quarta-feira, 27 de maio de 2015

FRAUDOLÂNDIA BRASILEIRA

Esta manhã, apresentou-se a perícia uma jovem de 28 anos, há 3 em auxílio-doença. Todas suas perícias foram bem feitas e sempre descreveram lesão incapacitante no dorso na mão esquerda, bolhosa ou erosiva, tidas como Lupus Eritematoso Sistêmico, com edema  acentuado. No dia de hoje o quadro era o mesmo de sempre, e, também como sempre, faltando um exame de biópsia que foi adiado, perdeu-se, foi roubado etc.  Acontece que quem periciou foi uma reumatologista experiente que percebeu o provável uso de garrote para provocar o edema e o aspecto de queimadura por cigarro nas lesões, besuntadas de pomada. Pela primeira vez a pericianda apresentou relatório e este vinha assinado por médica que, por telefone, diz residir em outra cidade e não trabalhar mais no serviço onde a segurada diz ter sido atendida por ela.

Qualquer médico que leia o relatório saberá dizer que é falso, mas um não médico saberia? 

O documento foi apreendido e encaminhado ao SST para o fluxo policial cabível.

4 comentários:

Rubia A disse...

especie de fraude "analfa".
Ou atestado de cubano.
De qualquer forma "analfa"do ponto de vista médcio.

Regi disse...

Vejo todo a dia esses atestados falsos, uns piores que esse. Ao comunicarmos a quem é de direito, nota-se o total desinteresse da instituição além de querer colocar o perito exposto ao fraudador.

disse...

A pessoa é tão cara de pau e tão burra que sequer se dá ao trabalho de escrever corretamente.

Hafiz Ben David disse...

Na atual conjuntura, não duvido que tenha sido um médico.
Por essas e outras que devemos pressionar o CFM a instituir o' Exame de Ordem'.