucesso do projeto.
Depois do mensalão e do caso Petrobras tudo virou fichinha quando a questão é o uso do dinheiro público.
Não é meu, danem-se.....
Criem juizo!..

PauloVieira disse...

03 atestados aproveitados, não. Apenas 02 foram aproveitados de um total de 15; "melhor" ainda, kkkkkk...
Peritos da casa, preocupados por que?!..

Regi disse...

Vergonha em niterói.

CFM E CRMRJ devem visitar urgentemente essas agencias e tomar as devidas providencias .

Rubia A disse...

É importante saber o nome desses "colaboradores" e suas tarefas fora do inss.
Descumprimento no ponto tem de ser objeto de investigação , independente de acordos espúrios.
Uma denúncia anônima na ouvidoria pode "resolver" a questão

lilon nunes disse...

Concordo com a Rubia A. Nossa profissão só está ladeira abaixo pq muitos peritos não cumprem a carga horária e não tem moral pra cobrar por melhores condições de trabalho e principalmente por valorização da carreira. Se essa cambada saísse do INSS tudo tenderia a melhorar.
Obs: É legal ter outro vínculo público além do INSS, mas existem verdadeiras aberrações que acabam por atrapalhar nosso poder de barganha.

Hafiz Ben David disse...

Reportagem no JN de hoje - de maneira tendenciosa - acerca dos peritos e dos agendamentos!
Deve ser matéria paga pelo governo...

Hafiz Ben David disse...

Atendimento privado ou público no meio do expediente...é,no mínimo, imoral!

Não há barganha quando uns batem ponto pelos outros.